Joseph Henry “Jo Jo” White

Nascido em Saint Louis, o armador Jo Jo White é um dos atletas mais importantes da história do Boston Celtics, franquia onde conquistou dois títulos da NBA e que defendeu por nove temporadas e meia, entre 1969 e 1979. Ao lado de Bob Cousy e Dennis Johnson, é considerado um dos melhores de sua posição na história do Alviverde e teve a sua camisa 10 aposentada no TD Garden. Dando continuidade à série de matérias sobre os craques que marcaram história com a camisa verde e branca, o Celtics Brasil fala agora sobre “Jo Jo”.

Informações do atleta

Draft1969 (selecionado pelo Boston Celtics na 9ª escolha geral)
Nascimento16 de novembro de 1946
Altura1,91 metros (6’3”)
PosiçãoArmador (PG)
Camisa no Celtics#10

Carreira universitária

Jo Jo White iniciou a sua carreira no basquete universitário em 1965, no Kansas Jayhawks, mesma equipe que Paul Pierce defenderia na década de 90. Em quatro temporadas na NCAA, o armador teve um ótimo desempenho e apareceu duas vezes na seleção dos melhores atletas do país. Na temporada de 1968/1969, a última em Kansas, White registrou médias de 18,1 pontos e 4,7 rebotes.

Durante o período em que estava no Kansas Jayhawks, Jo Jo White foi convocado para a disputa das Olimpíadas de 1968, na Cidade do México, já que outros astros universitários, como Kareem Abdul-Jabbar e Pete Maravich, não quiseram participar do torneio. White, que já tinha conquistado o título pan-americano em 1967, em Winnipeg (Canadá), voltou da capital mexicana com a medalha de ouro, a sétima seguida do basquete dos Estados Unidos.

Carreira profissional

Depois do ótimo desempenho em Kansas, Jo Jo White se inscreveu no NBA Draft de 1969 e foi selecionado pelo Boston Celtics na nona escolha geral. 11 vezes campeão entre 1957 e 1969, o Alviverde estava iniciando um processo de reconstrução, já que o ala-armador Sam Jones e o pivô Bill Russell encerraram a carreira depois do título de 1968/1969. Apesar do fraco desempenho do Boston Celtics em 1969/1970, White conseguiu se destacar: com médias de 12,2 pontos, 2,8 rebotes e 2,4 assistências, o jovem armador entrou no primeiro time ideal dos calouros.

Nas temporadas seguintes, Jo Jo White amadureceu ainda mais e conduziu o Boston Celtics de volta ao caminho das vitórias, com a ajuda preciosa de outras lendas celtas, como John Havlicek, Paul Silas e Dave Cowens, além do técnico Tommy Heinsohn. Entretanto, os celtas sofreram duros golpes nos primeiros anos da carreira profissional de White: depois de ficar de fora dos playoffs em 1970/1971, a equipe verde e branca amargou duas eliminações seguidas para o rival New York Knicks. Por outro lado, White iniciou, nestas três temporadas, uma série de sete participações seguidas no All-Star Game da NBA.

Em 1973/1974, com Jo Jo White no auge da forma física e técnica, o Boston Celtics teve um desempenho espetacular nos playoffs. Depois de eliminar o Buffalo Braves, o Alviverde se vingou do New York Knicks e avançou para as Finais da NBA, onde encontrou o Milwaukee Bucks, reforçado por Kareem Abdul-Jabbar e Oscar Robertson. Depois de sete partidas, o Alviverde garantiu o 12º título da liga e White conquistou o seu primeiro anel de campeão.

Dois anos depois, em 1975/1976, Jo Jo White teve a sua consagração definitiva no Boston Celtics. Após derrotar Buffalo Braves e Cleveland Cavaliers nos duelos decisivos da Conferência Leste, a equipe de Massachusetts fez uma final duríssima contra o Phoenix Suns, com direito a um lendário jogo 5, considerado o maior jogo da história, com três prorrogações. Nesse duelo, White fez 33 pontos, distribuiu nove assistências e liderou o Celtics a uma vitória suada por 128 a 126 no velho Boston Garden. Depois de um novo triunfo no jogo 6, o Alviverde fechou a série em 4 a 2, e Jo Jo White foi eleito o MVP das Finais, com médias de 22,7 pontos e 5,4 assistências.

Além do talento e da liderança, Jo Jo White era muito elogiado pelo excelente preparo físico: com raríssimas lesões, o armador estabeleceu o recorde de 488 jogos consecutivos pelo Boston Celtics. Em 1977/1978, porém, White sofreu uma lesão mais séria, não conseguiu repetir mais o bom desempenho de temporadas anteriores e foi negociado com o Golden State Warriors em 1979. Após um ano e meio em Oakland, Jo Jo se transferiu para o Kansas City Kings, hoje Sacramento Kings, e encerrou a carreira em 1981.

No dia 9 de abril de 1982, um ano depois que parou de jogar, Jo Jo White teve a sua camisa 10 aposentada no Boston Garden. White seria novamente homenageado em 2015, quando foi eleito para o Hall da Fama do Basquete. Mesmo depois de muito tempo, Jo Jo ainda é ligado ao Boston Celtics: além de participar de várias ações da franquia, o ex-atleta costuma assistir muitos jogos no TD Garden, onde sempre é aplaudido pela torcida.

Prêmios na carreira

Dois títulos da NBA (1974 e 1976)

MVP das Finais (1976)

Sete vezes NBA All-Star (1971 a 1977)

Duas vezes eleito para o segundo time ideal da NBA (1975 e 1977)

Eleito para o time ideal dos calouros da NBA (1970)

Duas vezes no segundo time All-American da NCAA (1968 e 1969)

Medalha de ouro nas Olimpíadas (1968)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo, repórter esportivo do Imirante.com e colaborador do Futebol Maranhão. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 Comentários

  1. Francisco Machado disse:

    Esse time do Celtics do anos 70 é menos badalado, em relação ao de 60 e 80, mas era um timaço.

  2. Marcos disse:

    Numa época difícil onde na mesma posição jogavam Frazier, West e Robertson (pra quem diz que “nunca antes” armadores foram os destaques da NBA), os títulos e prêmios falam por si só.

    Um dos jogos (com triplo overtime e vitória contra os Suns) é considerado uma das batalhas mais difíceis da história da Liga até hoje pelos especialistas.
    A participação de Jo-Jo White foi crucial nesse jogo,

    É o PG reserva no N2k do meu time clássico dos Celtics,

    []s verdes

Deixe um comentário