13

maio

2017

13

Comentários

Jogo 6 – Wizards 92 x 91 Celtics

Por questão de segundos, o Boston Celtics não garantiu, na noite desta sexta-feira (12), diante do Washington Wizards, a classificação para a final da Conferência Leste da NBA. Em um jogo de fortes emoções no Verizon Center, com viradas no placar, lances espetaculares e muita raça das duas equipes, o Alviverde estava com a vitória na mão até 3.9 segundos do fim, quando o armador John Wall acertou um arremesso de longa distância, confirmou o triunfo do Wizards por 92 a 91 e decretou a realização da sétima partida nas semifinais do Leste.

Mais uma vez vigiado de perto pelo time do Washington Wizards, o armador Isaiah Thomas teve uma noite de pouco brilho, com apenas 33% de aproveitamento em 24 arremessos, mas foi o cestinha celta com 27 pontos, ao lado do ala-armador Avery Bradley, que converteu mais de 50% das cestas e ainda fez uma boa partida na defesa, com quatro roubadas de bola. O pivô Al Horford também se destacou pelo time verde e branco, anotando 20 pontos e pegando seis rebotes em 37 minutos.

Pelo lado do Washington Wizards, mais uma vez o perímetro foi fundamental. Enquanto o ala-armador Bradley Beal foi o cestinha da partida, com 33 pontos, o armador John Wall fez 26 pontos e oito assistências, além de converter a cesta da vitória da franquia da capital dos Estados Unidos. O ala-pivô Markieff Morris, por sua vez, anotou um duplo-duplo, com 16 pontos e 11 rebotes.

Com três vitórias para cada lado, a semifinal entre Boston Celtics e Washington Wizards acaba nesta segunda-feira (15), às 21h, com a realização da sétima partida no TD Garden, casa do Alviverde de Massachusetts. O vencedor desse duelo e da série encara o atual campeão Cleveland Cavaliers na final da Conferência.

O jogo

Atuando diante de sua torcida, o Washington Wizards estava visivelmente nervoso, mas aproveitou a péssima pontaria do Boston Celtics nos primeiros minutos e abriu vantagem de cinco pontos, liderado por Bradley Beal. Mesmo com Isaiah Thomas cavando faltas, o Alviverde não conseguiu cortar o prejuízo nos primeiros 12 minutos. No segundo quarto, com as rotações, o Celtics buscou o empate, mas o Wizards abriu dez pontos de liderança, graças a Beal e Markieff Morris. No final do quarto, entretanto, Boston conseguiu uma sequência de 12 pontos, contra apenas um do Wizards, e levou uma pequena vantagem para o intervalo.

No terceiro período, o Boston Celtics continuou trabalhando bem a bola e fez pontos importantes quando o Washington Wizards ameaçava encostar novamente no placar. Com cinco pontos de Isaiah Thomas no minuto final, o Alviverde segurou a liderança e levou a vantagem de apenas três pontos para o último quarto.

Em pouco mais de três minutos do último quarto, o Washington Wizards conseguiu colocar fogo no jogo novamente, graças a bons lances de Bradley Beal e erros de arbitragem, que não marcaram três faltas claras em Isaiah Thomas e Kelly Olynyk. A partida ficou lá e cá, até os dois minutos finais, quando Thomas fez cinco pontos consecutivos e encaminhou a vitória de Boston, mas o mesmo camisa 4, em poucos segundos, errou um passe, tomou toco de Marcin Gortat em um arremesso de três pontos e cometeu falta em John Wall, lances esses que resultaram em cinco pontos e empate do Wizards.

Com o jogo empatado a 40 segundos do fim, Celtics e Wizards mostraram as suas principais armas no duelo. Avery Bradley, mais uma vez muito bem, converteu um arremesso de dois pontos para o Celtics, e Bradley Beal devolveu rapidamente pelo Washington. A sete segundos o fim, Al Horford acertou um arremesso dificílimo, usando a tabela, e deixou o Celtics a um erro adversário da classificação, mas esse erro não veio: mesmo marcado por Bradley, John Wall não titubeou e acertou o arremesso de três pontos que garantiu a vitória do Wizards.

Destaques do Wizards

Bradley Beal (33 pontos e cinco assistências)

John Wall (26 pontos e oito assistências)

Markieff Morris (16 pontos e 11 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (27 pontos e sete assistências)

Avery Bradley (27 pontos e quatro roubadas de bola)

Al Horford (20 pontos e seis rebotes)