Celtics 111 x 104 Bulls

Foi um pouco mais difícil que o previsto, mas o Boston Celtics voltou ao caminho das vitórias na temporada 2017/2018 da NBA. Em partida disputada na noite desta sexta-feira (6), no TD Garden, o time verde e branco de Massachusetts sofreu com vários desfalques e com a animação do jovem time do Chicago Bulls, que impôs dificuldades em alguns momentos do duelo, mas se impôs nos minutos finais e derrotou a equipe de Illinois por 111 a 104. Foi a terceira vitória celta sobre o Bulls nesta edição da liga.

Com o ala Jayson Tatum e o pivô Al Horford poupados pelo técnico Brad Stevens, o ala-armador Jaylen Brown chamou a responsabilidade no quinteto titular do Boston Celtics. Preciso nos arremessos, com 11 acertos em 19 tentativas, sendo 7-10 em lances de longa distância, Brown foi o cestinha celta no TD Garden e registrou a sua melhor marca na carreira, com 32 pontos.

Na rotação do Boston Celtics, três nomes chamaram a atenção. Principal nome do garrafão verde e branco nesta sexta-feira, o pivô Greg Monroe acertou quase tudo o que tentou na quadra de ataque e registrou um triplo-duplo, com 19 pontos, 11 rebotes e 10 assistências. Já o ala-armador calouro Jabari Bird, que tem contrato bidimensional com o Celtics, foi muito bem quando exigido e deixou a quadra com 15 pontos. O estreante armador Jonathan Gibson também deixou uma boa impressão, anotando nove pontos em nove minutos.

Pelo lado do Chicago Bulls, o destaque veio do banco de reservas. Cotado como reforço do Boston Celtics nas últimas semanas, o ala-armador Sean Kilpatrick fez uma boa apresentação no TD Garden e foi o cestinha do Bulls, com 24 pontos. No quinteto titular de Chicago, o ala-pivô finlandês Lauri Markkanen fez 20 pontos, e o armador Cameron Payne contribuiu com 11 pontos.

Já garantido na segunda colocação da Conferência Leste, o Boston Celtics conquistou, diante do Chicago Bulls, a sua 54ª vitória em 79 partidas e agora tem 68,4% de aproveitamento na temporada. Enquanto isso, o Bulls ocupa a 12ª posição do Leste, com apenas 27 triunfos em 79 compromissos e 34,2% de aproveitamento.

A próxima partida do Boston Celtics na temporada 2017/2018 da NBA será disputada na tarde deste domingo (8), às 14h (horário de Brasília), contra o Atlanta Hawks, no TD Garden. Antes disso, na noite deste sábado (7), o Chicago Bulls recebe o Brooklyn Nets no United Center.

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (32 pontos e quatro rebotes)

Greg Monroe (19 pontos, 11 rebotes e 10 assistências / triplo-duplo)

Jabari Bird (15 pontos, três rebotes e três assistências)

Destaques do Bulls

Sean Kilpatrick (24 pontos e três rebotes)

Lauri Markkanen (20 pontos e cinco rebotes)

Jerian Grant (15 pontos, oito assistências e cinco roubadas de bola)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 Comentários

  1. Sander disse:

    Orgulhoso da garotada. Vejo a galera dizendo dos jovens dos Sixers, Bucks, Wolves e Denver. Mas temos um nunúcl jovem tão bom quanto o deles, quiçá melhor. Temos o Tatum, Brown, Rozier, Smart, Theis e Irving, todos novos e bons jogadores, ainda uns que podem evoluir: Bird, Yabusele, Ojeleye ( ja importante na defesa ) e Nader, alguns jogadores demoram um pouco mais para se desenvolverem, mas não vejo nosso time atrás de nenhum deles.
    O que vai nos faltar em termos gerais, será um pivô jovem com muito potencial ( poderia ter sido o Zizic, mas ele saiu), não sei até quando o Horford vai aguentar.
    Não sei como vai ficar a pick desse ano, se os Lakers vão entrar no sorteio, poderemos ter sorte e ficar com a quinta escolha e trazer o Bamba, ou esperar o ano que vem, que terá vários bons pivos.

    Obs: Para esse ano o Greg Monroe pode ser muito importante, pode não ser um primor defensivo, ele pode bater de frente com os pivos adversários nos rebotes e pontos no garrafão.

    Com a base atual incluindo o Hayward, teremos um time para brigar lá na frente por pelo menos 10 anos.

    2

    0
    • marco_rio5 disse:

      Smart deve sair, Precisamos de um bom Pivô. o Antetokounmpo dos Bucks seria uma boa. Jaylen Brown tem mais uma temporada aqui, depois vai ser difícil segurar. Esse joelho do Kyrie me preocupa bastante. Tem alguma coisa esquisita aí.

      0

      0
  2. Fernando Silva disse:

    Assino embaixo. Minha preocupação: manter este time.

    1

    0
  3. Netto Santos disse:

    O ideal seria conseguir uma pick alta com essa escolha dos Lakers e trazer um pivô desse draft, essa classe é muito boa e um calouro desses é o que mais precisamos nesse momento, pra já disputar o título na próxima temporada e montar uma dinastia pro futuro.

    0

    0

Deixe um comentário