Jogo 1 – Celtics 113 x 107 Bucks

A estreia do Boston Celtics nos playoffs da Conferência Leste da NBA foi um gigantesco e sofrido teste para o coração do torcedor verde e branco. Tendo que lidar com quatro desfalques de peso, mas contando com o caldeirão do TD Garden a seu favor na tarde deste domingo (15), o time verde e branco de Massachusetts fez um duelo muito equilibrado contra o Milwaukee Bucks e só conseguiu a vitória por 113 a 107 na prorrogação, depois que a franquia de Wisconsin arrancou um improvável empate com um arremesso longo de Khris Middleton no último segundo do tempo regulamentar.

Atleta mais experiente no quinteto titular do Boston Celtics, o pivô Al Horford chamou a responsabilidade na vitória sobre o Milwaukee Bucks. Além de fazer uma marcação implacável sobre Giannis Antetokounmpo, o dominicano foi o cestinha celta no TD Garden, com 24 pontos, e ainda anotou um duplo-duplo, após pegar 12 rebotes. Outro titular a se destacar foi o armador Terry Rozier: autor da cesta de três pontos que quase decidiu o jogo no tempo regulamentar, o camisa 12 mostrou personalidade na prorrogação e encerrou a partida com 23 pontos. Entre os reservas, destaque para o ala-pivô Marcus Morris, que contribuiu com 21 pontos e sete rebotes em 35 minutos.

Os jovens alas Jaylen Brown e Jayson Tatum merecem um parágrafo à parte nesta vitória do Boston Celtics. Sólido nos dois lados da quadra, Brown atuou por 46 minutos e correspondeu às expectativas, anotando 20 pontos, pegando quatro rebotes e distribuindo quatro assistências. Já Tatum, que disputou o primeiro duelo de playoffs na carreira, impressionou pela maturidade e deixou a quadra com um duplo-duplo: 19 pontos e 10 rebotes.

O Milwaukee Bucks, por sua vez, concentrou as suas jogadas no ataque em dois atletas, que não sentiram o peso da responsabilidade e fizeram grandes atuações. Destaque da franquia de Wisconsin, o ala grego Giannis Antetokounmpo sofreu com a forte marcação de Al Horford, mas foi o cestinha do Bucks e chegou perto de um triplo-duplo, com 35 pontos, 13 rebotes e sete assistências. Já o ala Khris Middleton, além de fazer a cesta que levou a partida para a prorrogação, mostrou muita desenvoltura na quadra de ataque, anotando 31 pontos. Calouro do ano em 2017, o armador Malcolm Brogdon liderou a rotação de Milwaukee, com 16 pontos.

Com o triunfo deste domingo, o Boston Celtics abre 1 a 0 no primeiro round dos playoffs da Conferência Leste e mantém a vantagem do mando de quadra, adquirido com a segunda colocação na temporada regular. A próxima partida entre Celtics e Bucks será disputada na noite desta terça-feira (17), a partir das 21h, no TD Garden, com transmissão do SporTV para todo o Brasil. O vencedor dessa série melhor de sete encara Philadelphia 76ers ou Miami Heat nas semifinais do Leste.

Destaques do Celtics

Al Horford (24 pontos e 12 rebotes / duplo-duplo)

Terry Rozier (23 pontos e quatro rebotes)

Marcus Morris (21 pontos e sete rebotes)

Jaylen Brown (20 pontos, quatro rebotes e quatro assistências)

Jayson Tatum (19 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Bucks

Giannis Antetokounmpo (35 pontos, 13 rebotes e sete assistências / duplo-duplo)

Khris Middleton (31 pontos, oito rebotes e seis assistências)

Malcolm Brogdon (16 pontos e quatro rebotes)

Melhores Momentos

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

9 Comentários

  1. Celso Cachali Jr disse:

    Que vitória e que jogo.
    Meninos sendo homens.
    Horford e Morris perfeitos.

    Lembrando que rozier só tem 3 anos de liga, Brown 2 e Tatum 1. Pensa eles daqui 5 anos. Serão monstros.

    Bom demais.

    Stevens precisa ser lembrado, e sem dúvida o melhor técnico da atualidade

    2

    0
  2. Paulo Jr disse:

    Engraçado como os torcedores de outros times não acreditam que possamos passar nesta primeira rodada! Vendo palpites da galera é difícil alguém apostar em nosso Celtão. kkkkk

    Parece que a notícia da lesão do Irving motivou e muito esses pensamentos. Porém quem acompanha o trabalho do time na temporada sabe o quanto esse time pode ser competitivo, mesmo sem suas estrelas.

    Imagino que a série não vai ser fácil… Porém acredito que o Stevens ainda possa corrigir falhas mostradas nesse 1 jogo para os próximos duelos e sair com a vitória no 2 jogo. Salvo o engano, nosso time tem uma campanha melhor atuando fora de casa e mesmo sendo em Offs (O mando de quadra conta muito mais), isso mostra o quanto esse time gosta de jogar sob pressão.

    3

    0
    • marco_rio5 disse:

      Analisando Friamente, apenas com a razão, acho complicada essa Série. O time do Bucks no que se refere a qualidades individuais é melhor. Boston hoje não tem um jogador que se equipara ao Grego em matéria de decisão no garrafão. Horford jogou muito, mas em muito momentos achei ele sobrecarregado. Faltou ali a ajuda do Monroe, que esteve um pouco apagado. Time jogou mais na base da raça do que na qualidade. Rozier, muito bem ofensivamente, mas tem que melhorar sua defesa. Precisamos melhorar nosso garrafão defensivo pra cima do Grego. O jogo dos caras é baseado em cima dele. O jogo as vezes dá espaço para as infiltrações do Jaylen. Temos que utilizar isso também. Acho que temos que melhorar. Stevens tem que avaliar as falhas do time é conserta-las. O time do Bucks é previsível. Não tem muitas opções fora do perímetro, se o grego não jogar, acabou o time deles. De qualquer maneira, a guerra Continua. Avante Celtão

      4

      0
    • R Tsunami Green disse:

      Eu tbm acho estranho essa desconfiança…
      Mas dessa forma é melhor, rs!!!
      Vamos Celtão!

      2

      0
  3. Carlos Henrique Fonseca disse:

    Esse time é fantástico, qualquer outro time que perdesse seus dois principais jogadores estaria quebrado.

    0

    0
  4. Rod Alves disse:

    E a tv brasileira segue deixando os Celtics de lado em sua programação, o jogo 2 também não vai ser televisionado nem na ESPN nem no SPORTV.

    0

    0
  5. Rod Alves disse:

    Segundo o site do SPORTV, só o terceiro jogo vai ser transmitido na tv e pela ESPN.

    https://sportv.globo.com/site/nba/noticia/confira-a-tabela-completa-dos-playoffs-da-nba.ghtml

    0

    0
  6. drakes disse:

    A questão do Monroe, o time do bucks conhece os defeitos dele, afinal ele jogou lá com esse time, a perda não é apenas o Irving, mas o Smart e Theis, com esses dois pelo menos teríamos mais profundidade do elenco, o confronto me parece entre um time com elenco curto, mas que tem um sistema de jogo, contra outro que apesar de completo não tem padrão tático, sua estratégia é forçar as bolas nos seus dois melhores jogadores.

    4

    0
  7. Fernando Silva disse:

    Concordo com todas as observações:

    1. Bucks é previsível. O Stevens vai centrar a marcação nos dois pontuadores, é certo.

    2. Estamos remendados mas temos padrão e técnico.

    3. O adversário tem rotação mas não sabe o que fazer com ela.

    4. Nem que seja na garra, precisamos vencer amanhã.

    5. Monroe PRECISA jogar ou o físico do AH vai abrir o bico (e ele já deve sentir no jogo 3 se continuar assim).

    6. A bola responsável pela prorrogação foi uma sorte e tanto.

    7. Contando os minutos para termos ao menos o Smart devolva.

    4

    0

Deixe um comentário