Celtics 113 x 86 Kings

A grande fase do Boston Celtics na temporada 2017/2018 da NBA ganhou mais um feliz capítulo na noite desta quarta-feira (1º). Jogando ao lado de seu torcedor, no TD Garden, o time verde e branco de Massachusetts teve um pouco de dificuldade nos dois primeiros quartos contra o Sacramento Kings, dono de uma das piores campanhas da liga, mas confirmou o favoritismo depois do intervalo e venceu por 113 a 86. Foi a sexta vitória consecutiva do Celtics na competição e a 11ª seguida sobre o Kings em Boston.

O perímetro celta foi fundamental na vitória sobre o Sacramento Kings. Atuando mais uma vez como ala-armador, Jaylen Brown fez 22 pontos e acertou sete dos oito arremessos que tentou durante a partida. O armador Kyrie Irving também anotou 22 pontos e se destacou novamente na defesa, com quatro roubadas de bola. Ainda entre os titulares, destaque para os 12 pontos do ala Jayson Tatum.

Na rotação, o Boston Celtics teve como destaque o armador Terry Rozier, que atuou por apenas 18 minutos, mas contribuiu com 12 pontos. Ganhando cada dia mais espaço, o ala Semi Ojeleye encerrou o jogo com 11 pontos, enquanto o ala-pivô alemão Daniel Theis, com 10 pontos e 10 rebotes, registrou o seu primeiro duplo-duplo na NBA.

Preterido no quinteto titular do Sacramento Kings para a entrada de Garrett Temple, o ala-armador Buddy Hield foi o cestinha da franquia californiana em Boston, com 17 pontos. Entre os titulares, os destaques foram o ala-pivô Zach Randolph, que fez 16 pontos e pegou cinco rebotes, e o armador George Hill, autor de 10 pontos.

Com mais um triunfo em casa, o Boston Celtics manteve a liderança da Conferência Leste, com seis vitórias em oito jogos e 75% de aproveitamento. O Orlando Magic tem a mesma campanha da franquia de Massachusetts, mas está atrás por ter pior campanha contra oponentes da mesma Conferência. Já o Sacramento Kings, com sete derrotas em oito compromissos e aproveitamento de 12,5%, ocupa a penúltima posição da Conferência Oeste, melhor apenas que o Dallas Mavericks.

Depois de duas partidas no TD Garden, a equipe do Boston Celtics pega a estrada para três duelos seguidos como visitante. O primeiro deles será nesta sexta-feira (3), às 23h30 (horário de Brasília), contra o Oklahoma City Thunder, na Chesapeake Energy Arena, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. O Sacramento Kings, por sua vez, encara o Detroit Pistons na noite deste sábado (4), na Little Caesars Arena.

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (22 pontos e seis rebotes)

Kyrie Irving (22 pontos, cinco assistências e quatro roubadas de bola)

Daniel Theis (10 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Kings

Buddy Hield (17 pontos e sete rebotes)

Zach Randolph (16 pontos e cinco rebotes)

George Hill (10 pontos e duas assistências)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 Comentários

  1. Renato disse:

    Jogo bem tranquilo. Irving e Horford jogando o que se esperava deles. Baynes e Theis são belos achados. TRozier e Ojeleye mostrando muito utilidade ao time. Smart e seu coração enorme e intensidade. Agoraaaaaaaaaaaaaa o que estão jogando Brown e Tatum, é talento All Star puro exalando desses garotos.

    1) Apenas para lembrar aos críticos do Ainge, a troca da escolha Nets ficou assim:

    Sai: Pierce, Garnett e Jason Terry
    Entram: Tatum, Brown e Irving (Irving veio da troca da escolha nets 2018 + Thomas que veio de escolha gerada pela exceção da troca).

    Ainda tem outros trocas que nos deram escolhas de primeira rodada de Clippers e Memphis ambas em 2019 provavelmente.

    2) Apenas para lembrar aos críticos do Ainge (Draft):

    A) Escolha 16 em 2015, será Portis o novo Garnett, Ainge escolhe Rozier, e a galera querendo a cabeça do homem, hoje Portis…Quem,
    e o Rozier, nosso negueba, cada vez mais com alegria nas pernas.

    B) Escolha 3 em 2016, será Dunn, será Hield, Ainge escolhe Brown, e a galera querendo a cabeça do homem, hoje Dunn trocado, Hield reserva, e Brown com média de 17 pontos em um contender e titular

    C) Escolha 1 2017, será Fultz, será Ball, será Jackson, Ainge troca a escolha fica com a 3 e + uma escolha provável de loteria e pega o Tatum, adivinha quem é o calouro com mais destaque entre os 4…Tatummmm.

    Ou seja, respeitem o moço, que o bigode negociador é grosso. Estamos em ótimas mãos, diria que nossa reconstrução talvez seja a melhor da história da NBA, e provavelmente irá gerar títulos (Grande técnico, Grandes jogadores, Ótimos jovens e cultura vencedora)

    28

    0
  2. Celso Cachali Jr disse:

    Ingram e ball serão busts 😂😂😂😂

    0

    0

Deixe um comentário