Celtics 100 x 103 Bucks

Atuando pela quinta partida consecutiva diante de sua torcida no TD Garden, o Boston Celtics vivia a expectativa por uma noite feliz nesta quarta-feira (29). Afinal de contas, além de atuar em casa, o Alviverde defendia a liderança da Conferência Leste e uma série de quatro triunfos consecutivos diante do Milwaukee Bucks. Entretanto, a euforia pelo excelente momento na temporada 2016/2017 da NBA virou frustração em 48 minutos: com uma atuação sem muito brilho, o Celtics passou boa parte do jogo atrás no placar e foi derrotado por 103 a 100 pela equipe de Milwaukee.

O destaque do Boston Celtics na partida foi o armador Isaiah Thomas, que foi o cestinha verde e branco com 32 pontos e registrou o ótimo aproveitamento de 52,9% nos arremessos. O ala Jae Crowder, com 13 pontos, foi o segundo maior pontuador celta, mas não fez uma boa partida, assim como o ala-armador Avery Bradley, que fez um duplo-duplo com 12 pontos e 10 rebotes, mas errou muitos arremessos e sofreu na marcação do calouro Malcolm Brogdon. O armador Marcus Smart, por sua vez, pode ser considerado o símbolo da atuação celta na partida: autor de um duplo-duplo, com 11 pontos e 11 rebotes, o camisa 36 esbanjou raça, principalmente nos rebotes ofensivos, mas foi desastroso nos arremessos, com apenas quatro bolas convertidas em 15 tentativas.

Pelo lado do Milwaukee Bucks, o ala grego Giannis Antetokounmpo foi o cestinha e ainda chegou perto de um duplo-duplo, com 22 pontos e nove rebotes, enquanto o ala Khris Middleton, mais uma vez titular, anotou 19 pontos. O destaque da franquia de Wisconsin, entretanto, foi o combo guard calouro Malcolm Brogdon, que fez 16 pontos, distribuiu nove assistências e fez a cesta da vitória de sua equipe, a três segundos do fim. Entre os reservas, destaque para os 16 pontos e oito rebotes do pivô Greg Monroe.

Com a derrota em casa, o Boston Celtics caiu para a segunda posição da Conferência Leste e entregou a liderança de volta para o Cleveland Cavaliers. O Alviverde tem 48 vitórias em 75 partidas e aproveitamento de 64%, enquanto a franquia de Ohio, com um triunfo e dois jogos a menos, tem 64,4% de aproveitamento. Já o Milwaukee Bucks, com 39 vitórias em 75 duelos, é o sexto colocado da Conferência Leste e está perto da classificação para os playoffs.

O Boston Celtics terá a oportunidade de se recuperar da derrota para Milwaukee nesta sexta-feira (31), às 20h30, quando receberá o Orlando Magic no TD Garden. Também nesta sexta, o Bucks recebe o Detroit Pistons em seu BMO Harris Bradley Center.

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (32 pontos e cinco rebotes)

Jae Crowder (13 pontos e três assistências)

Avery Bradley (12 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Marcus Smart (11 pontos e 11 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Bucks

Giannis Antetokounmpo (22 pontos e nove rebotes)

Khris Middleton (19 pontos e seis rebotes)

Malcolm Brogdon (16 pontos e nove assistências)

Greg Monroe (16 pontos e oito rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

11 Comentários

  1. Paulo Kulsar disse:

    A defesa não funcionou. Bucks jogavam fácil sob a cesta. Foi um Boston irreconhecível.

    0

    0
    • Francisco Machado disse:

      Pelo contrário cara. Deu pra reconhecer bem o Horford, Smart, Olynyk, Rozier……

      0

      0
    • Marcos disse:

      O time sofre muito quando pega um adversário mais forte fisicamente, falar isso é chover no molhado.

      Ontem três coisas chamaram a atenção:

      1. O Brad foi prof. Pardal em vários momentos, começando com um time mais baixo de propósito contra um adversário muito mais alto e ágil (sabem aquela máxima que diz em time que está ganhando não se mexe? Pois é). O Young recebeu minutos novamente e o Green, não. Não entendo o porquê.

      2. Nosso banco foi batido com extrema facilidade pelo Bucks (sim, a velha tristeza de ver Giannis e Olynyk em quadra ao mesmo tempo) e não conseguiu fazer com que os titulares pudessem descansar. Jogo muito fraco (só arremessos de fora) de KO, Jaylen e Rozier.

      3. O Smart tem muita raça, ponto. O Smart é um flopper e bricador (arremesso tijolada), ponto novamente. Está ficando tarimbado pela arbitragem, ontem foi uma falta flag e uma técnica. Se formos entrar em uma trade, acho que deveríamos enviar o Smart e manter o Bradley, apesar do xará ser mais forte e com mais potencial que Avery. Tenho dúvidas se esse comportamento flopper logo não se transformará em comportamento de vestiário.

      []s verdes

      0

      0
  2. Barros disse:

    Jogo horrível, pra ser deletado do histórico. Não entendi o motivo de Green não ter ganhado minutos, sendo q está jogando bem.

    0

    0
  3. LucasDDR disse:

    Jogo complicado, o Bucks explora bem as fraquezas do Celtics, principalmente Giannis que eh um big man ágil e imparável. Se pegar nos playoffs vai ser dureza

    0

    0
  4. drakes disse:

    A questão do celtics é que alguns times jogam com se tivessem em finais de playoffs, eu não vejo o Stevens com vontade de dar 100% e não continuar a suas experiências, que continua sendo o momento até por que o time tá melhor na tabela que qualquer um pensava aqui no começo de temporada.

    Em %, pelo 538, o Boston continua tendo 54% de reter a posição n.1, que tem claro um impacto forte para atrair um FA. de peso ou mesmo alguém pedir para ser trocado já que o Ainge por não ter reforçado o time, manteve uma série de ativos.

    O time jogou mal, jogou, perdeu de muito…não. É algo de se pensar, por que para todos eles jogaram bem.

    0

    0
  5. Renato disse:

    Concordo com o raciocínio do Drakes, acho que o Stevens procura vencer jogos sem comprometer a saúde dos atletas e testando algumas formações diferentes. De qualquer forma não era para perder em casa de um adversário em back to back. No meu entender o segundo lugar e praticamente garantido. Wizards e Raptors tem jogos mais difíceis que o Celtics e ainda temos 2 vitórias de vantagem pra eles, ainda fica a briga para o primeiro lugar já que Cavs está na frente mas com tabela mais difícil. Aparentemente nosso confronto de offs será Pacers, Heat ou Bulls e são todos bons confrontos.

    0

    0
    • Marcos disse:

      Bom, Thomas, Bradley e Crowder todos minutaram mais de 36 minutos, não foi propriamente um “descanso” do Stevens.
      Eu gosto do nosso técnico, mas ontem foi Prof. Pardal.
      Uma coisa é testar o time antes do ASB, outra é mudar nos seis jogos finais disputando a liderança.
      O time ainda poderia ter ganho, não fossem as faltas técnicas.

      Preferiria ter ganho ontem, esperar um tropeço do Cavs e poupar o time contra o mesmo Cavaliers. Seria uma jogada psicológica a la Gregg Pop.

      Enfim, agora é ligar o secador novamente,

      []s verdes

      0

      0
  6. drakes disse:

    Cavs perdeu de novo.

    0

    0
  7. Não entendo como Stevens coloca Young e deixa Green de fora.

    0

    0

Deixe um comentário