Jogo 4 – Cavaliers 112 x 99 Celtics

O torcedor do Boston Celtics viveu emoções extremas na noite de terça-feira (23), quando o Alviverde disputou a quarta partida da final da Conferência Leste contra o Cleveland Cavaliers. Mesmo desfalcado de Isaiah Thomas, seu principal jogador na temporada 2016/2017 da NBA, o time de Massachusetts foi dominante nos dois primeiros quartos de duelo na Quicken Loans Arena e deu a impressão de que arrancaria um novo triunfo fora de casa, para igualar a série, mas o Cavaliers, empurrado pela torcida e com grande atuação de seus astros, aproveitou o cansaço do Celtics nos dois últimos períodos, venceu o confronto por 112 a 99 e colocou o time verde e branco em situação delicadíssima nos playoffs.

Sem Isaiah Thomas para liderar as ações na quadra de ataque, o Boston Celtics teve como cestinha o ala-armador Avery Bradley, que anotou 19 pontos e pegou cinco rebotes em 38 minutos. O ala Jae Crowder ficou perto de um duplo-duplo, com 18 pontos e oito rebotes, e o pivô dominicano Al Horford contribuiu com 16 pontos. Substituto do lesionado Amir Johnson no quinteto titular, o ala-pivô Kelly Olynyk fez 15 pontos e pegou cinco rebotes.

O Cleveland Cavaliers, por sua vez, contou com uma atuação espetacular do armador Kyrie Irving. Responsável pela maioria das jogadas da franquia de Ohio, já que o ala LeBron James ficou pendurado em quatro faltas antes do intervalo, o camisa 2 anotou 42 pontos e comandou a reação dos Cavs no segundo tempo. Já LeBron James, mesmo com as faltas, fez 34 pontos, distribuiu seis assistências e pegou cinco rebotes. Terceiro elemento do “Big Three” de Cleveland, o ala-pivô Kevin Love anotou um duplo-duplo: 17 pontos e 17 rebotes.

Boston Celtics e Cleveland Cavaliers voltam a se enfrentar nesta quinta-feira (25), às 21h30 (horário de Brasília), no TD Garden, com transmissão do SporTV para todo o Brasil. Enquanto o Alviverde precisa de uma vitória diante de seu torcedor para evitar a eliminação, Cleveland está a um triunfo da disputa das Finais da NBA, contra o Golden State Warriors.

Destaques do Cavaliers

Kyrie Irving (42 pontos e quatro assistências)

LeBron James (34 pontos, seis assistências e cinco rebotes)

Kevin Love (17 pontos, 17 rebotes e cinco assistências / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Avery Bradley (19 pontos e cinco rebotes)

Jae Crowder (18 pontos e oito rebotes)

Al Horford (16 pontos e sete assistências)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

18 Comentários

  1. JailtonSV disse:

    Parabéns pela partida. Sem o Thomas temos poucas variações ofensivas, nossas infiltrações são praticamente nulas e perdemos muito poder de decisão no último quarto. Embora a derrota tenha vindo e a classificação provavelmente não virá, o esforço e dedicação de quem veste o verde e branco mais poderoso do mundo sempre será reconhecido.

    Fugindo um pouco do jogo de ontem, gostaria de entender que argumentos são esses de quem quer trade no Thomas. Gostaria de dissertar um pouco sobre alguns pontos que leio e escuto com frequência.

    1 Ele defende mal.

    Não, ele tem limitações defensivas, o que é diferente. Excetuando sua altura, não vejo ele perdido em uma rotação defensiva ou seu adversário passando por ele na hora que quer.

    2. Fultz vem aí.

    Fultz parece de fato um grande prospecto, mas não entendo que alguém em sã consciência faça uma trade no seu melhor jogador (semanas atrás o IT ser nosso melhor jogador era unanimidade) para entregar o futuro de sua franquia a um atleta que sequer pisou em quadra em uma partida profissional de basquete.

    Sem contar que é uma franquia que está brigando por títulos e não em processo de reconstrução e experimentação, isso ao meu ver é arriscado para o Celtics e é jogar muita pressão no Fultz.

    3. O time atua melhor sem ele.

    Essa aqui é tenho dificuldades para assimilar. O cara teve quase médias de pontos de Larry Bird, teve um período de n partidas acima de 20 pontos (quebrou ou ia quebrando o recorde do havlicek). Ele preocupa qualquer adversário, por vezes a marcação é dobrada e até triplicada nele, dando margem pra outros atletas aparecerem livres, uma pena que sejamos muito carentes ofensivamente e essas oportunidades não sejam aproveitadas com muita frequência, daí vem a necessidade da vinda de alguém pra ajudar o Thomas na pontuação.

    E vale ressaltar que seu elevado volume de jogo ofensivo não se origina de egoísmo ou busca por estatísticas, Thomas arremessa muito pq o Celtics quer e muitas vezes precisa que ele defina muitas jogadas. A equipe não só joga melhor com Thomas, ele faz todo o Celtics jogar melhor.

    Obs 1: Gostaria de deixar claro que não comparei Thomas a Bird ou Havlicek.

    Obs 2: Fultz é promissor, pode vir e de fato mostrar que é jogador pro presente, minha intenção não é desmerece-lo ou agourar seu futuro.

    Obs 3: Nem citei coisas como a identificação do IT com a franquia, a situação com que ele jogou os playoffs, pois isso acredito que até quem quer a trade dele reconhece isso.

    0

    0
    • Lucas Oliveira disse:

      Pior que toda a vez que o time vence alguma partida sem o Thomas é a mesma história…
      E o pessoal sequer tem levado em conta o fato dele estar machucado desde março e que teve a contusão agravada no jogo 6 do Wizards. Ele jamais teve condições de enfrentar o Cavs e isso é erro da comissão técnica, pq o jogador sempre quer ir para o jogo.

      Dito isso, a respeito da defesa, Daniel falou isso no outro post e assino embaixo. Time tem falhas de rotação muito maiores do que qualquer falha individual na defesa do Thomas. Vou exemplificar com o jogo de ontem…

      Com até 3 guards em quadra é inadmissível que o time seja pego na rotação em todas as jogas e termine com o Olynyk marcando o Kyrie! Aí vejo a galera malhando a defesa do Olynyk, como se qualquer big da liga tivesse chance marcando o Kyrie vindo do perímetro…

      0

      0
      • Fernando C Silva disse:

        Lucas, é isso mesmo.

        Em diversas e diversas trocas defensivas IT acaba marcando um jogador mais de régua mais alto ou KO com um armador.

        Reitero minha opinião: cabe ao Stevens sanar este ponto.

        Não é uma crítica ao Stevens mas uma constatação: nossa defesa caiu quando comparada com a season passada.

        Tivemos distribuição de funções ofensivas ao AB e ao Crowder. Será que em prejuízo da defesa?

        0

        0
      • JailtonSV disse:

        Se pensarmos que a contusão é oriunda do mês de março ele não teve condições enfrentar ninguém 100% nos playoffs. Sobre erro médico prefiro não me manifestar, de fato todo jogador que jogar, mas talvez era uma contusão que poderia ser tratada na offseason, a probabilidade de agravamento poderia ser muito baixa, ainda há quem diga que esporte de alto nível é praticado com dor. Espero que a recuperação seja tranquila.

        Sobre o comentário do Daniel, também assino embaixo. Só não quis falar sobre rotações pq isso entra no âmbito coletivo e minha idéia era fazer uma análise individual do Thomas.

        Kyrie é monstro!!! Se tá difícil pra Bradley e Smart, imagina pro Olynyk hehe

        0

        0
    • Marcos disse:

      Se o Thomas tivesse jogado, acho que poderíamos ter GANHO a partida inclusive.

      – Fato1: Brad Stevens é MUITO superior aos técnicos meia-boca da Liga (Hey T. Lue!). Os dois últimos jogos me deixaram bem satisfeito, pois o time tem parecido consciente dos 24 segs, passando bem a bola e dosando os tiros de fora. Talvez seja o efeito Horford maximizado.

      – Fato2: Com a chegada do Fultz teremos um excesso de armadores. E aí Danny?

      []s verdes

      0

      0
      • JailtonSV disse:

        Sem grandes talentos individuais, a equipe buscou trabalhar coletivamente, o que fez muito bem feito. Ponto para o Stevens que achou solução de como atuar sem seu melhor jogador em pleno playoff contra o melhor time do Leste.

        Realmente são muitos armadores. Caso a Pick não seja trocada, e Bradley não faça parte dos planos do Ainge. Bradley, Crowder, Rozier ou Smart, formam um belíssimo pacote pra troca. Pode-se desinchar o elenco dessa forma

        OBS: Se possível permaneceria com Smart, gosto demais da energia com que atua. Celtics ainda draftou o Nader, talvez ele apareça esse ano.

        0

        0
  2. Paulo Kulsar disse:

    O time mostrou que tem muita força no jogo coletivo. Enquanto teve pernas, dominou o jogo, mesmo sem 2 titulares. Cleveland só virou porque Irving fez um terceiro quarto espetacular. LeBron amarelou. Só voltou ao jogo porque Irving recuperou a moral do time.
    A cada dia fico mais confiante que em pouco tempo comemoraremos títulos, e isso durará muitos anos. Brad Steven transformou um grupo desconhecido e desprestigiado numa equipe forte, que exige dos campeões jogar tudo o que sabem.

    0

    0
  3. Sander disse:

    Galera querer trocar o Thomas é maluquice e coisas de pessoas ingratas. O cara elevou o nível do time, super identificado com a franquia, raçudo, único jogador que infiltra e nosso melhor pontuador disparado. Sel ele ficaríamos no máximo em quinto.

    Como eu já disse: Só trocaria o Thomas pelo A. Davis, Embiid (saudável) e Towns. Mesmo assim ficaria triste.

    0

    0
  4. Samucarj disse:

    Caso o Fultz seja o escolhido (deve acontecer), Bradley ou IT devem sair. Não tem como os três jogarem juntos, o Fultz como 1ª escolha não vai ficar feliz em ficar no banco por muito tempo.

    Bradley deve pedir um salário alto pra renovar (merecido) IT idem, logo, não faz sentido pagar muito pra um deles ficar no banco por anos.

    O P.P com 15 anos de franquia foi trocado, logo, não vejo como ingratidão caso isso aconteça com IT (não quero sua saída), mas são negócios. O D.A já provou que não tem essa de sentimentos….

    0

    0
  5. silvio freitas disse:

    Ainge que arrumar um pretexto para negociar Isaiah . Nosso melhor jogador. É burrice achar que o time sem ele é melhor porque não marca bem. O garrafão é ruim porque não se reforçou a defesa. Se for para optar entre os dois que saia Ainge .Fez uma reformulação ridícula . Jogadores do pior nível . Pick 1 é uma loteria . Não garante que o escolhido seja o novo Lebron. E se surgir um novo Olinik? Trocaria sem pensar duas vezes por um all star que já seja realidade . Certo x duvidoso
    Silvio Freitas

    0

    0
  6. Lucas disse:

    Quanto ao Celtics eu penso assim, não sei se o pessoal concorda..Mas acredito q o Celtics teria que tentar a todo custo o Butler…Ele eh o cara certo pro encaixe( qualidade ataque/defesa, contrato bom)..Talvez pick Nets 18+crowder+smart
    + Rozier
    Aí teria q ver o cap mas ia pra cima do Griffin..Traria Tony Allen, um defensor garrafão
    Ficaria : Thomas, Bradley, Butler, Griffin, horford
    Fultz, Allen, Brown, Olly, (garrafao) , zizic

    Caso não tenha cap pro Blake..Traria zach Randolph, Jamal Crawford, jj hickson
    Aí fica: Thomas, Bradley, Butler, Randolph, horford
    Fultz, Allen, Brown, Olly, JJ hickson, Jamal Crawford, zizic

    Ach isso realidade não perde o fultz e fica um time que não mão do Stevens deve brigar de frente com o cavs, e com boa defesa e profundidade no elenco

    0

    0
  7. Celso Cachali Jr disse:

    Vejo tanto gente apoiando o Thomas. Nunca pedi troca por ele e sim não pode ser FP…. Ele é o cara ideal para vir do banco, e destruir com a segunda unidade do outro time. E usa lo para momentos difíceis que estamos precisando de pontuação.

    Entre Bradley e Thomas isso é a verdade temos que escolher um deles…
    Bradley e um monstro na defesa e ataque razoável para bom mas se machuca muito.
    Thomas e monstro no ataque e na defesa no miss match e um pesadelo.

    0

    0
    • Marcos disse:

      Sério?
      Não é possível escolher entre Bradley e Thomas, pq a diferença de nível é muito alta.

      Se chegar o Hayward na FA ou o PG/Butler na trade não precisaremos fazer essa escolha.

      Em termos simples:
      Escolha de loteria pode ser 0% ou 100% de sucesso.
      Troca por PG/Butler pode ser 70% a 85% de sucesso.

      Façam as contas,

      []s verdes

      0

      0
  8. Ranieri disse:

    Vamos lá, primeiramente falando do jogo, acho que jogamos muito com raç, com inteligência, sabendo anular os Cavs, principalmente pendurando o Lebron, porém o que me chateou foi a incapacidade do time no segundo tempo de excluir o Lebron, ngm conseguir crava uma falta pra tirar ele do jogo, nenhum de nosso jogadores foi capaz de infiltrar forçando o Lebron a ir para o toco, ou então rodar a bola, fazer o fake e cavar a falta, nessas horas que o IT faz tanta falta, e ainda tem gente que quer trocar ele!!

    Meu segundo tópico é com relação a defesa do IT tão criticada recentemente, eu acho assim é claro que ele sempre vai ter uma desvantagem física por conta da altura, embora que ele compense bem com a força, porem acho que essas desvantagem ficam explicitas de forma mais acentuada quando o jogador que ele ta marcando faz um post ou nos arremessos por cima do IT, as outras q ele acaba perdendo acho que é mais mérito do adversário, afinal não é todos que conseguem marcar Kyrie, John Wall, Curry, Lillard, CP3, basta ver o jogo 3 onde nem AB nem Smart, ótimos defensores, conseguiram para o Kyrie.

    Quanto a próxima offseason parece bem claro que iremos pra cima do Hayward, eu já falei em outros posts que acho um grande jogador e até gostaria de vê-lo jogar em Boston, porem me preocupa dois aspectos, embora eu ache q vá evoluir ofensivamente do que somos hj, não acho que traga algo novo, melhora o que temos, dito isso me preocupa a gente engessar a nosso cap dessa forma, inclusive sem reforçar o garrafão q é nosso grande problema, a não ser que além disso haja uma troca pra melhorar essa área. Butler eu acho difícil vir por conta de o Bulls não trocar sem envolver a primeira escolha desse ano, e não acho que vale isso td, prefiro Fultz. Na fa eu concordo com o Lucas tentaria o Griffin

    0

    0
  9. Bruno Ferronato disse:

    Como já disse estou muito orgulhoso do time pelo que já fizeram até aqui, tanto dentro de quadra ao chegar nas finais da conferência e não serem varridos como também fora das quadras no fator reconstrução.
    Porém vejo espaço pra fazer uma crítica quanto à esse último jogo. Irving é um jogador fantástico, mas não podem estender um tapete vermelho pra ele infiltrar daquela forma. Tem que fechar a marcação em cima dele e responder a infiltração com contato físico. Pega o Amir e o Zeller e coloca os 2 pra gastar as 12 faltas que tem direito. Você quer infiltrar? Beleza, mas vai doer um pouco. Tenho certeza que o jogador passa a pensar duas vezes pra fazer a jogada, fora que vai deixando o jogo mais lento, coisa que é interessante pra nós.

    0

    0
  10. Celso Cachali Jr disse:

    Vcs sonham com Hayward… 🙄

    0

    0

Deixe um comentário