Celtics 116 x 111 Suns

Em um raro jogo disputado na tarde de um sábado (02) no TD Garden, o Boston Celtics venceu o Phoenix Suns por 116 a 111. A partida foi inesperadamente apertada para a equipe celta, já que a franquia de Phoenix possui a pior defesa da NBA na atual temporada. No entanto, o jogo coletivo da equipe comandada pelo técnico Brad Stevens foi responsável por seis jogadores terem terminado com dois dígitos em pontuação, sacramentando o 20º triunfo na temporada 2017/2018 e, com isso, mantendo o posto de melhor campanha.

As ações celtas foram bem equilibradas entre time titular e banco. Kyrie Irving foi o cestinha pelo time verde e branco, anotando 19 pontos, incluindo uma bola de três nos momentos finais da partida, quando a vantagem era somente de dois pontos sobre o Suns. Sendo o líder da segunda unidade, o ala-pivô Marcus Morris fez outra ótima partida, terminando com 17 pontos e 8 rebotes. O camisa 13 tem sido muito efetivo quando vindo do banco que, em algumas partidas, sofreu para pontuar sem um scorer nato. Por sua vez, Al Horford, fez 14 pontos e distribuiu excelentes 11 assistências, atingindo mais um duplo-duplo na carreira.

Os jovens da franquia de Massachusetts também se destacaram. Após algumas partidas apagado, o ala Jaylen Brown terminou com 17 pontos. O calouro Jayson Tatum novamente atuou de forma madura e espetacular. Seus 15 pontos vieram de eficientes 6 arremessos certos em 8 tentados, incluindo uma linda enterrada no final da partida. Além disso, o calouro foi defensivamente muito bem, com 2 roubos de bola e 2 tocos, um deles sobre o ala-armador Devin Booker, o que ajudou a frear a reação do time de Phoenix.

Se pelo lado do Boston Celtics prevaleceu o jogo coletivo, pelo Phoenix Suns sobrou a individualidade do ala-armador Devin Booker. O camisa 1 da franquia de Arizona parece mesmo gostar de jogar no TD Garden: na temporada passada, fez um histórico jogo de 70 pontos, sendo, inclusive, aplaudido pela torcida celta presente no ginásio; desta vez, anotou 38 pontos, sendo seu recorde na atual temporada. Outro destaque da equipe foi o ala T.J. Warren, que impulsionou o time com 19 pontos e 7 rebotes, a maioria no segundo tempo de jogo, fazendo com que a equipe encostasse no placar, já que chegaram a perder por 17 pontos.

A curiosidade da partida fica por conta dos números produzidos pelo veterano pivô Tyson Chandler. Ele fez 14 pontos e pegou incríveis 18 rebotes, sendo 6 deles ofensivos. Ocorre que todos os rebotes ofensivos foram originados da mesma jogada: após um arremesso errado de Tyler Ulis, Chandler ficou com o rebote e subiu para a cesta, errou novamente e, a partir daí, houve uma disputa intensa pela bola, sendo que o pivô tocou mais 5 vezes na tentativa de fazer a bola cair na cesta, até que, por fim, conseguiu.

Após esta vitória, o Boston Celtics volta ao TD Garden na próxima segunda-feira (04), quando receberão o Milwaukee Bucks, às 22h30min. (horário de Brasília). No mesmo dia, o Phoenix Suns continuará sua viagem à costa leste, enfrentando o Philadelphia 76ers no Wells Fargo Center.

Destaques do Celtics

– Kyrie Irving (19 pontos e 5 assistências)

– Al Horford (14 pontos, 5 rebotes e 11 assistências – duplo-duplo)

– Marcus Morris (17 pontos e 8 rebotes)

Destaques do Suns

– Devin Booker (38 pontos e 5 assistências)

– Tyson Chandler (14 pontos e 18 rebotes – duplo-duplo)

– T.J. Warren (19 pontos e 7 rebotes)

 

Boxscore

Melhores Momentos

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino

Eduardo, 30 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

7 Comentários

  1. Hugo disse:

    Pra mim está latente que ainda temos problemas graves no garrafão e o Baynes tem ganhado poucos minutos… aí complica

    0

    0
  2. phabio passos disse:

    POIS, DAO MAIS MINUTOS A SMART, ONDE ELE ERRA MAIS DO QUE ACERTA, BRAD TEM VER ISSO, OU TRAZER ALGUEM PRA GARRAFAO PRA AJUDAR…..

    0

    4
    • Lucas Oliveira disse:

      Sério que você está reclamando do Smart de novo? Faz 4 partidas que o bicho é um dos melhores jogadores em quadra. Contra o Suns a escolha dos arremessos dele foi talvez a melhor da carreira, desistindo de várias bolas boas para dar oportunidade a outro companheiro com melhor aproveitamento e também em boas condições.
      Se você analisar os 50% em 3/6 foram amplamente influenciados pelos dois open shots que ele errou em seguida porque a bola bateu no aro e voltou para ele, sendo que o primeiro arremesso era escolha certa a tomar e o segundo qualquer jogador que vê a bola voltar para ele daquele jeito arrisca de novo.

      1

      0
  3. Celso Cachali Jr disse:

    Agora todos os pivos que jogarem contra agente vai fazer média de 15. Horford não aprende a se posicionar, para apanha Los e de matar isso.

    Morris é um belo acréscimo para o time, ele tem que vir do banco, por mais que não tenhamos outro melhor na posição, mas ele trás para nos pontos importantes chama a responsabilidade e é o mais técnico vindo do banco.

    Smart e uma mula esforçada só isso nada a declarar, porém teve outro cara pior que ele. Rozier.

    Rozier ontem estava de sacanagem errou tudo que tentou e até o que não tentou ele tava errando, já estou começando a achar o rozier fraquinho, que armador e este que não sabe destruír o jogo a única joga dele é procurar o próprio arremesso e ainda assim seleciona mal os seus arremessos. Smart e muito mais armador que ele distribui muito melhor que ele.

    0

    4
  4. Marcos Pastich disse:

    Como está a situação de Okafor? Seria uma boa pro nosso garrafão?

    0

    0
  5. Marcos disse:

    Parece que está ficando evidente o problema de deixar o Baynes com minutagem reduzida.
    Uma alternativa também é rodar o Horford com o Theis.
    Adivinha contra quem o Chandler pegou os seis rebotes consecutivos?

    []s verdes

    0

    0
  6. Marcelo Signori disse:

    Horford joga na 4 não adianta

    2

    0

Deixe um comentário