Jogo 5 – Celtics 114 x 112 76ers

Em situação confortável por causa das três vitórias no início das semifinais da Conferência Leste da NBA, mas em estado de alerta depois do tropeço no Jogo 4, o Boston Celtics recebeu o Philadelphia 76ers na noite de quarta-feira (9), no TD Garden, com a missão de garantir a presença na final de conferência pela segunda temporada consecutiva, o que não acontecia desde a era Larry Bird, entre 1984 e 1988. Empolgado pelo triunfo no duelo anterior, o Sixers jogou de igual para igual, mas a força do caldeirão de Boston e a determinação dos atletas celtas fizeram a diferença: com muita frieza e raça nos minutos finais, o Celtics bateu o 76ers por 114 a 112, fechou a série em 4 a 1 e avançou à decisão do Leste.

Sem a mesma produção ofensiva dos confrontos anteriores e diante de um Philadelphia 76ers atento a cada lance, o Boston Celtics teve dificuldades para abrir vantagem: o duelo no TD Garden teve 21 mudanças de liderança, recorde nesta edição dos playoffs. O que fez a diferença para o Alviverde foi a postura no minuto final, quando anotou sete pontos, enquanto o Sixers só conseguiu pontuar em um improvável arremesso de longa distância de JJ Redick.

Melhor jogador do Boston Celtics na série contra o Philadelphia 76ers, o ala Jayson Tatum chamou a responsabilidade mais uma vez e foi o cestinha celta no Jogo 5, com 25 pontos. Foi o sétimo jogo seguido de Tatum com 20 ou mais pontos nos playoffs, igualando o feito de Julius Erving, em 1972, e Donovan Mitchell, que também atingiu a marca nesta edição da pós-temporada. De volta ao quinteto titular, o ala-armador Jaylen Brown teve uma atuação segura e anotou 24 pontos, com 10-13 nos arremessos. Já o armador Terry Rozier, mesmo em uma noite pouco inspirada, contribuiu com 17 pontos e seis rebotes.

Pelo lado do Philadelphia 76ers, os destaques vieram do garrafão. Além de anotarem 27 pontos cada um, o pivô Joel Embiid e o ala-pivô Dario Saric fizeram um duplo-duplo cada: o camaronês pegou 12 rebotes, dois a mais que o atleta croata. O armador Ben Simmons, por sua vez, chegou perto de um triplo-duplo, com 18 pontos, oito rebotes e seis assistências.

Agora, o Boston Celtics fará a reedição da última decisão da Conferência Leste contra o Cleveland Cavaliers: responsável pela eliminação celta nos playoffs de 2017, a franquia de Ohio fez a quarta melhor campanha da conferência na temporada regular e avançou à final após vitórias sobre Indiana Pacers e Toronto Raptors. Dono do mando de quadra na série, já que ficou na segunda posição do Leste na fase classificatória, o Celtics inicia a série contra o Cavaliers neste domingo (13), às 16h30, no TD Garden.

Destaques do Celtics

Jayson Tatum (25 pontos e quatro assistências)

Jaylen Brown (24 pontos e quatro rebotes)

Terry Rozier (17 pontos e seis rebotes)

Destaques do 76ers

Joel Embiid (27 pontos e 12 rebotes / duplo-duplo)

Dario Saric (27 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Ben Simmons (18 pontos, oito rebotes e seis assistências)

Boxscore

Melhores Momentos

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

14 Comentários

  1. Fernando disse:

    Como já era esperado, a série foi fechada, com mais sofrimento do q eu gostaria nesse quinto jogo, mas foi.

    Agora tem uma coisa que me incomodou, como q o Brad Stevens não recebe nenhum voto pra eleição de melhor coach??? Será estão assistindo os mesmo jogos q eu?? Ou será apenas mais um boicote que Boston vai ter q enfrentar??

    Feliz pela classificação, mas decepcionado com essa notícia.

    11

    0
    • Marcos disse:

      Cara, acho que não foi para eleição de COY.

      E, relaxa, um prêmio que vai para D. Casey e M. D’Antoni em uma liga que tem Pop, Stevens, Snyder e Kerr não tem credibilidade técnica nenhuma.
      Não para qualquer um que tenha o objetivo de levantar o caneco de campeão.

      []s verdes

      6

      0
      • luiz eduardo disse:

        Cara, o que Casey fez esse ano o credencia de vencer o COY co toda certeza, assim como D’Antoni tbm mereceu ano passado. O que espanta e Stevens não receber nenhum voto e Doc e Stotts, sim, isso sim é putaria.

        0

        0
      • Raphael disse:

        Parece que o “Choke of Year”, Dwane Casey foi demitido.

        3

        0
  2. Felipe Barreto Gomes disse:

    Acho que os outros técnicos boicotam o Stevens por inveja e por ele ser ele relativamente novo. Mas na votação de COY QUE a NBA faz ele deve ter, no minimo, um bom número de votos, quem sabe até levar

    9

    0
  3. Marco Ferreira disse:

    Caraca, sobre o jogo…

    Smart arremessa o primeiro lance livre tentando acertar e erra…
    Smart arremessa o segundo lance livre para errar e acerta…
    Smart intercepta o lançamento matando o jogo…

    Resumindo, Smart sendo o Smart…

    Let’s Go Celtics…

    17

    0
  4. cavassin disse:

    Time jogando demais pela quantidade de problemas. Tatum em 2 anos será uma estrela da NBA. Joga fácil demais

    3

    0
  5. Fernando Silva disse:

    JOGO 1: 13/5, 16h30 – em Boston
    JOGO 2: 15/5, 21h30 – em Boston
    JOGO 3: 19/5, 21h30 – em Cleveland
    JOGO 4: 21/5, 21h30 – em Cleveland
    JOGO 5: 23/5, 21h30 – em Boston*
    JOGO 6: 25/5, 21h30 – em Cleveland*
    JOGO 7: 27/5, 21h30 – em Boston*

    3

    0
  6. Celso Cachali Jr disse:

    Tatum tem muita personalidade, brown Se tiver o mesmo pensamento de Tatum vai ser outro monstro… Que futuro brilhante… Feliz de mais, obrigado Nets, obrigado, aingA, obrigado Paul Pierce e Kevin Garnett. Por estes caras nossa rebuild foi a mais rápida da história. Kings, wolfes, sun’s q o digam péssimos.

    Smart e engraçado de mais parece o do contra… Mas é um leão queria muita a renovação dele por 13 milhas por ano…

    8

    0
  7. Danilo Marques disse:

    Esqueceu de Citar, Lakers,Magic,Knicks,Mavericks,
    Reconstruir não é um Processo Nada Fácil, porem o Ainge tornou isso mais Fácil Tomando decisões que Nenhum GM que tomar do Tipo Se Livrar Dos Seus Maiores Idolos…O cara Foi Sensacional.

    3

    0
  8. Marcos disse:

    Hahaha, isso mesmo vão ter de renomear o prêmio.

    Abs verdes

    2

    0

Deixe um comentário