Analisando o Draft – Abdel Nader

Dono de oito escolhas no NBA Draft 2016, realizado no Barclays Center, ginásio do Brooklyn Nets, no último dia 23 de junho, o Boston Celtics encerrou a sua participação no evento com o recrutamento do ala egípcio Abdel Nader na 58ª pick, adquirida pelo Alviverde em uma troca com o Cleveland Cavaliers, que recebeu o experiente ala Keith Bogans. As expectativas da torcida celta em torno do atleta de Iowa State eram as mínimas possíveis, por se tratar de um jovem jogador selecionado no fim do Draft e ser um ilustre desconhecido, já que poucas pessoas viram o egípcio em ação e pouquíssimos sites traziam informações mais detalhadas. O que se sabia era que Nader realizou dois treinamentos em Boston, pouco antes do Draft.

Leia mais

Analisando o Draft – Jaylen Brown

Analisando o Draft – Guerschon Yabusele

Analisando o Draft – Ante Zizic

Analisando o Draft – Demetrius Jackson Jr.

Analisando o Draft – Ben Bentil

Desconhecido pelos especialistas, ignorado por boa parte da torcida do Boston Celtics e fadado a defender o Maine Red Claws, afiliado celta na Liga de Desenvolvimento da NBA (D-League), Abdel Nader foi convocado pelo Alviverde para a disputa da NBA Summer League e rapidamente mudou a opinião dos críticos: mesmo com pouco tempo em quadra, o egípcio registrou boas atuações e deixou claro que vai brigar para fazer parte da reconstrução verde e branca. O Celtics Brasil, em sua última matéria sobre os atletas recrutados pelo Celtics no NBA Draft 2016, fala agora sobre Nader, que completará 23 anos em 2016.

Informações do atleta

Posição Ala (SF)
Experiência 22 Anos | Junior (4º ano universitário)
Altura 1,98 metros (6’6”)
Envergadura 2,15 metros (7’1”)
Peso 104 quilos (230 lbs)

A carreira

Nascido no dia 25 de setembro de 1993, na cidade egípcia de Alexandria, Abdel Nader tinha apenas três anos quando se mudou com a família para os Estados Unidos. Morador de Skoke, no estado de Illinois, Nader apresentou um bom desempenho já no High School: pela equipe de Niles North, o egípcio foi eleito um dos melhores atletas do estado, de acordo com o Chicago Tribune, com médias de 23,8 pontos, 8,6 rebotes e 2,8 assistências por jogo.

No basquete universitário, Abdel Nader passou dois anos no Northern Illinois, onde foi titular em 47 dos 50 jogos em que foi relacionado e registrou média de 11,8 pontos por confronto. Em sua primeira temporada, Nader apareceu na seleção dos melhores calouros da Mid-American Conference (MAC). O bom desempenho do egípcio chamou a atenção de Iowa State, que conseguiu convencer o atleta a mudar de universidade.

O começo de Abdel Nader em Iowa State, entretanto, não foi dos melhores: além de ficar um ano sem jogar, por causa das regras de transferência da NCAA, o ala não teve muito tempo em quadra na sua primeira temporada e registrou médias tímidas: 5,8 pontos, 2,9 rebotes e 16,4 minutos em 32 jogos.

Na temporada 2015/2016 da NCAA, a sua última em Iowa State, Abdel Nader disputou apenas 11 partidas, mas se firmou como titular e fez um grande papel. Auxiliado pelo ala-pivô Georges Niang, que foi selecionado pelo Indiana Pacers na 50ª escolha do NBA Draft 2016, Nader levou a sua universidade até a semifinal da Midwest Regional, onde foi eliminado pela equipe de Virginia.

Prós

Dono de uma envergadura impressionante, Abdel Nader tem um jogo ofensivo muito interessante. Além de arremessar bem de longa distância, o egípcio infiltra com muita facilidade e não tem medo do contato. Na Summer League, mesmo com pouco tempo de quadra, Nader conseguiu boas médias: 9,1 pontos e 3,0 rebotes em 15 minutos.

Apesar de não ser um atleta muito forte, Nader não compromete na defesa: com sua boa envergadura, o ala oriundo de Iowa State se posiciona bem, tem mãos ativas, pega muitos rebotes e sempre dificulta o avanço dos adversários. O egípcio também foi muito elogiado por ser um atleta trabalhador, que não sente a pressão do jogo.

Contras

Na Summer League, Abdel Nader chamou a atenção pelo excelente aproveitamento na quadra de ataque, mas pecou muito pelo individualismo. Foram poucas as jogadas em que Nader, ao invés de tentar resolver tudo sozinho, procurou os companheiros e passou a bola. Em 93 jogos no basquete universitário, o egípcio registrou a assustadora média de 0,9 assistência por confronto. Esse comportamento precisa ser trabalhado com urgência.

Elogiado pelo seu comportamento na Summer League, Nader registrou alguns problemas de indisciplina no basquete universitário. Em Iowa State, o ala teve dificuldades para se manter no peso certo e foi preso por conduzir um veículo em estado de embriaguez, o que lhe rendeu uma suspensão de três jogos. O Boston Celtics precisa observar essa situação de perto, para que esses atos não se repitam.

Opinião

Abdel Nader é um jogador melhor do que se esperava, com uma habilidade muito boa na quadra de ataque, mas tem sérias deficiências em seu jogo e já tem 23 anos, ou seja, dificilmente irá evoluir o suficiente para construir uma carreira sólida na NBA. Nesta temporada, o egípcio deve atuar pelo Maine Red Claws, onde terá bons minutos em quadra e a oportunidade de mostrar ao Boston Celtics que está pronto para desafios maiores, mas o futuro de Nader com a camisa verde e branca é incerto.

Médias em 2015-2016 (em 11 jogos)

Minutos Pts Reb Ast Stl Blk FG 3Pts FT
28,5 min 12,4 5,4 1,4 1,5 0,6 49% 29,7% 79,3%

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 Comentários

  1. Sander disse:

    Se ele apenas se esforçar, vai ficar na frente do Young.
    O Young tem 20 anos, mas parece que seu jogo não vai mais evoluir ( uma pena, pois muitos de nós ficamos felizes quando foi draftado), parece um cara em final de carreira, já cansado e sem motivação. O cara vai para a sua terceira temporada e na Summer League vimos que não evoluiu em nada o seu jogo.
    Por isso digo: Se o Nader apenas se esforçar passa o Young. Uma pena!

    0

    0
  2. drakes disse:

    O problema do draft e seus potenciais é sempre isso, muitas vezes tem-se o azar do jogador se machucar ou não se esforçar, isso leva não ao clube que pegou uma pick ver ela derreter em termos do que poderia ser.

    Falando em potencial, saiu o primeiro big board do Chad, destaques:

    1 – Josh Jackson 6-foot-8 Kansas Freshman Forward

    2 – Harry Giles 6-foot-11 Duke Freshman Forward

    3 – Markelle Fultz 6-foot-5 Washington Freshman Guard

    4- Dennis Smith 6-foot-2 NC State Freshman Guard

    5 Frank Ntilikina 6-foot-5 France Age: 18 Guard

    6 – Lonzo Ball 6-foot-5 UCLA Freshman Guard

    7 – Jayson Tatum 6-foot-8 Duke Freshman Forward
    His lack of a 3-point shot (most of his work is done in the midrange game), lack of great defensive effort and lack of court vision all are working against him, though. Modern wings that don’t pass or shoot 3s aren’t particularly the rage right now, so I’m a little skeptical.

    8 – Jonathan Isaac 6-foot-11 FSU Freshman Forward

    9 – De’Aaron Fox 6-foot-4 Kentucky Freshman Guard

    10 – Ivan Rabb 6-foot-10 Cal Sophomore Forward

    Outros destaques:

    11 – Jarrett Allen C

    12 – Edrice Adebayo 6-foot-9 Kentucky Freshman Forward

    13 – Marques Bolden 6-foot-11 Duke Freshman Center

    17 – Lauri Markkanen 6-foot-11 Arizona Freshman Forward

    18 – Omer Yurtseven 7-foot NC State Freshman Center

    23- Miles Bridges 6-foot-8 Michigan State Freshman Forward

    24 – Thomas Bryant 6-foot-11 Indiana Sophomore Center

    30 – Malik Pope 6-foot-10 SDSU Junior Forward

    Normalmente o top 10 muda muito até o próximo ano, mas me parece um draft profundo de novo, mas recheado de potenciais estrelas na ponta pelo discurso dos analistas.
    Celtics tem o swap com o nets, e 3 picks de segund round.

    Os favoritos para piores campanhas são: Sixers, Nets, Lakers e Suns.

    0

    0

Deixe um comentário