Crônica: Nets, Simmons, Draft e a esperança verde

Além de sofrer pela própria franquia, o torcedor do Boston Celtics acompanha atentamente a situação de outra equipe na temporada 2015/2016 da NBA: o Brooklyn Nets. Como parte da negociação que resultou na transferência dos ídolos Paul Pierce e Kevin Garnett ao Alvinegro, a franquia de Massachusetts recebeu a primeira escolha do rival no NBA Draft 2016, cujo valor aumenta a cada dia, por causa da péssima campanha do Nets, que venceu apenas 10 dos 37 compromissos que disputou.

A situação do Brooklyn Nets na temporada ganhou mais um capítulo importante na tarde de domingo (10), quando o proprietário Mikhail Prokhorov confirmou a demissão do técnico Lionel Hollins e o afastamento do general manager Billy King. Apesar da tentativa de sacudir o ambiente no Nets e falar em volta aos playoffs daqui a dois anos, Prokhorov colocou a franquia do Brooklyn em um caminho ainda mais incerto nesta temporada: entre as notícias mais recentes, estão uma possível saída do experiente ala Joe Johnson e a contratação urgente de um novo treinador, com Mark Jackson e John Calipari surgindo como nomes mais fortes.

Como o Brooklyn Nets está com a terceira pior campanha da temporada, superior apenas a Los Angeles Lakers e Philadelphia 76ers, o Boston Celtics tem chances gigantescas de garantir, na pior das hipóteses, uma escolha top 5 no NBA Draft 2016. O sonho celta, apesar da dificuldade, tem nome e sobrenome: Ben Simmons. O ala australiano de 19 anos, que defende LSU Tigers no basquete universitário, está sendo comparado a LeBron James e caminha para ser a primeira escolha geral. O plano B do Celtics é Brandon Ingram, de Duke, que já é considerado um novo Kevin Durant.

Porém, se a bolinha não sorrir e os celtas ficarem longe do top 3, a esperança é uma negociação da principal escolha do Draft, o que já aconteceu em 2007, mas com a própria escolha do Alviverde: na quinta posição e sem poder selecionar Greg Oden e Kevin Durant, sonhos de consumo naquela época, o Celtics fez uma troca com o Seattle Supersonics e adquiriu Ray Allen, uma das principais peças do Big Three vencedor da NBA em 2008.

São diversas as razões que tornam a escolha do Brooklyn Nets a galinha dos ovos de ouro da reconstrução do Boston Celtics. Resta agora saber qual será a movimentação de Danny Ainge, GM celta, nos próximos meses. E você, torcedor? O que faria se fosse o nosso GM?

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

13 Comentários

  1. drakes disse:

    Eu esperaria, Simmons, ele é fantástico e não tem histórico de lesões,
    Sobre o jogo, eu acho que ele é nesse momento o Magic Jonhson de Michigan State destes tempos: um jogador alto, bom passador e infiltrador, completo.(e como nos 1970-80 não atira de 3), .

    Mesmo se não pegue, uma pick alta sempre vale muito, dá para o dia do draft mesmo fazer uma troca, eu só espero que seja a sorte e não interferência do Comissário que leve a um vencedor das posições do sorteio.

    0

    0
    • Francisco Machado disse:

      Existem teorias q esse sorteio é marmelada, e se vc olhar pra trás e analisar os drafts, essa teorias acabam tendo fundamentos. NBA movimenta muito dinheiro, tem muito peixe grande, e esses caras fazem qualquer coisa por mais, e enlouquecem se a torneira feichar só um pouquinho.

      0

      0
  2. Samuka RJ disse:

    Gente vamos esperar o sorteio e torcer para sorte vir pra Boston porque nos últimos anos tá complicado a coisa. Escolheria o Brandon Ingram é uma das nossas carências.

    Depois buscaria um Pivô outra necessidade que já temos a muito tempo, temos que buscar no draft ou usar o draft através de trocas para resolver nossas necessidades.

    Minha escolheria seria o Brandon Ingram sem duvidas.

    0

    0
  3. Francisco Machado disse:

    Um draft em q a primeira escolha é o James e a segunda e o Durant, cara q dúvida terrível.
    To muito animado com esse draft, não é só esses 2 não, tem muito jogador bom q eu gosto.
    Agora é torcer pra q essa trade do Pierce e do Garnett não tenha sido em vão, são 3 picks, sendo a primeira já não deu em nada.

    0

    0
    • Marcos disse:

      Ah, esse draft tá menos ‘hypado’ que o do Wiggins e Jabari Parker, que estão aí, nos T’Wolves e Bucks mas, com todo respeito, anos-luz do impacto do LBJ e KD nas seus 2 primeiros anos por Cavs e OKC. Essas comparações são completamente despropositadas e feitas para aumentar o valor de mercado da molecada.

      Esse Simmons parece mt bom jogador, mas não ficaremos com ele a menos que tenhamos a 1a escolha. E como já vimos, o Celtics NUNCA teve a 1a escolha em mais de 50 anos, então é mais fácil o Sully emagrecer que acontecer essa proeza.

      Ainda espero uma trade por pivô consolidado, mas está difícil. Talvez possamos usar algumas picks para trazer os caras mais atléticos disponíveis na hora da escolha.
      Não gostaria de pegar outro Smart ou KO no draft.
      Ah, e não draftar um armador (PG ou SG) tb ajudaria.

      Só nos resta rezar,

      []s verdes

      0

      0
  4. Sander disse:

    Temos tudo para supirir nossas carências neste draft.

    Oremos

    0

    0
  5. MR11 disse:

    Eu gosto muito do Ingram, e o Simmons é muito bom. Agora se nao conseguirmos as duas primeiras picks? Skal nao esta bem, Jamal Murray é armador(+1?), Jaylen Brown nao vi jogar mas parece ser um Winslow. O melhor para o Celtics para mim se ate o ASG estiver brigando por 8seed é melhor tankar e pegar um Skal(q esta caindo nos mocks), trocar algumas picks para ter o Sabonis e com a pick dos Nets ter o Ingram. Lembrando que o Wiggins foi mal na NCAA principalmente no MM, quem sabe o Skal nao tenha sido um caso desse, basquete ele tem. Mas, sei que mts sao contra o Tank, so que p mim o Durant dificilmente vem e sem estrela nao vai ganhar nada infelizmente

    0

    0
  6. Maurício Green disse:

    Atualmente (sem loteria) teremos as seguintes picks 3, 14, 22, 31, 35, 48, 52 e 58. Logicamente não cabem todas em nosso roster e com tantos jovens que já temos não creio que possamos desenvolver mais do q 2 jogadores do proximo draft. Ou seja, temos que começar a fazer pacotes e trocas.

    Eu aposto em pelo menos 2 trocas até o trade dead line, daqui a 5 semanas. Mas acho que não iremos trazer “o jogador”, mas vamos melhorar o time.

    Atualmente qualquer troca envolvendo David Lee, + Jonas/Young + Dallas/Celtics 2016 por um pivo / Small forward (ofessivo) bom eu topo. Poderia ser o B. Lopez, mesmo que tenhamos que abrir mão de mais assets. O que é valido porque assim garatiriamos que o Nets vai estar entre as 3 piores campanhas.

    Agora envolver a pick do Nets16 em uma troca só se for para trazer franchise player.

    0

    0
  7. PHABIO PASSOS disse:

    BEM, VAMOS VER O QUE ACONTECE DIA 18/02 PRAZO DA ULTIMAS TROCAS, VER QUE AINGE VAI FAZER?
    TEM FAZER ALGO, E LOGO…..ELE TEM DESCE DAR UMA DURA NO TIME,ACHO QUE O JOGO CONTRA O PACERS, VAI ULTIMA CHANCE DOS CARAS….
    TAMBEM, BRAD TEM QUE VEM OUTRA FORMA DE JOGAR,MUDAR ALGUMA COISA, SE QUISERMOS IR PLAYOFFS…
    OU ESTAMOS FAZENDO UM TANKAMENTO DISFARÇADA….

    0

    0
  8. Renato disse:

    Fica evidente que 8 escolhas o Celtics não irá usar. Fica claro também que a escolha Nets é intocável, pq tende a ser TOP 5.

    Existem 2 escolhas muito valiosas a 31 e a 35, pq como a maioria sabe escolhas de segundo round não obrigam as franquias a ter contratos, logo se necessário o jogador pode ser dispensado, e são quase uma escolha de primeiro round pela posição, vale lembrar que Mickey veio na posição 33 do ano passado e parece ter muito potencial.

    Ou seja, temos 4 escolhas muito negociáveis, fora a do Nets que é um tesouro.

    Minhas propostas em prioridade:

    1)Minha proposta seria Lee + Zeller + Celtics e Mavs first pick + Sixers second Pick por Brook Lopez.

    2)Minha proposta seria Lee+Jerebko + Celtics first pick + Sixers second Pick por Galinari.

    3)Minha proposta seria Lee + Zeller + Young + Wolves second pick por Terence Jones e Ty Lawson

    E por aí vai, sempre usando a lógica da entrevista do Ainge enviar quantidade e trazer qualidade, ou seja, trades com envio de mais jogadores do que recebemos de volta.

    A escolha do Nets só utilizaria para trazer o Cousins, mesmo assim com dor no coração pq acredito que essa escolha pode trazer o SF que a gente tá buscando. Ingram é o meu nome preferido.

    0

    0
  9. Sander disse:

    1 – Tentaria Lee, Zeller e pick Mavs pelo Dieng;

    2 – Zeller, Young, pick Mavs e second round Sixers pelo Noel.

    0

    0
  10. Danilo Jeolás disse:

    O próximo recrutamento não é muito atrativo, tanto que alguns seniors como Hield, Brice Johnson, LeVert e Valentine estão cotados para sair em loteria, o que é raro. Simmons só não será primeira escolha caso se machuque seriamente, apesar que tenho dúvidas em rápida adaptação à NBA, já que jogadores que transitam entre 3 e 4 têm dificuldades de adequarem seu jogo rapidamente.

    Quem tem subido bastante é o austríaco Jakob Poetl, apesar de números um tanto inflados segundo alguns relatos. Mas parece ser de longe o pivô mais promissor da classe. Eu aposto nele saindo no Top4.

    Sobre a pick 2016 1rd do Nets, eu entendo que só valha a pena queimar por alguém que realmente faça a diferença, que nos faça mudar de patamar. E esse cara é DeMarcus Cousins, pode ser o jogador que assuma a responsabilidade e acredito que o Stevens consiga domar seu ego sabidamente complicado.

    Quanto à temporada atual, a queda de nível da equipe é latente e temo pela pós-temporada. Nossa defesa no garrafão é uma das cinco piores da Liga.

    0

    0
    • Renato disse:

      Não concordo Danilo.

      Em média 85% dos grandes jogadores vem de escolhas TOP 10, logo a regra é que todo draft concentre nas 10 primeiras escolhas a verdadeira qualidade, se não um jogador de franquia, mas pelo menos um talento para compor o elenco.

      No draft de 2016 existe muito talento no TOP 10, e graças ao Nets e ao Ainge vamos selecionar um cara dessa faixa de escolha.

      Simmons, Ingram, Brown, Bender, Poelt, Dunn, Labissieri, Rabb, Sabonis e Murray.

      Fora o TOP 10 ainda vejo alguns jogadores interessantes, Damian Jones, Grayson Allen, Zimmerman, Elleson e Valentine.

      Ou seja, esse draft é de bom nível, pode não ser espetacular, mas tem jogadores que serão muito úteis na NBA e pelo menos 2 nomes que podem vir a ser All Star Simmons e Ingram.

      0

      0

Deixe um comentário