11

maio

2017

10

Comentários

Jogo 5 – Celtics 123 x 101 Wizards

Os leitores mais assíduos do Celtics Brasil devem lembrar bem da declaração de Markieff Morris, ala-pivô do Washington Wizards, depois da vitória da franquia da capital dos Estados Unidos no Jogo 4 das semifinais da Conferência Leste da NBA. “Nós apenas temos que encurralar Isaiah Thomas. Estamos tentando tirar a bola de suas mãos e esperando que os outros jogadores desperdicem arremessos, como estão desperdiçando”, disse Morris, depois de um duelo em que o camisa 4 celta não cobrou lances livres.

Por que estamos reproduzindo novamente essa provocação? Simples: na noite desta quarta-feira (10), Washington manteve a estratégia contra Thomas, contando com um novo triunfo e virada na série, mas o Boston Celtics mostrou que, por mais que tenha um astro, também conta com uma equipe forte e um excelente jogo coletivo. Diante de uma torcida eufórica no TD Garden, o Alviverde não deu a menor chance ao Wizards e conquistou uma vitória incontestável por 123 a 101.

Com espaço de sobra para atacar, já que o foco do Washington Wizards era neutralizar Isaiah Thomas, o ala-armador Avery Bradley fez a sua melhor partida em playoffs. Em 30 minutos, o camisa 0 anotou 29 pontos, com 12 acertos em 19 arremessos, e pegou seis rebotes, para delírio da torcida em Boston. O pivô Al Horford, com oito jogadas certeiras em nove tentativas, contribuiu com 19 pontos, sete assistências e seis rebotes. Mesmo marcado de perto, Isaiah Thomas foi bem no último quarto e flertou com um duplo-duplo, com 18 pontos e nove assistências. O ala Jae Crowder também ficou perto dos dois dígitos em dois fundamentos: 18 pontos e oito rebotes. Entre os reservas, destaque para o armador Marcus Smart, que fez nove pontos e pegou 11 rebotes.

Pelo lado do Washington Wizards, a dupla de perímetro formada por John Wall e Bradley Beal liderou a pontuação. Enquanto Wall fez 21 pontos, pegou quatro rebotes e distribuiu quatro assistências, Beal anotou 16 pontos. Muito vaiado pela torcida em Boston, depois da briga com o ala-pivô celta Kelly Olynyk, o ala Kelly Oubre Jr fez 13 pontos, mesma marca do titular Otto Porter Jr.

A vitória em casa deixou o Boston Celtics muito perto da vaga na decisão da Conferência Leste, diante do Cleveland Cavaliers. Com a vantagem de 3 a 2 na série, o Alviverde precisa de mais uma vitória para garantir a classificação, enquanto o Washington Wizards terá de ganhar duas partidas. Wizards e Celtics voltam a se enfrentar nesta sexta-feira (12), às 21h (horário de Brasília), no Verizon Center, com transmissão da ESPN para todo o Brasil.

O jogo

Assim como nos dois duelos anteriores em Boston, o Washington Wizards assustou a torcida no TD Garden durante o primeiro quarto, abrindo quatro pontos de vantagem, mas o Boston Celtics, liderado por Avery Bradley, Jae Crowder e Al Horford, rapidamente virou o jogo e abriu uma liderança de 12 pontos em 12 minutos. No período seguinte, mesmo com a rotação em ação, Boston manteve a pegada e levou uma vantagem de 16 pontos para o intervalo.

Pressionado, o Washington Wizards tentou impor o seu ritmo no terceiro quarto, só que não foi o suficiente para abalar um concentrado Boston Celtics, que continuou pontuando e abrindo vantagem. No último quarto, quando a liderança chegou aos 26 pontos, o técnico Brad Stevens colocou os reservas, que apenas administraram a grande vitória no TD Garden.

Destaques do Celtics:

Avery Bradley (29 pontos e seis rebotes)

Al Horford (19 pontos, sete assistências e seis rebotes)

Isaiah Thomas (18 pontos e nove assistências)

Jae Crowder (18 pontos e oito rebotes)

Destaques do Wizards:

John Wall (21 pontos, quatro rebotes e quatro assistências)

Bradley Beal (16 pontos e quatro assistências)

Otto Porter Jr (13 pontos e quatro rebotes)

Kelly Oubre Jr (13 pontos e três rebotes)