Hawks 107 x 110 Celtics

Em um jogo completamente atípico defensivamente, o Boston Celtics aumentou a sua série invicta para nove jogos, após vencer fora de casa o Atlanta Hawks por 110 a 107 na noite desta segunda-feira (6), na Phillips Arena. Pela primeira vez nas últimas nove partidas, a equipe do técnico Brad Stevens sofreu mais de 100 pontos do adversário. No entanto, liderados por Kyrie Irving (35 pontos e sete assistências) e com excelente atuação do calouro Jayson Tatum (21 pontos e oito rebotes), a liderança da Conferência Leste permanece com Boston.

O primeiro tempo da partida foi de apatia defensiva por parte dos Celtics. Logo no 1º quarto, o ala Jaylen Brown cometeu três faltas e Kyrie Irving, duas. Isso obrigou o técnico Brad Stevens a utilizar mais cedo a sua segunda unidade. A equipe de Atlanta teve um ótimo aproveitamento de quadra, acertando 45% de seus arremessos no 1º quarto e 65% no período seguinte.

A equipe de Massachussetts, que tem a melhor defesa até então na competição, foi para o jogo sendo o time que melhor defende os arremessos de três do adversário. No entanto, o time de Atlanta acertou 50% de seus tiros de longa distância, mantendo-os vivos durante a partida. Os destaques da equipe dos Hawks foram o armador Dennis Schroder (23 pontos e seis assistências), o pivô Dewayne Dedmon (19 pontos e 12 rebotes) e o ala Marco Belinelli, que veio muito bem do banco (19 pontos).

Muito embora a atuação coletiva não tenha sido boa, o talento individual foi suficiente para o Boston Celtics sair vitorioso do confronto. O pivô Al Horford beirou um triplo-duplo, anotando 15 pontos, 10 rebotes e nove assistências. Jayson Tatum, calouro e com apenas 19 anos de idade, fez uma bela partida: seguro e com um lindo arremesso de três pontos no final da partida, o ala fez 21 pontos e pegou oito rebotes.

A noite, porém, foi de Kyrie Irving (35 pontos e sete assistências). O armador, que fez a sua melhor partida pela equipe celta, foi decisivo para a vitória. Durante todo o jogo, distribuiu excelentes passes para seus companheiros (que, muitas vezes, não foram aproveitados) e pontuou consistentemente. Inclusive, nos momentos finais da partida e com o jogo ainda não decidido, Irving calou o ginásio em Atlanta, acertando um arremesso de três e, depois, uma linda bandeja, colocando a diferença final no placar.

Com a 9ª vitória seguida garantida, o Boston Celtics já mira o seu próximo adversário. A 10ª vitória na temporada pode vir diante de seu maior rival, o Los Angeles Lakers, partida a ser realizada na próxima quarta-feira (8), no TD Garden. Esta será a volta para casa da equipe verde e branca, já que a vitória sobre o Atlanta Hawks encerrou uma sequência de três partidas jogando longe de Boston.

Destaques do Hawks:

Dewayne Dedmon (19 pontos e 12 rebotes / duplo-duplo);

Dennis Schroder (23 pontos e 6 assistências);

Marco Belinelli (19 pontos).

Destaques do Celtics:

Kyrie Irving (35 pontos e 7 assistências);

Jayson Tatum (21 pontos e 8 rebotes);

Al Horford (15 pontos, 10 rebotes e 9 assistências / duplo-duplo, a uma assistência de um triplo-duplo).

Boxscore:

 

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino

Eduardo, 30 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

7 Comentários

  1. drakes disse:

    Apesar de não gostar de eficiência ofensiva do celtics, ele está agora em 10 lugar (empatado com bucks) e é a Primeiro em defesa, Mas, quem vem elevando os números são quatro jogadores com boas médias que vem muito regulares: Horford, Tatum, Ojeleye e Irving.

    Ontem quando a defesa não apareceu, tanto que foi a vitória o time adversário tendo 100 pontos, eles apareceram e acertaram suas bolas, é importante vencer jogos assim por que dá confiança que o time tem qualidade para sobressair jogos coletivos na marcação ruins ou que o adversário está bem.

    9×2 com 7 jogos fora e ainda mais a perda do Hayward, ao analisar e ver que o time indica perto de 55 vitórias no final da temporada, terceira campanha e primeiro do leste é melhor do que parecia depois daqueles minutos terríveis em Cleveland.

    12

    1
  2. Bruno Ferronato disse:

    Excelente! Vindo de um back to back e pegando um adversário motivado tinha comigo que o jogo não seria fácil mesmo, mas é muito bom ver que o time venceu mesmo nessa situação. Acredito que agora ninguém mais esteja alegando que Kyrie não rende o mesmo que em Cleveland rsrs.
    Mas o jogador que mais tem me surpreendido é o Horford. Não imaginava que fosse ter uma melhora tão acentuada já acima dos 30 anos. Será importantíssimo para o time, tanto levando em conta essa melhora técnica e tática como na questão da experiência para os mais jovens.
    Esse time está nos deixando sonhar, que venha o Lakers e a décima vitória!

    8

    0
  3. Fernando C Silva disse:

    A equipe me supreendeu nos 11 primeiros jogos.

    Méritos da dupla JJ, Irving se sobressai quando precisamos, AH equilibrado como sempre.

    Stevens em breve estará no nível do Pop. É questão de tempo.

    9

    0
  4. Alex Sampaio disse:

    Esse time ta calando a minha boca, nunca imaginei uma campanha boa dessa kkkkkkkkkkkkkkk

    4

    0
  5. Celso Cachali Jr disse:

    Sempre acreditei neste time. mas acreditei mais que acertariamos mais pela metade da competição os jogadores estão combinando jogadas todos passando a bola, sem ser individualistas em poucos lances acontece.

    Horford esta impecavel. Irving era para ter muito mais de dez assistencias pois deu varios passes para os colegas livres para o arremate.

    Gostando de mais e que venha amanhã;

    0

    0
  6. Lucas Oliveira disse:

    A consistência que o Semi vem apresentando é de encher os olhos, assim como o Tatum ele não aparenta ser calouro!
    No momento talvez a melhor definição seja um Crowder 2.0… Capacidade de marcar qualquer posição e apesar de não demonstrar tanta capacidade de criar espaço para os seus arremessos a capacidade dele de escolher quando arremessar ou passar a bola impressionam e se refletem no FG%.
    A diferença é que ele tem muito mais espaço para evoluir enquanto o Crowder (mesmo sendo novo ainda) parecia estagnado.

    3

    0
  7. Patrick disse:

    Dá gosto de ver o jogo do celtics, ball moviment tá foda, rodam a bola o tempo todo deixando o time adversário desconcertado, isso quebra muita defesa boa, Brad Stevens, se continuar desse jeito é COY com certeza.

    Vejam essa jogada, para mim foi a melhor do jogo, bem trabalhada.

    https://www.youtube.com/watch?v=Ugx5Wo1p0D0

    A partir do 1:38 até 1:55 (17s bem executado).

    Isso é treinamento, muito legal os jogadores se disporem pelo coletivo.
    PS. coitado do Isaiah Taylor (nº22) saiu até da telinha.

    5

    0

Deixe um comentário