Celtics 97 x 90 Mavericks

Melhor campanha da temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics mostrou, mais uma vez, a sua força contra oponentes da Conferência Oeste nesta edição da liga. Em partida disputada na noite desta quarta-feira (6), no TD Garden, a franquia verde e branca de Massachusetts encontrou dificuldades diante de um empolgado Dallas Mavericks, que estava invicto há dois jogos e levou uma vantagem de 10 pontos para o intervalo, mas o apoio da torcida de Boston falou mais alto, e os celtas bateram os texanos por 97 a 90. Foi a segunda vitória do Celtics sobre Dallas na competição.

Desfalcado do ala Jaylen Brown e do ala-pivô Marcus Morris, o Boston Celtics contou com mais uma grande atuação do armador Kyrie Irving para derrotar o Dallas Mavericks. Em 32 minutos, Irving anotou 23 pontos, melhor marca da equipe celta no jogo, e contribuiu com cinco assistências. O ala calouro Jayson Tatum também se destacou e anotou um duplo-duplo, com 17 pontos e 10 rebotes, enquanto o pivô Al Horford fez 17 pontos, pegou oito rebotes e distribuiu oito assistências.

Na rotação do Boston Celtics, três atletas deram uma importante contribuição para mais uma vitória. Reserva com mais tempo de quadra, o armador Terry Rozier ficou bem perto de um duplo-duplo, com 12 pontos e nove rebotes, enquanto Shane Larkin fez 11 pontos em apenas 14 minutos. No garrafão, o destaque foi o alemão Daniel Theis, com sete pontos e 11 rebotes.

Enquanto o Boston Celtics contou com atuações de destaque no quinteto titular e na rotação, o Dallas Mavericks teve que se apoiar no desempenho de seus melhores atletas. O cestinha da franquia texana foi o ala Harrison Barnes, com 19 pontos, enquanto Dirk Nowitzki fez 16 pontos e pegou seis rebotes. Dois calouros também se destacaram: o ala-pivô alemão Maxi Kleber, com 13 pontos, e o armador Dennis Smith Jr, que fez 12.

Com cinco vitórias nos últimos seis jogos, sendo quatro delas de forma consecutiva, o Boston Celtics continua na liderança isolada da Conferência Leste. O time verde e branco tem 22 triunfos em 26 partidas e aproveitamento de 84,6%. Já o Dallas Mavericks, com 18 derrotas em 25 jogos e 28% de aproveitamento, permanece na última colocação da Conferência Oeste.

Depois de cinco partidas consecutivas como mandante, o Boston Celtics inicia, na madrugada de sexta-feira para sábado (9), uma sequência de três jogos longe de casa. O primeiro desses duelos será contra o San Antonio Spurs, a partir das 0h30 (horário de Brasília), no AT&T Center, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. Também nesta sexta, mas às 22h, o Dallas Mavericks visita o Milwaukee Bucks no BMO Harris Bradley Center.

Destaques do Celtics

Kyrie Irving (23 pontos e cinco assistências)

Jayson Tatum (17 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Al Horford (17 pontos, oito rebotes e oito assistências)

Terry Rozier (12 pontos e nove rebotes)

Destaques do Mavericks

Harrison Barnes (19 pontos e sete rebotes)

Dirk Nowitzki (16 pontos e seis rebotes)

Maxi Kleber (13 pontos, cinco rebotes e cinco tocos)

Dennis Smith Jr (12 pontos e seis rebotes)

Boxscore

Melhores Momentos

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 Comentários

  1. Marcelo SM disse:

    Escrevi isso em outro comentário e gostaria de saber a opinião da maioria: é possível o Pelicans realizar um sign and trade conosco? Nesse caso, eles assinam com o Cousins, que está no seu último ano de contrato, e recebem em troca o Horford (belo companheiro, e com mais dois anos de contrato, para o Davis) e mais uma pick.
    É possível? Todos saem ganhando, não?! Ainda mais que o Cousins não quer ficar por lá…

    0

    0
    • Marcos disse:

      Olha, eu endosso essa trade, se as picks envolvidas forem Memphis e/ou Celtics desse ano.
      Mas a troca é polêmica e o Stevens e o Ainge gostam muito do Horford que, no fundo, tem seu valor.

      []s verdes

      0

      0
  2. Não entendi, vc quer que eles assinem com o Cousins pra trocar o Horford por ele? Ou quer trocar o Horford pelo Davis?

    0

    1
    • Marcelo SM disse:

      É um procedimento comum na nba: já que vai perder o jogador, time assina com ele (nos termos que o outro, que irá adquiri-lo, quer) e o troca. Pois é impossível absorvermos um grande contrato do Cousins + o contrato do Horford.

      0

      0

Deixe um comentário