22

fevereiro

2014

17

Comentários

Lakers 101 x 92 Celtics

Se ainda existia alguma dúvida entre os torcedores sobre a dificuldade que está sendo a temporada de 2013/2014 para o Boston Celtics, o confronto realizado nas primeiras horas deste sábado (22) deixou a resposta definitiva. No maior clássico da NBA, diante do rival Los Angeles Lakers, o Alviverde fez uma partida regular até o terceiro período, mas acabou permitindo a reação dos anfitriões nos 12 minutos finais e acabou sofrendo uma derrota por 101 a 92 no Staples Center.

Recém-chegados ao time angelino, os ala-armadores Kent Bazemore e MarShon Brooks lideraram o Lakers a uma improvável reação no último período e fizeram juntos 29 pontos. Pau Gasol, Jodie Meeks e Chris Kaman foram os cestinhas de LA, com 16 pontos cada. No Celtics, Jeff Green contribuiu com 21 pontos e Jared Sullinger registrou mais um duplo-duplo (12 pontos e 12 rebotes).

A vitória no clássico quebrou duas marcas indigestas em Los Angeles: o Lakers retornou ao caminho dos triunfos após quatro derrotas seguidas e também voltou a vencer diante de sua torcida, o que não ocorria desde o dia 3 de janeiro. Enquanto isso, o Celtics complicou-se de vez na temporada: com 37 derrotas em 56 jogos disputados, a franquia de Massachusetts vai confirmando cada dia mais a sua eliminação antes dos playoffs.

Com o alívio por ter batido o rival, a equipe do Lakers volta a jogar no domingo (23), quando receberá o Brooklyn Nets em seu Staples Center. Já o Celtics terá pouco tempo para arrumar a casa e já volta a jogar neste sábado (22), contra o Sacramento Kings, em seu penúltimo duelo na série contra equipes da conferência Oeste.

O jogo

Como todo grande clássico que se preza, Celtics e Lakers iniciaram o duelo em Los Angeles com todo o gás. Enquanto os mandantes apostavam em Pau Gasol, surpresa de última hora na escalação, os Alviverdes contaram com a mão precisa de Jeff Green, responsável pelos primeiros 11 pontos da equipe na partida. Além do camisa 8, o Celtics contou com a liderança de Rajon Rondo para fazer uma boa atuação na quadra de ataque e vencer por 28 a 19.

Apesar do bom final de Q1 celta, o Lakers entrou no segundo período mais atento e teve na dupla de reservas Kaman / Bazemore os seus principais destaques. Diante da reação do rival, Brad Stevens retornou com alguns titulares, que pontuaram bem e não permitiram que o time de Los Angeles chegasse ao empate. Apesar do erro de Rondo no último lance, os celtas foram para o intervalo com a vantagem.

O intervalo não reduziu a vontade de vencer das duas franquias, que voltaram para o terceiro período pontuando bem e dispostos a realizar seu melhor jogo. Mais organizado em quadra, o Celtics teve em Brandon Bass o seu líder neste período: com 10 pontos e cinco rebotes, o ala-pivô foi importantíssimo para que o time verde abrisse uma boa diferença para o período final.

Com um quinteto praticamente reserva, exceto pela presença de Jeff Green, o Celtics foi para os 12 minutos finais com uma boa vantagem, maior organização e na expectativa de definir o jogo. Porém, brilhou a estrela de um velho conhecido: MarShon Brooks. Ex-atleta do Celtics, o ala-armador apareceu bem com oito pontos em três minutos, o suficiente para empatar a partida e incendiar o Staples Center. Assustado, o Celtics parou de jogar e viu uma atuação impecável do rival, que abriu vantagem e tomou conta do jogo. Bass e Rondo, destaques celtas, foram insistentes na reação, mas não deu: com expressivos 38 a 18 no período, o Lakers terminou o jogo com uma importante vitória e confirmou uma temporada sem derrotas diante do maior rival.

Destaques do Lakers

Chris Kaman (16 pontos e oito rebotes)

Pau Gasol (16 pontos e sete rebotes)

Jordan Hill (10 pontos, 12 rebotes e três tocos / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Jeff Green (21 pontos e três rebotes)

Brandon Bass (20 pontos e oito rebotes)

Jared Sullinger (12 pontos e 12 rebotes / duplo-duplo)