Celtics 106 x 112 Hawks

Já classificado para os playoffs e ocupando a segunda colocação da Conferência Leste na temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics voltou à quadra na tarde deste domingo (8), para enfrentar o Atlanta Hawks. Sem maiores motivações, o time verde e branco de Massachusetts utilizou a rotação por mais tempo e pagou o preço por isso: mesmo atuando ao lado de seu torcedor no TD Garden, o Celtics foi derrotado por 112 a 106 pelo Hawks. Foi a primeira vitória da franquia da Geórgia sobre a equipe celta nesta edição da liga.

Os dois destaques do Boston Celtics vieram do quinteto titular: enquanto o ala calouro Jayson Tatum foi o cestinha verde e branco, com 19 pontos, o pivô Al Horford contribuiu com 16 pontos e sete rebotes. Mais uma vez titular, o armador Terry Rozier chegou perto de um triplo-duplo, com 10 pontos, nove assistências e oito rebotes. Na rotação celta, o grande nome foi o pivô Greg Monroe, que fez 16 pontos e pegou sete rebotes.

Pelo lado do Atlanta Hawks, o destaque foi o ala Taurean Prince, que acertou sete dos oito arremessos de longa distância que tentou e encerrou o duelo no TD Garden com 33 pontos. Substituto do alemão Dennis Schroder no quinteto titular, o ala-armador Damion Lee fez 14 pontos e pegou oito rebotes, enquanto o armador reserva Isaiah Taylor contribuiu com 13 pontos e seis assistências.

Apesar da derrota em casa, o Boston Celtics permanece na vice-liderança da Conferência Leste, com 54 vitórias em 80 partidas e 67,5% de aproveitamento, atrás apenas do Toronto Raptors. Já o Atlanta Hawks, com apenas 24 triunfos em 81 compromissos e 29,6% de aproveitamento, permanece na última posição do Leste e tem a terceira pior campanha da temporada, na frente apenas de Phoenix Suns e Memphis Grizzlies.

Antes de estrear nos playoffs, o Boston Celtics inicia, na noite desta terça-feira (10), o seu último back-to-back na temporada regular. O adversário celta será o Washington Wizards, em partida que começa às 21h (horário de Brasília) e será disputada na Capital One Arena. Também nesta terça, o Atlanta Hawks se despede da temporada em duelo contra o Philadelphia 76ers, na Philips Arena.

Destaques do Celtics

Jayson Tatum (19 pontos, quatro rebotes e quatro roubadas de bola)

Greg Monroe (17 pontos e quatro assistências)

Al Horford (16 pontos e sete rebotes)

Destaques do Hawks

Taurean Prince (33 pontos e oito rebotes)

Damion Lee (14 pontos e oito rebotes)

Isaiah Taylor (13 pontos e seis assistências)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 Comentários

  1. Fernando Silva disse:

    Não me preocupo muito com as nossas já famosas derrotas Robin Hood.

    Nosso problema é a rotação curta para os offs, em especial a primeira rodada.

    É fato que Brown, Tatum e AH terão que levar o time.

    Morris e Monroe fazer a segunda unidade acontecer, pois na verdade a segunda unidade, nos offs, serão os 2 e talvez o Larkin.

    Quanto ao Baynes, sua missão é simples: jogo sujo e muita marcação para aliviar AH.

    Rozier, espero boa partidas, principalmente se for comedido nas jogadas individuais. Nada de atravessar a quadra e chutar um pompo sem asa com mais de 20s no relógio!!!

    Jogar a primeira rodada inteira com 8 atletas, será difícil.

    Stevens deve usar Semi e Yabu naquele minuto final de cada quarto, para esticar o descanso principalmente do AH.

    No mais, precisamos de uma boa notícia do departamento médico: pelo menos Smart.

    3

    0
    • Marcos disse:

      Fernando, eu espero um desempenho monstruoso do Rozier e do Tatum nos offs.
      Espero também um desempenho seguro de Brown (precisa de ganhar ritmo de jogo, como o Smart e Crowder no ano passado) e Horford (precisa estar descansado).

      Sinceramente, o Brad sabe tirar vantagem de um time jovem e da correria.

      O Smart deve voltar para as quartas de finais,

      []s verdes

      0

      0

Deixe um comentário