Muito barulho por nada: Boston Celtics mantém postura conservadora na Trade Deadline

Pelo segundo ano consecutivo, o Boston Celtics foi visto, por imprensa e fãs de basquete, como um dos protagonistas da Trade Deadline, encerrada às 18h (horário de Brasília) desta quinta-feira (8). A postura era natural, já que o time de Massachusetts lidera a Conferência Leste, tem a real possibilidade de retornar às Finais da NBA depois de oito anos e ainda sofre com algumas carências no elenco, com destaque para a produção da rotação na quadra de ataque. Apesar de toda a euforia, entretanto, o Celtics se segurou: insatisfeito com as propostas e pedidos de outras franquias, o general manager Danny Ainge não acertou nenhuma negociação. O único reforço anunciado oficialmente por Boston foi o pivô Greg Monroe, mas o ex-atleta do Phoenix Suns já estava apalavrado com o Alviverde desde a última sexta-feira (2).

De acordo com boa parte da imprensa esportiva dos Estados Unidos, os principais alvos do Boston Celtics na Trade Deadline eram os alas-armadores Lou Williams, do Los Angeles Clippers, e Tyreke Evans, do Memphis Grizzlies. Por questões salariais, a negociação com Williams era considerada a mais difícil, e ela foi descartada de vez quando o Clippers acertou a renovação de contrato com o ala-armador, ainda na quarta-feira (7).

Sem Lou Williams, o Boston Celtics procurou o Memphis Grizzlies para fechar uma troca por Tyreke Evans. O jornalista Alex Kennedy, do HoopsHype, afirma que o Alviverde ofereceu o ala-pivô Guerschon Yabusele e mais duas escolhas de Draft de segundo round para a franquia do Tennessee pelo ala-armador, mas o Grizzlies bateu o pé por uma escolha de primeiro round, algo que o Celtics não estava disposto a oferecer. No fim das contas, Evans permaneceu em Memphis.

Além de não ter contratado, a equipe do Boston Celtics também não sofreu baixas em seu elenco. Cotado para deixar o time verde e branco de Massachusetts, o armador Marcus Smart foi alvo de algumas franquias, mas o Celtics valorizou bastante o seu camisa 36 nas negociações, de acordo com o jornalista Shams Charania, do Yahoo! Sports.  Sem desespero para fazer qualquer tipo de acordo, Boston manteve Smart no fim da Trade Deadline.

Sem acordos na Trade Deadline, o Boston Celtics só poderá se reforçar agora com atletas sem contrato, até o dia 31 de março. O nome mais forte para reforçar o Alviverde no restante da temporada é o experiente ala Joe Johnson, que foi trocado pelo Utah Jazz e deve ser dispensado nas próximas horas pelo Sacramento Kings, mas o Celtics deve enfrentar a concorrência do Golden State Warriors, que também cogita a contratação de Johnson.

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

19 Comentários

  1. Mito Ainge já ensinou. “O melhor negócio, às vezes, é não fazer nenhum negócio”.

    Joe Johnson cairia bem na rotação.

    0

    0
  2. Marcos disse:

    Caraca, pessoal é muito exigente com a diretoria, rsrsrs
    Tirando a excelente offseason, a mais movimentada em 10 anos (Irving, Hayward, Tatum, Morris, Theis, Baynes e todas as perebas indo embora), a trade deadline do meio da temporada foi ótima.

    Pessoal, o Ainge trouxe o Monroe que, certamente, ė muito mais jogador que os clarksons da vida que foram para os Cavs.

    Manter o Smart também foi um bom negócio, é provável que a coisa toda não passou de uma armação maquiavélica do Ainge para mostrar pro empresário do Smart que o valor de mercado do cara é bem abaixo do que eles pensam.

    Quero ver a engenharia financeira para manter o grupo junto por 5 anos.

    Obs.: O jogo de ontem teve uma jogada emblemática na comparação com o time do ano passado.
    O Brown conseguiu um steal e saiu no fast break (thomas-bradley-crowder também conseguiam essa parte), deu um drible behind the back no único marcador (essa parte só o Thomas conseguia) e foi pra socada espetacular (essa parte era sempre toco, especialmente no Avery).
    Time está maduro e com Morris, Baynes, Theis e Monroe o Brad Stevens não precisa mais ficar toda hora no small ball com 3 armadores.

    Vamos desfrutar do celta favorito, galera!

    Abs verdes

    21

    0
  3. Isso pra mim tem cara de Hayward voltando em breve. E daí o Tyreke ou o Lou ficariam redundantes mesmo.

    5

    0
  4. R Tsunami Green disse:

    Tá baum pra car….!
    Monroe foi um puta achado
    Vamos com tudo!
    ☘️

    2

    0
  5. Francisco disse:

    Acho q uma escolha de fim de primeira rodada q provavelmente virá um yabusele da vida não seria muito pelo Evans não.
    yabusele + yabusele da vida pelo Evans seria sim um bom negócio. Mas o Ainge quer sempre assaltar a franquia adversaria….

    2

    4
  6. drakes disse:

    A questão do que Celtics oferece sempre as primeiras notícias são que vetou este ou aquele jogador, e depois descobre que não é bem assim, uma notícia do Sixers diz que eles queriam Saric + pick, afinal depois da renovação do Lou pela Clippers,os times perceberam que não tem ninguém com cap suficiente para fazer loucuras com jogadores médios, por isso é bem provável que eles quiseram reter o Tykere.

    O Celtics entrou para conseguir dois jogadores, um big e um ala, conseguiu o Monroe que já melhora o banco, apesar da janela ter aumentado dando mais chances para os técnicos treinarem, ano passado o impacto do all star break e assinaturas de buy out foi pequeno, principal parece ser esperança de um jogador que não está bem, voltar a produzir.

    Raptors e GSW começaram o dia como favoritos as finais e continuaram, assim como o Rockets e o Celtics para enfrentá-los. O grande reforço nesse fechamento da janela de reforços seria o retorno do Hayward, um all-star, até para começar a ligar a química do time para as próximas temporadas,

    1

    0
  7. Samucarj disse:

    Engraçado parece que o Toronto trouxe o Lebron, Kobe, PG pq os caras viraram favoritos de um dia pra outro….

    Eles tem uma boa dupla, na minha opinião somos mehores no geral.

    Permos um jogo pra eles pq o time todo jogou mal o que acontece, mas daí dizer que os caras são favoritos pra um final é exagero….

    13

    0
    • drakes disse:

      Faz tempo que eles (Toronto) são os favoritos, só ler qualquer site que tenha prognóstico: 538, espn bpi, basket-reference que são os três mais conhecidos, são o time do leste a estar no top 10 de eficiência nos dois lados da quadra, normalmente o campeão sai desse seleto grupo de qualidade. Celtics tem boas chances, favoritíssimo a fazer a final do leste com o Raptors e boas chances de chegar a final.

      Tem três fatores fazem-me acreditar que o Celtics está abaixo do seu potencial de playoffs: Hayward, as contusões constantes no elenco, e Monroe/FA que pode chegar; portanto em uma fotografia de momento não brigo contra os algorítmicos, Raptors é favorito, mas quando começar os playoffs o momento pode ser nosso.

      3

      1
  8. Everton disse:

    Já critiquei bastante o Smart. Mas gostei muito que ele ficou no time.
    Ele é fundamental quando jogamos contra equipes que tenham perímetro forte. (Como Warriors, Rockets, Raptors, Thunder…)
    E nos playoffs tenho certeza que Stevens vai proibi-lo de arremessar antes dos 20 segundos no relógio.
    Todo time campeão tem um jogador especialista em defesa. Iguodala já ganhou até MVP de finais por isso.
    Ainda bem que não perdemos nosso “cão de guarda”. Vai ser importantíssimo nas finais do Leste e nas finais da NBA.

    10

    1
  9. Lucas Oliveira disse:

    Com o Monroe no time o Stevens terá muito mais liberdade e opções para alterar o time e manter uma segunda unidade forte.
    E a opção de tirar um dos garotos (Tatum ou Brown) cedo e voltar na segunda unidade também ajuda. Sendo assim, manter a opção de um especialista em defesa como o Smart, me parece melhor do o Evans.
    Torço apenas para que ele realmente entenda o valor dele no mercado (baixo) e o valor que dão para ele em Boston (alto) e renove por um preço razoável.

    7

    0
  10. Renato disse:

    Não tem o que se questionar o trabalho do Ainge, a proposta pelo Evans foi bem justa uma escolha 16 + 2 segundas escolhas. Monroe foi uma belíssima adição e com a manutenção do Smart, o Celtics e a melhor equipe da conferência, não se iludam com boa fase do Raptors, na hora da onça beber água, eles tremem.

    Focar agora nos jogadores que vão receber Buy out. Joe Jhonson seria ótimo, Belinelli também agrega valor.

    1

    0
    • Fernando Silva disse:

      Renato, tenho a mesma sensação: Toronto é um bom time sim, mas se os Wizards tivessem completos, creio que os bateriam.

      Toronto é uma.equipe forte, equilibrada, base formada há tempos.

      Porém, creio em uma vitória nossa em 7 jogos sem.GH.

      0

      0
  11. Renato disse:

    Sabe pq Ainge segura todas essas escolhas, pq sabe que pode virar eles em um Davis ou Kawhi na próxima temporada

    4

    0
  12. Rafael disse:

    Tony Allen livre no mercado!

    Bom pro Celtics?
    O que poderia ser feito?

    0

    0
  13. Bruno Ferronato disse:

    Acredito que Ainge fez o correto. Queria muito o Evans também, mas pagar alto por alguém que nem seria certeza de permanecer no time na próxima temporada é algo que o Ainge jamais fará.
    E ele tem feito um trabalho incrível, e também acredito que nos offs Raptors dará sua caída de produção costumeira. Cavs tem um time totalmente novo, pode até melhorar a defesa mas não vejo sendo um time tão difícil assim de bater. Lebron terá que jogar mais do que nunca. Enfim, tenho total confiança de chegar nas finais com o que temos.

    0

    0

Deixe um comentário