Celtics 91 x 114 Cavaliers

Com todos os seus 18.624 lugares ocupados, o TD Garden recebeu, na noite desta quarta-feira (5), uma espécie de “final antecipada” da Conferência Leste entre Boston Celtics e Cleveland Cavaliers, que entraram em quadra com a mesma campanha na temporada 2016/2017 da NBA. A torcida verde e branca, que sabia da importância da partida e da rivalidade com a franquia de Ohio, fez o seu papel e incentivou o Alviverde, mas a equipe celta não correspondeu às expectativas e fez uma de suas piores partidas nesta edição da liga. O Cavaliers, bem mais confiante, mostrou a sua força de atual campeão e conquistou uma vitória indiscutível por 114 a 91, que freia, por ora, a euforia da franquia de Massachusetts.

A partida em Boston começou nervosa e com uma ligeira vantagem do Cleveland Cavaliers, graças a bons lances de Kyrie Irving na quadra de ataque. Com todas as suas principais peças, o Celtics reagiu, liderado por Isaiah Thomas, e fechou o primeiro quarto com uma vitória apertada por 20 a 19. Entretanto, a rotação celta não manteve o ritmo no período seguinte e sofreu nas mãos de Cleveland, que fez 22 pontos e sofreu apenas quatro em pouco mais de cinco minutos. Derrotado por 15 pontos nos dois primeiros quartos, Boston tentou uma reação, mas o Cavaliers encontrou o seu jogo, não sofreu sustos e confirmou a vitória longe de seus domínios.

Destaque do Boston Celtics no primeiro período, o armador Isaiah Thomas não conseguiu manter o ritmo no restante da partida, mas foi o cestinha da equipe verde e branca, com 26 pontos. Além disso, o camisa 4 distribuiu seis assistências. Dúvida até horas antes do jogo, por causa de uma lesão no cotovelo, o ala Jae Crowder contribuiu com 13 pontos e quatro rebotes. O pivô Al Horford e o ala-pivô reserva Kelly Olynyk anotaram 12 pontos cada.

Pelo Cleveland Cavaliers, o ala LeBron James teve uma atuação de MVP e flertou com um triplo-duplo: foram 36 pontos, 10 rebotes e seis assistências em 38 minutos. O armador Kyrie Irving também se destacou pela franquia de Ohio, com 19 pontos e cinco assistências, enquanto o ala-pivô Kevin Love registrou um duplo-duplo, com 15 pontos e 16 rebotes.

Depois do duelo no TD Garden, o Cleveland Cavaliers abriu uma pequena, mas importante distância para o Boston Celtics: enquanto a equipe de Ohio tem 51 vitórias, o Alviverde está com 50 triunfos, faltando quatro confrontos para cada franquia na temporada regular. Além disso, com a vitória em Boston, o Cavaliers fechou a série contra o Celtics em 3 a 1 e terá a liderança da Conferência Leste em caso de empate no fim da fase de classificação.

Agora, o Boston Celtics volta as suas atenções para o jogo contra o Atlanta Hawks, que será disputado nesta quinta-feira (6), às 21h (horário de Brasília), na Philips Arena. Curiosamente, o Cleveland Cavaliers também terá o Atlanta Hawks como próximo adversário, mas nesta sexta-feira (7), na Quicken Loans Arena.

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (26 pontos e seis assistências)

Jae Crowder (13 pontos e quatro rebotes)

Al Horford (12 pontos e sete rebotes)

Kelly Olynyk (12 pontos e quatro rebotes)

Destaques do Cavaliers

LeBron James (36 pontos, 10 rebotes e seis assistências / duplo-duplo)

Kyrie Irving (19 pontos e cinco assistências)

Kevin Love (15 pontos e 16 rebotes / duplo-duplo)

J. R. Smith (12 pontos e três rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

21 Comentários

  1. Como “consolação”, o Lakers ganhou do Spurs. Mais uma derrota do Nets garante a pior campanha.

    0

    0
    • Robson disse:

      Agora tá em nossas mãos, basta vencermos o confronto direto e garantir a pior campanha do Nets. Depois rezar pelas bolinhas.

      0

      0
      • Mauricio Green disse:

        Tem que olhar o Suns também eles ainda podem chegar a 60 derrotas (22-57 hoje). Assim sendo o Nets precisa perder ao menos 2 p nos garantir o maior número de bolinhas sozinhos.

        0

        0
  2. Teobaldo disse:

    A realidade apareceu. Dura, mas verdadeira. Com todo o elenco inteiro, os Cavs são os favoritos. E, olhando pra trás, se chegarmos à final da Conferência Leste, já estaremos no lucro. Precisamos de, no mínimo, dois reforços de peso para, de fato, entrarmos na briga com os Cavs. Apesar de tudo, vamos torcer. Go Celtics!!!

    0

    0
  3. silvio freitas disse:

    Jogo ridículo . Vergonhoso . Era para ter levado um saco. Defesa fraca . Lebron fez o que quis sem marcação alguma . Garrafão frouxo . Deu pena de ver . Técnico inocente fazendo experiências chulas . Deixar quase todo segundo quarto Isaiah no banco e ficar com essas duas pragas Olinik e Jereko jogando juntos sem marcar ninguém , é o fim da picada .E ainda tem gente metida a entendido que defende essas duas porcarias . Não sou expert , mas não sou cego . Uma pena .

    Silvio Freitas

    0

    0
  4. drakes disse:

    Analisando o jogo como um começo de balanço para temporada regular, o jogo era importante para atrair um FA e claro facilitaria o Celtics chegar as finais de conferência.

    Eu tracei no começo de temporada o que achava bom para time, acabar em terceiro, 52 vitórias, e ir as semis, o time defeitos de rebotes claros que já eram observados antes de começar a temporada, a própria analise do celticsbrasil já informava isso.

    Negativamente surpreendeu na temporada, a defesa nunca foi a mesma do ano passado, o Celtics se deu mal com todos os times que jogaram com intensidade contra ele, mesmo que em alguns casos tenha ganho, penou; e a dependência de pontos com o IT,

    Positivamente, Stevens ter ido como técnico do all-star break, o time poder acabar em segundo da conferência e até lutar pela primeira, a temporada do IT, e a surpresa do Jaylen Brown ser um jogador de rotação; e o Nets ser o pior time, acho que dava como segundo pior, mas acabaria em terceiro por causa de algum tank- hoje quase garantida posição, na pior das hipóteses teremos a quarta escolha, que pelo nosso banco será um jogador muito útil e barato. Como a temporada era mais preparatória para outro patamar, os stashs foram bem com peças que o Celtics necessita, cito Zizic e Nader.

    Surpresa mesmo foi Ainge não se mexer no meio de temporada, mas é movimento indicativo que ele quer fazer um para vencer e um time melhor para playoffs.

    Sobre o jogo, Lebron, intensidade e rebotes mataram-nos, alguma novidade, não, mas isso faz ser um time ruim na temporada, comparando com outros, não também, afinal dos 82 jogos nem se pode falar que tivemos a sorte de ter o time inteiro, o que foi uma raridade, só o bucks deve ter tido pior media que nós de minutagem dos cinco titulares.

    Concluindo, somos melhor que no começo de temporada acreditei, mas não o suficiente para título ainda, mas nem as semis ou evolução ainda para próxima temporada parecem esperanças palpáveis.

    0

    0
  5. Francisco Machado disse:

    Espero q não tenha gente se rasgando por aí. Tem uma galera que anda perdendo a compostura.
    Infelizmente, desde os tempos de Miami, o Lebron SEMPRE em jogos IMPORTANTES simplesmente engole o Celtics. Triste, mas verdade.
    Sabe outra verdade nessa vida? As vitórias mascaram muitas coisas. Nosso time tem muitos defeitos, e tá longe de ter chances reais ao título.
    Boa derrota pra ficar claro pro senhor Ainge, que ele terá q trabalhar muito nessa off season.

    0

    0
  6. Marcus disse:

    Jerebko,amir jonhson,olynik,nao da mais pra assistir jogo com esses caras.Precisamos de um pivo de respeito. I.thomas joga sozinho

    0

    0
  7. Paulo Jr disse:

    Muitos “torcedores” enfurecidos com essa derrota.
    Galera… O projeto do time não é pra esta temporada!. Não sei porque tem gente falando tanta coisa assim por uma derrota já certa. Com muita sorte e com um dia muuuuuuito inspirado de quase todos nossos jogadores para conseguirmos ganhar deles. Isso é um fato!!
    Cada um tem sua opinião e a minha é que já conseguimos quase tudo que tinha projetado para esta temporada. Só nos falta passar da primeira fase dos offs…
    Estamos com o número de vitórias programadas no começo da temporada, a evolução dos nossos jovens foi boa, teremos o cap para trazer grandes jogadores na próxima temporada, temos a escolha do draft que pode trazer alguém importante para a rotação, nos tornamos sem dúvidas mais atrativos para grandes jogadores… ou seja agora é jogar o máximo possível de partidas dos offs para dar mais experiência ao time e (quem sabe até conseguindo uma final) que venha a próxima temporada.
    Minha opinião claro.

    0

    0
  8. Fernando C Silva disse:

    Na minha opinião Cavs e Toronto no leste, Spurs, GSW e Clippers (completo) no oeste, nos superam.

    Estamos no nível do Houston.

    Estamos em reconstrução, ainda? Creio que não. Nosso time está montado.

    Precisamos de um reforço especial.

    Será difícil obte-lo pois todos os outros adversários igualmente o desejam.

    Temos opções: 1. Desmontar o time em trade com a desejada estrela. 2. Tentar forma-la em casa com as picks. 3. Tentar contratar a estrela via free agent.

    Prefiro tentar as vias 2 e 3.

    Não me agrade desmontar o time. Se o fizermos? Teremos que montar outro… ou seja, um passo a frente e outro atrás.

    Paciência. Esta será a virtude.

    0

    0
    • JailtonSV disse:

      Boa noite Fernando, se me permite discordar, creio que estamos sim em reconstrução, Celtics possui espaço na folha salarial, isso ao meu ver significa que ainda há espaço pra evolução no elenco mediante introdução de novos jogadores, como se o grupo ainda não estivesse fechado.

      Sobre “desmontar” o time, podemos ir atrás de jogadores com contratos curtos, teoricamente não precisaríamos ceder muito.

      0

      0
      • Fernando C Silva disse:

        Oi Jailton.

        Sobre a reconstrução entendo que já temos um time forte, montado e entrosado.

        Temos espaço para melhor sim, você tem razão. Mas o tempos de tank e de equipe sem.identificação, ficaram para trás faz mais de temporada.

        Estamos prontos para receber um PG e brigar pelo anel.

        Assim, na minha opinião, a reconstrução acabou.

        Temos uma base sólida com IT, AB, Crowder e AH (eu não mexeria em ninguém da base).

        Temos promessas valiosas no Smart e no Brown (não mexeria no Brown).

        Temos a evolução do KO.

        A partir daí temos uma penca de role players.

        Então, enxergo a reconstrução como passado.

        Temos um time forte, respeitado na liga, mas ainda distante do título.

        0

        0
  9. Guilherme Varella disse:

    Não fiquei indignado com a derrota em si, mas sim com a forma que levamos o jogo. O time parecia sem vontade e sem esperanças de ganhar o jogo. Também acho q em jogos importantes como o de ontem, o Stevens tem que dar mais tempo de quadra pro nossos principais jogadores, como o Thomas. Na primeira metade do segundo quarto fomos engolidos pelo Cleveland, com Thomas no banco e LeBron fazendo de tudo.

    0

    0
  10. FELIPE RESENDE disse:

    Jogo pra puxar o time pra realidade. E olha q o garrafão deles tava desfalcado. Lamento só nem ter tido jogo. Celtics afobado demais, soltando tijolo de td q é lado. Deu nem pra dar esperança. Ainda quero entender diferença de pts só crescendo e em pleno segundo quarto o melhor do time passar quase 7 minutos no banco. Time q tem Amir titular, passar da semi será uma vitória. Mas periga uma varrida na final se jogar tão apático assim.

    0

    0
  11. Renato disse:

    Jogo para esquecer. O Cavs e melhor, mas em casa não pode perder sem raça e energia. Nosso time titular faz jogo duro com eles, mas os reservas são muito inferiores. Nos offs podemos chegar a final de conferência, mas a equipe titular tem que jogar pelo menos 40 minutos. Thomas tem que fazer que nem o James e jogar uns 44 minutos jogo, sem ele nossa produção ofensiva despensa. Na próxima temporada, Blake Griffin, Zizic, Fultz e um veterano scorer pro banco e vamos superar o Cavs

    0

    0
    • Marcos disse:

      Não entendo esse seu matchup Griffin x James.
      Se o único reforço for o Fultz provavelmente iremos continuar como um time cuja média de altura é menor que o time de vôlei do Osasco.

      Na minha opinião, o melhor caminho é trade por um ala capaz de infiltrar e usar o CAP para pagar dois bigs (Ibaka, Monroe, Faried, etc).

      []s verdes

      0

      0
      • JailtonSV disse:

        Boa noite Marcos, quais seriam seus alas favoritos? E quem você colocaría em uma trade?

        Na FA o nome do Hayward deve ser muito comentado em Boston, é um nome que te agrada?

        0

        0
        • Marcos disse:

          Opa Jailton,

          PG cairia como uma luva nesse time (meu favorito), embora eu me contente com o Butler, Hayward ou, com a negociação certa e dá pra fazer, Carmelo.
          Com a exceção de IT, Horford e J. Brown, eu negociaria qualquer um de nossos atletas.

          Falam do Gordon por causa da relação dele com o B. Stevens, mas acho que ele vai ficar em Utah pelo máximo + extra, se entrar como All-NBA player (o Jazz deve fazer bom playoff, então existe essa chance).

          []s verdes

          0

          0
          • JailtonSV disse:

            Agradeço a resposta.

            Penso na que seja grande a possibilidade do Butler ou George virem de uma trade envolvendo o Bradley. Por ser um ótimo jogador que ano que vem será expirante e deve pedir uma bela quantia pra renovar, acho que o Celtics vai “forçar uma trade” com ele.

            Bom, não consigo me decidir entre Butler e George, acho o PG mais jogador, mas é o Butler que vejo vestido de verde e branco e parando o LeBron em uma série de playoffs hehe

            0

            0
          • Mauricio Green disse:

            Desculpe me meter nessa conversa. Mas p mim esse é o assunto q define nosso futuro.

            PG tambem é meu favorito a anos… mas ele tem q topar renovar. Ele vá custar nossa pick desse ano é mais AB / Smart e Crowder. Se renovar eu topo.

            Mas a opção do Gordon na free agent , q para mim está abaixo do PG e no nível do Buttler, me parece mais promissora p definir uma dinastia já que por ele só abrimos mão do Cap.

            0

            0
  12. RODNEY OLIVEIRA disse:

    Temos chances de faturar a conferencia, e ela passa pelo Avery Bradley, ele precisa voltar a jogar! os números dele no jogo foram horríveis, alias desde que retornou ao time não tem conseguido jogar o que vinha jogando, ontem foram 33min. em quadra e 4 pts. (smart tb 4 ptos) .
    Aproveitamento de 3 ptos do Thomas caiu demais, precisa treinar, ontem foram 8 arremessos e 1 acerto, crowder chutou 5 e acertou 2.
    Eu acredito q vamos chegar na final, mas precisamos não só melhorar a defesa, mas pontuar com mais constância, estamos errando demais.

    0

    0

Deixe um comentário