08

julho

2016

17

Comentários

Jonas Jerebko e Amir Johnson seguem no Celtics em 2016/2017

Depois de muito mistério e expectativa, o Boston Celtics confirmou, na noite desta quinta-feira (7), a permanência do ala Jonas Jerebko e do ala-pivô Amir Johnson para a temporada 2016/2017 da NBA. Apesar de ainda terem um ano de contrato, os dois atletas dependiam de um posicionamento do Celtics, já que a opção pela última temporada desse vínculo era da franquia de Massachusetts.

A possibilidade de Jonas Jerebko e Amir Johnson deixarem o Celtics foi cogitada durante a negociação com o ala Kevin Durant, já que o Alviverde planejava ampliar o espaço em sua folha salarial para assinar com o ex-atleta do Oklahoma City Thunder e abrir espaço para outras contratações. Com a ida de Durant para o Golden State Warriors, o caminho para a renovação com a dupla ficou livre. Em 2016/2017, Jerebko receberá US$ 5 milhões, enquanto Johnson embolsará US$ 12 milhões.

“Amir e Jonas são dois dos atletas favoritos de Stevens. Eles jogam duro, são amados por seus companheiros de equipe. Estamos felizes em tê-los de volta. (A renovação) não é apenas pela questão econômica, eles jogaram bem para nós. Realmente gosto desses caras, não só pelo tipo de jogadores que são, mas também pelas pessoas que eles são”, disse o GM Danny Ainge, em entrevista ao jornalista A. Sherrod Blakely.

Ala de 29 anos e com experiência de seis anos no Detroit Pistons, o sueco Jonas Jerebko chegou ao Boston Celtics em fevereiro de 2015, após uma negociação que envolveu a transferência do veterano ala Tayshaun Prince para a franquia de Michigan. Reserva nos 107 jogos de temporada regular que disputou pelo Celtics nas últimas duas temporadas, Jerebko caiu nas graças da torcida celta com a sua luta em quadra e ganhou uma oportunidade como titular nos playoffs de 2015/2016, contra o Atlanta Hawks. Nessa série, Jerebko registrou médias de 9,2 pontos e 6,8 rebotes em 27 minutos.

Também com 29 anos, o ala-pivô Amir Johnson acertou com o Boston Celtics em julho de 2015, depois de seis anos no Toronto Raptors. Contratado para ser o titular da posição 4 e melhorar a defesa no garrafão celta, Johnson nunca foi unanimidade em Boston, mas não comprometeu em sua temporada de estreia: em 79 jogos, o ala-pivô teve médias de 7,3 pontos e 6,4 rebotes em 22,8 minutos. Nos playoffs, Johnson teve os mesmos 22 minutos de média, mas melhorou o seu desempenho, com 8,5 pontos, 7,2 rebotes e 1,3 tocos.