08

janeiro

2012

26

Comentários

1962 – O primeiro titulo contra LA Lakers

Em 1962 mais uma vez, o Boston Celtics voltou para as Finais da NBA, desta vez para encarar o “novo” Los Angeles Lakers, que estava saindo de uma temporada maravilhosa. Para entender o começo da rivalidade destes dois times, é preciso retratar o novo Lakers, que havia mudado de Minneapolis para Los Angeles; e ressaltar que o Celtics vinha de tres conquistas consecutivas.

Lakers – O inicio em Los Angeles

Com seu sucesso nos playoffs de 1961, o Lakers rapidamente reuniu um grande público de pessoas em Los Angeles, tornando-se uma franquia popular. Entre as celebridades que começavam a assistir seus jogos estavam: Doris Day, Danny Thomas, Dinah Shore e Pat Boone, os jogos do Lakers se tornavam um lugar onde as grandes estrelas se encontravam.

Para a nova franquia de LA, era um ano onde tudo parecia dar certo. Até mesmo seu único revés durante a temporada regular tinha suas vantagens. Elgin Baylor, ala da equipe e um dos principais jogadores do Lakers junto com o Jerry West, começou o ano como um terror, mas foi chamado em dever de reserva para com o Exército em Fort Lewis, Washington. Como resultado, ele foi capaz de aparecer em apenas 48 partidas da temporada regular.

Baylor participava do elenco principal nos fins de semana e quando o fez, estava pronto e praticamente imparável. Sua média de 38,3 pontos por jogo perdeu apenas nesta estatística para o prodigioso Wilt Chamberlain (que jogava no Philadelphia).

A união do Lakers fez um belo time, principalmente em 1962.  “Foi um ano agradável”, lembrou Baylor. “A nossa camaradagem era grande. Dentro e fora da quadra, fizemos coisas juntos. Tivemos um ao outro. Como uma equipe que se esforcou todas as noites.”

Mesmo com a agenda “problematica” de Baylor, a harmonia do Lakers foi traduzida em sucesso e a equipe faturou a Divisão Oeste com um recorde de 54-26, e futuramente ganhando do Detroit nas Finais da Divisão Oeste.

O Lakers tinha o seu oponente nas finais da NBA, o Boston Celtics que ganhou do Philadelphia de W.Chamberlain, o que deixou o técnico do Lakers (Fred Schaus) um pouco aliviado. “Nós não temos jogo no garrafão’’ disse Schaus, podemos concluir que ele estava falando que foi bom não enfrentar o poder de Chamberlain no garrafão, porém o Celtics tinha Bill Russel, mas este não teria o poder ofensivo de Chamberlain.

A nova franquia de LA tinha alguém para conduzi-los: seus dois jovens astros pareciam destemidos. “Tanto West e Baylor tiveram playoffs fantástico”, lembrou Schaus. E foi nessa situação que as batalhas dos jogos das Finais da NBA 1961-62 começaram!

Final 1962 – Celtics X LA Lakers – A segunda decisao, mas a primeira em LA

No primeiro jogo das Finais o Celtics ganhou do Lakers no Boston Garden por 122-108, mas o time de LA se recuperou na noite seguinte com uma virada de 129-122 que enviou o terceiro jogo para sua casa empatando a série (1-1). Um público recorde de 15.180 lotou a Arena Sports em LA, e esta torcida ajudou a equipe da casa nos momentos finais.

Jerry West roubou a bola de Sam Jones (PG do Celtics) faltando exatamente quatro segundos para o término do jogo e conseguiu fazer uma bandeja no soar da campainha, fazendo 2-1 para o Lakers na Final e levando a multidão à loucura, mas o Celtics prontamente matou qualquer pensamento de quase término da série em Los Angeles, ganhando o jogo quatro por 115-103 e empatando novamente a grande decisao.

O quinto embate da série foi realizado em Boston e a equipe da casa não conseguiu conter Elgin Baylor, que marcou 61 pontos e 22 rebotes, e o Lakers novamente estava perto do título (126-121), o especialista no setor defensivo do Celtics, Satch Sanders, contemplou a bela partida de Baylor. “Elgin era apenas uma máquina”, disse ele. Questionado sobre sua noite de pontuação grande, Baylor disse: “Tudo que eu lembro é que ganhamos o jogo. Eu nunca pensei sobre quantos pontos eu tinha”.

Novamente o Celtics evitou a derrota na final e empatou a série (3-3) em Los Angeles por 119-105.

Jogo 7

Numa quarta-feira, 16 de abril os dois rivais se enfrentaram no jogo 7 em Boston, Na partida derradeira a equipe de Boston se manteve a frente do Lakers por muitas vezes durante o jogo. No ultimo quarto o Lakers empatou (100-100) nos minutos finais alternando jogadas com seus principais jogadores (Baylor, West, Selvy). Com 18 segundos restantes para o final do jogo, o Celtics teve a posse da bola e Frank Ramsey (SF/SG) errou o gancho que fez, Schaus logo pediu tempo e assim o Lakers tinha com 5 segundos a possibilidade de acabar com a hegemonia do Celtics na NBA, mas não foi isso que aconteceu. Selvy (PG do Lakers) errou o chute e no rebote para assegurar o OT estava lá Bill Russel.

No OT o Celtics confirmou seu reinado na NBA, com seu 4º título seguido, ao vencer por 110 x 107 com Sam Jones marcando cinco dos seus 27pts na prorrogacao  e Bill Russel sendo o melhor jogador. Assim o Lakers só pode se debruçar no que poderia ter acontecido se a bola de Selvy entrasse.

Baylor disse : “Eu pensei que o Cousy (PG do Celtics) fez falta no Selvy, pois ele chutou de um lugar que era seu preferido, eu estava numa posição boa para o rebote, mas alguém atrás de mim me empurrou para a direita, eu vi o Sam Jones e o Bill Russel atrás de mim’’.

Alguns anos mais tarde Baylor, assistiu uma cópia do filme do jogo e confirmou o que ele havia suspeitado. Sam Jones realmente tinha empurrado Baylor para fora de quadra, longe do rebote. Jones depois brincou sobre isso com ele e admitiu o fato.

Ao final do jogo o Boston Garden explodiu de alegria, e pelo quarto ano consecutivo, a torcida invadiu a quadra, saldando os heróis do time, que formavam uma dinastia. Russel fez o maior double-double de uma final, 30 pontos e impressionantes 40 rebotes, que foram um dos principais motivos da vitória Celta.

PS: Celtics e Lakers ja haviam disputado uma final em 1959, mas naquela epoca a franquia Lakers ainda estava em Minneapolis. Portanto essa foi a primeira final do Boston Celtics contra o Lakers em Los Angeles.

Fonte: www.nba.com/history