01

dezembro

2010

12

Comentários

Glossário do basquetebol – Parte 1

Conforme o objetivo desta coluna, com a ajuda de amigos e buscando em vários sites, começamos a formar aqui o nosso Glossário do basquetebol!

Vamos alternar cada artigo, um do glossário e outro da parte técnica e tática do basquete. Espero que facilite a compreensão dos leitores quando ouvirem nas transmissões ou lerem tais termos no site. Qualquer dúvida deixe seu comentário!

Airball – Arremesso em que a bola não toca o aro. Diz-se que ela só “pega ar”.

Back Door – Movimento em que o jogador recebe um passe após se livrar da marcação com uma finta de corpo, sem bola.

Crossover – Jogada em que o atleta passa pelo seu marcador mudando a direção do drible, utilizando uma finta de corpo ou uma finta com bola. Quando um jogador cruza a bola na frente do corpo para se livrar do marcador.

Dunk – O mesmo que enterrada.

Escolta – O mesmo que ala-armador, posição 2.

Field Goal – Termo em inglês para cesta.

Goaltending – O mesmo que a violação de bola interceptada na descendente (entrando na cesta).

Hang time – Expressão, em inglês, que se refere ao tempo que um jogador consegue ficar no ar, durante um salto para arremesso ou enterrada

Infiltração – Movimentação de ataque em que um jogador corta a defesa adversária driblando a bola pelo garrafão até chegar na cesta. Geralmente termina com uma bandeja, uma enterrada ou uma assistência.

Jump Shot – arremesso efetuado enquanto o jogador está no ar.

Key – Gíria, em inglês, para garrafão. Nos anos 1950, os garrafões da NBA tinham um formato parecido com o de uma chave, o significado da palavra key.

Losing Streak – Seqüência de derrotas.

MVP – Most Valluable Player; título concedido por votação ao melhor jogador da liga.

Non Looking Pass – O mesmo que passe sem olhar.

Overtime – O mesmo que prorrogação.

Pick and Roll – Jogada em dupla. Um atleta (geralmente um pivô ou um ala) faz um bloqueio no marcador do seu companheiro que está batendo bola (geralmente um armador) – “pick” –, vira-se – “roll” – e recebe um passe do colega para fazer a cesta. A dupla formada pelo armador John Stockton e o ala-pivô Karl Malone, no Utah Jazz, fez um dos usos mais notáveis dessa movimentação de ataque.

Rookie – Novato; primeiro ano de um jogador na liga profissional.

Steal – O mesmo que roubo de bola.

Turnover – Inversão da posse de bola. Geralmente ocorre durante uma jogada de ataque que não é concluída com investida à cesta. Pode-se perder a bola deixando-a pingar fora dos limites da quadra (lateral), ao errar um passe (interceptação) ou ter a bola tomada das mãos durante um drible.

Há casos em que o jogador demora mais de cinco segundos para cobrar o lateral, causando reversão. O erro só virou estatística a partir da temporada 1977/78 da NBA.

Winning Streak – Vitórias seguidas (sequência de triunfos).

Zona Morta – Área próxima à linha de fundo. O nome refere-se à dificuldade em acertar um arremesso desta região, já que não há possibilidade de auxílio da tabela.

Por: Marcello Berro