Celtics 112 x 94 Bucks

Quando a temporada 2016/2017 da NBA começou, muitos imaginavam que o Boston Celtics seria um forte candidato a destronar o Cleveland Cavaliers do reinado na Conferência Leste, mas pouquíssimos apostavam no Alviverde como um potencial rival já na temporada regular. Depois de 82 jogos, o Cavaliers continua soberano, credenciado pelo título da NBA na última edição da liga, e deve mostrar todo o seu potencial nos playoffs, mas o Celtics deu uma forte mensagem a todos os céticos na noite desta quarta-feira (12): jogando em casa, no TD Garden, a equipe verde e branca derrotou o Milwaukee Bucks por 112 a 94 e garantiu, pela 24ª vez em sua história, a melhor campanha do Leste, deixando Cleveland no segundo lugar. A última vez que Boston registrou esse feito foi em 2007/2008, ano em que a franquia de Massachusetts conquistou o maior título do basquete mundial.

A vitória que garantiu o Boston Celtics na liderança da Conferência Leste, entretanto, não veio com facilidade. Mesmo atuando com um time reserva, já que está confirmado nos playoffs e o duelo no TD Garden não mudaria sua posição, o Milwaukee Bucks dominou as ações nos dois primeiros quartos e abriu 13 pontos de diferença. Mesmo sem boa parte dos titulares, o Celtics conseguiu a virada no terceiro período e confirmou a vitória nos 12 minutos finais, liderado pelo veterano ala-armador Gerald Green.

Com mais tempo em quadra, já que os titulares foram pouco acionados, Gerald Green foi o cestinha do Boston Celtics contra o Milwaukee Bucks, com 18 pontos. Na equipe principal, destaque para o ala Jae Crowder e para o ala-pivô Amir Johnson, que anotaram 16 pontos e pegaram cinco rebotes cada. Destaque do Celtics na temporada, o armador Isaiah Thomas fez 13 pontos e distribuiu oito assistências em 22 minutos.

Sem boa parte de seus destaques, o Milwaukee Bucks teve como cestinhas o ala Michael Beasley, que foi titular, e o pivô reserva Spencer Hawes, responsáveis por 15 pontos e cinco rebotes cada um. O ala-armador Rashad Vaughn, que ganhou uma oportunidade com a ausência do poupado Tony Snell, aproveitou bem a oportunidade e mostrou serviço ao treinador Jason Kidd, com 14 pontos e quatro assistências.

O Boston Celtics encerrou a temporada regular com 53 vitórias em 82 partidas e aproveitamento de 64,6%. É a melhor campanha do time verde e branco desde a temporada 2010/2011, quando conquistou 56 triunfos. O Milwaukee Bucks, por sua vez, vai para a terceira participação nos playoffs em seis anos, com uma campanha de 42 vitórias em 82 jogos, 51,2% de aproveitamento e a sexta colocação da Conferência Leste.

No primeiro round dos playoffs da Conferência Leste, o Boston Celtics enfrentará o Chicago Bulls, que encerrou a temporada regular na oitava posição. A primeira partida entre o Alviverde e a franquia de Illinois será neste domingo (16), às 19h30 (horário de Brasília), no TD Garden. Já o Milwaukee Bucks inicia a disputa dos playoffs contra o Toronto Raptors neste sábado (15), às 18h30 (horário de Brasília), no Air Canada Centre.

Destaques do Celtics

Gerald Green (18 pontos e seis rebotes)

Jae Crowder (16 pontos, cinco rebotes e três roubadas de bola)

Amir Johnson (16 pontos e cinco rebotes)

Destaques do Bucks

Michael Beasley (15 pontos e cinco rebotes)

Spencer Hawes (15 pontos e cinco rebotes)

Rashad Vaughn (14 pontos e quatro assistências)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

6 Comentários

  1. Francisco Machado disse:

    Bom dia pra quem é lider do Leste.

    0

    0
  2. Marco Ferreira disse:

    Agora temos dois campeonatos paralelos…

    1º as playoffs, um passo de cada vez – que venha o Bulls.
    2º o Draft, que venha a primeira escolha e que o Ainge consiga utilizar essa força da melhor maneira possível!

    Go Celtics…

    0

    0
  3. Marcos disse:

    Podíamos começar um bolão né?
    Incluindo as outras chaves.

    Acho que vamos passar o Bulls em 6 jogos.

    []s verdes

    0

    0
  4. joão go celtics disse:

    #goceltics imagino que atropelaremos os bulls e então passaremos dos wizards após isso venceremos a conferência contra o cleveland e seremos campeões contra os warriors podem printar

    0

    0
  5. Guilherme disse:

    Mesmo sendo primeiro, considero o Celtics entre a 4 força do Leste. Acho que o Raptors e Wizard conseguem despachar o Celtics nos plays. Por incrível que pareça acho que a disputa mais acirrada nessa primeira fase dos offs será o Celtics x Bulls. E acrédito em um 4×2 pro celtics

    0

    0
  6. Lucas Oliveira disse:

    Sei que tem muitos críticos do Ainge aqui, mas goste ou não acho que hoje todos podemos concordar que o feito realizado aqui, independente do que pode acontecer nos playoffs e no sorteio, é sem precedentes e absurdamente impressionante!

    Não só somos os primeiros dos dois lados da tabela, como vencemos a corrida da temporada regular com um time montado com a escória da NBA (exceção feita ao Horford)! Aos que começaram a acompanhar a menos tempo, ou não estão tão ligados, só do time titular vamos recapitular:

    Avery Bradley – O jogador mais subestimado da liga. Draftado pelo Celtics e rejeitado pela torcida por anos.

    Jay Crowder – Reserva do Dalas Mavericks, média de 4,4 pontos na carreira, vinha na pior temporada da vida com média de 10min e 3,6 pontos quando foi transferido a preço de banana para o Celtics.

    Amir Johnson – Veterano em sua 10 temporada, típico jogador de rotação que nunca aspirou nada maior.

    Isaiah Thomas – Jogador de 1,75m, draftado na ultima escolha do draft, reserva do Suns, trocado do Kings para o Suns pelos direitos do Alex Oriakhi e uma trade exception de 7 milhões e do Suns para o Celtics por Marcus Thornton e uma pick de primeira rodada protegida até o top 10.

    0

    0

Deixe um comentário