Jayson Tatum: “O Celtics levou a melhor na troca com o 76ers”

Quando o Boston Celtics concretizou a negociação da primeira escolha-geral do 2017 NBA Draft com o Philadelphia 76ers, Danny Ainge saiu sorridente de seu escritório. Essa, ao menos, é a versão de Jayson Tatum, calouro recrutado pelo maior campeão da NBA na classe retrocitada.

Segundo o novo camisa 0 de Boston, o GM celta deu sinais de que ele era o predileto de sua equipe – após o envio da escolha para a Pennsylvania, Ainge revelou que Boston, caso mantivesse a primeira pick, a usaria para selecionar o mesmo atleta que, provavelmente, estaria disponível no momento da terceira escolha.

Assim, Jayson Tatum, em entrevista concedida a DJ Cuddy Montana, afirmou que o 76ers não precisaria subir no draft – procedimento conhecido como trade up – para obter Markelle Fultz. Afinal, o Celtics selecionaria, de qualquer modo, o próprio Tatum com a primeira pick e o Lakers não deixaria passar a oportunidade de reforçar-se com o prodígio local, Lonzo Ball. Desse modo, Fultz despencaria para a terceira escolha, caindo no colo da equipe comandada por Brett Brown.

No fim, como todos sabem, o 76ers trocou sua própria pick (a 3ª) mais uma escolha futura protegida (Lakers 2018 – se cair no eixo 2ª-5ª ou a melhor escolha entre a do Kings e a do próprio 76ers no 2019 NBA Draft, desde que não sejam primeira geral).

“O Celtics gostou do que viu em mim e estava decidido a usar sua primeira escolha-geral para selecionar-me. Entretanto, Philadelphia não sabia disso”, revelou Tatum. “O 76ers pensou que Boston estaria encantado com Markelle (Fultz). Portanto, abriu mão de uma pick para subir no draft. Para Boston, estava perfeito: ‘Ora, podemos ter o jogador que queremos, uma pick futura e ainda pagaremos um salário menor para o atleta que desejamos’. Moral da história: o Celtics recrutou quem queria e saiu mais rico de ativos após o 2017 NBA Draft. Indiscutivelmente, foi o vencedor desta negociação”.

Jayson Tatum disputou as Ligas de Verão de Utah e Las Vegas sob uniforme celta, vindo a ser nomeado para compor o segundo time ideal da Liga de Nevada, na qual angariou as médias de 17.7 pontos e 8.0 rebotes.

Rômulo Portugal
Rômulo Portugal

Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

7 Comentários

  1. Chiovato disse:

    Com os pingos nos ‘i’ fica fácil compreender, claro que ele precisa se provar em quadra e creio que irá! Classe bem uniforme e com muitos futuros stars, Celtics foi bem e Tatum mostra que sabe da responsabilidade em cima dele assim como viu que o Celtics o tinha como prioridade! Muito bom e que esse casamento duro anos, títulos e seja perfeito!

    0

    0
  2. Marcos disse:

    Leandrinho ontem acompanhando o jogo do melhor do BR (Franca Basq) na abertura do campeonato paulista.

    Eu: Leandrinho, seria legal voltar para jogar nesse time do Celtics, hein?
    Leandrinho: Rsrsrs, quem sabe, quem sabe…

    []s verdes

    0

    0
  3. Jaylen Brown no jogo beneficente da NBA na Africa

    0

    0
  4. digor33 disse:

    Melhor era não terem revelado esta história. São por estas situações de “contar vitórias” que faz a fama de DA subir e acaba criando empecilhos em negociações (sempre acham que tem algo escondido, e tem)

    Na minha opinião era melhor não ter falado nada.

    0

    0
  5. Fernando C Silva disse:

    Digor, você tem toda a razão.

    Pelo que vimos até agora, DA estava novamente com a razão.

    Fultz aparentemente jogava “sozinho” e tinha um time ao seu redor. Independente da lesão ele vaiu de produção.

    Antevendo a real condição de Fultz, DA refletiu sobre Ball. Mas o mesmo recusou Boston.

    Tatum se mostrou, até agora, a melhor opção.

    Espero que continue assim.

    Porém ficar contando vantagem… DA precisa aprender a história do “come quieto”: mais e melhor.

    0

    0
  6. Paulo Jr disse:

    Pelo que eu li da matéria, ele não disse que é melhor ou pior do que Fultz ou outro que seja… Ele apenas disse que foi um bom movimento sabendo que os Celtics já iriam selecionar ele (Tatum) e que o Fultz provavelmente sobraria na própria 3° escolha não necessitando envolver outra Pick para nos sem contar o menor gasto em salário por uma escolha 3.

    0

    0
  7. Sérgio Soares disse:

    Mas o lakers só deu a “certeza” que draftaria o Lonzo depois da troca de picks entre Celtics e Philly. O próprio Magic Johnson exaltou o treino do Fultz (o do Lonzo foi criticado) e surgiram boatos de que o Lakers queria subir pra escolha 1, só não teria muito a oferecer por ela. Então o 76ers fez a troca porque o Lakers estavam sim interessados no Fultz, que talvez saísse na 2 sem nenhum custo a mais, caso o Celtão draftasse o Tatum com a 1.

    0

    0

Deixe um comentário