Jogo 7 – Celtics 112 x 96 Bucks

Atuação consistente, defesa sólida, vibração dentro e fora de quadra, vitória, classificação. Mais do que qualquer outra franquia da NBA, o Boston Celtics está acostumado com todas essas situações, e a noite de sábado (28) foi marcada por mais um momento especial para os maiores campeões do basquete mundial: apesar do tradicional nervosismo de um Jogo 7, valendo vaga nas semifinais da Conferência Leste, o Celtics não teve maiores problemas para derrotar o Milwaukee Bucks por 112 a 96 e confirmar a vitória por 4 a 3 no primeiro round dos playoffs.

A quarta vitória do Boston Celtics sobre o Milwaukee Bucks foi construída através dos dois principais personagens da franquia na série. Protagonista de um duelo particular com Eric Bledsoe, do Bucks, o armador celta Terry Rozier mostrou mais uma vez que merece respeito: além de cestinha verde e branco no Jogo 7, com 26 pontos, Rozier chegou perto de um triplo-duplo, após distribuir nove assistências e pegar seis rebotes. Já o pivô Al Horford, atleta mais experiente no quinteto titular de Boston, foi muito utilizado no garrafão e correspondeu às expectativas, com 26 pontos, oito rebotes e 13 arremessos certeiros em 17 tentativas.

Em seu primeiro Jogo 7 na carreira, o ala calouro Jayson Tatum também foi muito acionado no ataque do Boston Celtics e ajudou a equipe de Massachusetts a conquistar a vitória, anotando 20 pontos, pegando seis rebotes e distribuindo seis assistências em 39 minutos. Tatum também registrou o maior plus minus do jogo: +24. Entre os reservas, o ala-pivô Marcus Morris não teve um bom início de partida, mas se recuperou nos dois últimos quartos e contribuiu com 10 pontos.

Pelo lado do Milwaukee Bucks, o destaque foi o ala Khris Middleton: esbanjando habilidade e com ótimo aproveitamento nos arremessos, Middleton foi o cestinha da franquia de Wisconsin, com 32 pontos. Principal jogador do Bucks, o ala grego Giannis Antetokounmpo sofreu com a forte marcação de Semi Ojeleye e Al Horford, mas ainda deu um jeito de ajudar sua equipe com 22 pontos e nove rebotes. Já o armador Eric Bledsoe, vaiado a cada instante no TD Garden, fez sua melhor partida na série, com 23 pontos, mas nada que impedisse a classificação do Celtics.

Com a vitória na série sobre o Milwaukee Bucks, o Boston Celtics garante, pela segunda temporada consecutiva, a presença entre os quatro semifinalistas da Conferência Leste. O Bucks, por sua vez, amargou a segunda eliminação seguida no primeiro round dos playoffs e completou 17 anos fora das semifinais de Conferência.

Nas semifinais da Conferência Leste, a equipe do Boston Celtics enfrentará o Philadelphia 76ers, que ficou na terceira posição do Leste na temporada regular e se classificou após vencer a série contra o Miami Heat por 4 a 1. O primeiro jogo entre Celtics e 76ers será disputado na noite desta segunda-feira (30), às 21h, no TD Garden.

Destaques do Celtics

Terry Rozier (26 pontos, nove assistências e seis rebotes)

Al Horford (26 pontos e oito rebotes)

Jayson Tatum (20 pontos, seis rebotes e cinco assistências)

Destaques do Bucks

Khris Middleton (32 pontos e três assistências)

Eric Bledsoe (23 pontos e três rebotes)

Giannis Antetokounmpo (22 pontos, nove rebotes e cinco assistências)

Boxscore

Melhores Momentos

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

3 Comentários

  1. Sander disse:

    Agora vamos para cima dos Sixers. O Smart vai ser essencial para marcar o Simmons, o Horford e Baynes tem que arrumarem um jeito de parar o Embiid.

    1

    0
    • Na minha opinião o gianis é um cara mais difícil de ser marcado do que o embiid! Minha maior preocupação são as infiltrações do Simmons temos que forçar ele a ficar arremessando de média – longa distância

      0

      0
  2. Tiago Coelho disse:

    O tiro de perimetro dos sixers é bem mais forte que dos bucks, é algo a ficar mais atento.

    0

    0

Deixe um comentário