Nets 102 x 109 Celtics

Embalado por 12 vitórias consecutivas na temporada, a maior sequência da liga no momento, o Boston Celtics viajou à Nova Iorque, onde visitou o rival de divisão Brooklyn Nets, na noite da última terça-feira, 14 de novembro. E com atuação de gala de todos os seus titulares, a equipe comandada por Brad Stevens superou a péssima contribuição do banco de reservas e uma surpreendente resistência da equipe novaiorquina para confirmar o 13º triunfo em 2017/18, pelo placar de 109 a 102.

Ausente da última vitória do Celtics sobre o Raptors, no último domingo, por conta de uma concussão e uma fratura na face, o armador Kyrie Irving retornou ao quinteto titular da equipe de Boston neste confronto ante o Brooklyn Nets, usando uma máscara protetora no rosto. Irving mostrou-se bastante incomodado com o acessório durante alguns momentos da partida, mas seguiu firme com a proteção, que aparentemente não limitou o jogo do armador: com 25 pontos em 29 minutos, Kyrie foi o cestinha da partida e liderou o Celtics ao triunfo.

Um dos pontos positivos do Celtics na temporada, o elenco de apoio não funcionou na partida. Somando os arremessos de todos os seis jogadores reservas que entraram na partida tem-se um aproveitamento alarmante de apenas 4 acertos em 26 tenativas, ou 15,4%! Os jogadores titulares, em contrapartida, tiveram um desempenho excelente: foram 35 acertos em 60 arremessos tentados, ou 58,3%. E dos titulares, apenas Kyrie Irving (40%) teve aproveitamento abaixo de 50% nos arremessos de quadra.

Desta forma, se o time titular do Celtics abria vantagem em relação ao Nets, quando os dois bancos de reservas adentravam na quadra, a equipe de Brooklyn pulverizava a diferença no placar e equilibrava a partida, com grande destaque para os reservas Joe Harris, com 19 pontos, e Caris LeVert, com 15 pontos. Com menos de 10 minutos restantes para o término do confronto, a diferença no placar era de apenas um ponto a favor de Boston. Neste momento, os titulares do Celtics foram mais uma vez acionados, e com 9 pontos de Marcus Morris, 7 de Kyrie Irving e 5 de Jayson Tatum, o quinteto titular do Celtics confirmou o triunfo sobre o rival.

Após a derrota para o Celtics, o Nets terá duas noites de descanso e só volta às quadras na próxima sexta-feira, 17 de novembro, quando recebe o Utah Jazz no Barclays Center. O Celtics, por sua vez, viaja de volta para Boston onde receberá o atual campeão da NBA, Golden State Warriors, na próxima quinta-feira, 16 de novembro, no TD Garden. Este confronto está sendo aguardado com bastante curiosidade pelos fãs da NBA, e vem sendo tachado, prematuramente, como um aperitivo do que pode vir a ser as finais desta temporada.

E não é só o fanático por NBA que está ansioso pelo confronto da próxima quinta-feira. Kyrie Irving, que mais uma vez deverá jogar mascarado contra o Warriors, declarou estar bastante ávido por enfrentar o atual campeão da liga: “É definitivamente uma sequência incrível (de vitórias) em que estamos, e agora vem todo o frenesi da mídia sobre quando será o fim da sequência, e o que acontecerá na quinta-feira com o Golden State Warriors chegando a Boston. Então, estou ansioso por toda essa comoção.”

 

Estatísticas da Partida

Brooklyn Nets (5-9)

Boston Celtics (13-2)

 

Melhores Momentos

Fábio Malet
Fábio Malet

Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Green Bay Packers, e por conta da afinidade com Boston, tornou-se fã de Bruins e Red Sox.

9 Comentários

  1. PHABIO PASSOS disse:

    NOSSO PODIA SER MAIS E TRANQUILA, SE NOSSA NÃO DORMISSE NO JOGO, PODIA ATE DESCANSAR ALGUNS JOGADORES.MAS BRAD CONTINUA NA TEIMOSIA DE COLOCAR UMA ANTA, UMA AMEBA E COLOCAR O JUMENTO DO SMART, NA ARMAÇÃO, ONDE TEM ROZIER E LARKIN ARMANDO MELHOR QUE ELE, MAS AQUI, TEM UNS APAIXONADOS OU AMANTE DE SMART QUE SE DÓI SE FALA DELE….MAS VALEU PELA VITORIA E PELA VOLTA DE IRVING A EQUIPE…..VAMOS CELTICS…

    2

    18
    • Bruno disse:

      Deveríamos ter pego o Chris Paul para ser o reserva do Irving, não acha?
      Que o Smart é limitado e as vezes mais atrapalha do ajuda todo mundo já sabe, mas ele tá evoluindo bastante, não sei o que vc esperava dele…. Ta surtando com essa caixa alta? O que dói mesmo é ler comentários construtivos que nem o seu. Tá louco.

      13

      2
    • Marco Ferreira disse:

      Phabio eu entendo sua dor com o Smart, eu tinha esse mesmo sentimento com o Sueco na temporada passada.

      Mas a nossa base de comparação este ano está um pouco elevada, temos um time bem montado e que está se entrosando a cada jogo, Smart não é e não acredito que será um All Star um dia, mas toda equipe vencedora precisa também dos “Cabeças de Bagres”.

      Existe jogos que a marcação em nossas estrelas vão ser impecáveis e que nada vai estar dando certo, ai você coloca o Smart e ele rouba umas duas bolas, briga por rebotes, mata umas 2 bolas de 3 (mesmo errando umas 10), incomoda os adversários e pronto, ele arrumas umas 8 assistências no jogo e traz nossas estrelas de volta para pontuar. Isso já ocorreu nesta temporada.

      Todo jogador no nosso elenco tem uma particularidade que pode em algum momento mudar a história de um jogo. Já tivemos jogo com o Baynes destruindo, no último jogo foi o Morris, O Larkin veio completamente desacreditado pelo torcedor e já salvou nossa equipe em uma partida, Brown também já teve seu jogo e o Rozier vem ajudando muito em alguns jogos. Poder de marcação, bolas ofensivas, arremessos de longa distância, dribles e infiltrações, raça, rebotes ofensivos e defensivos, bloqueios, marcações apertadas para dificultar arremessos, experiência em jogos difíceis e em playoffs, tudo isso nos temos em uma variada gama de jogadores jovens que podem e vão evoluir muito.

      Stevens está apenas testando algumas formações e realmente é hora disso! Smart na armação não está dando muito certo, mas se na frente for preciso precisamos entender qual rotação será mais adequada para não perdermos muito com ele jogando assim. É o que o Stevens vem testando.

      Do mais somos todos torcedores Celtas e acredito que qualquer divergência de opinião deve ser aceita. Olha só em alguns meses atrás começamos uma discussão sobre Draft, 1º Escolha e 95% das pessoas do site queriam o Fultz como melhor opção, me lembro que eu e o Sander (que inclusive está meio sumido do site) cogitamos a ideia do Tatum, bom eu apenas cogitei mesmo, mas depois acatei o Fultz como melhor opção, Sander insistia com Tatum mesmo com todos “contra” a opinião dele. Resumindo… Ainge trocou a primeira pela terceira escolha, draftamos o Tatum e já li em alguns posts que o Ainge foi um gênio com essa troca (Méritos ao Sander também que insistiu com essa escolha). Opiniões diferentes, amor imenso ao Celtic’s e todos remando para o mesmo lado, é isso que precisamos…

      Let’s Go Celtic’s…

      19

      0
      • Sander disse:

        Fala ae Marcos…blz??

        Eu entro todos os dias no site, mas fico com preguiça de escrever. Kkkkkkkkkk

        Realmente foi verdade, quando eu falei que o Tatum era uma escolha mais seguro do que o Fultz, fui negativado em massa. Kkkkkkkkkk
        Mas ele é muito maduro pela idade dele, fora o tamanho dos braços que o facilitam na hora de fazer bandejas e na hora de contestar arremesso. O Fultz tem tudo para ser craque, mas achar um PG bom é bem mais fácil do que conseguir um SF/PF com um potencial igual odo Tatum. Todos diziam que nosso maior problema era o garrafão ( concordo plenamente), mas tínhamos outro grande problema na posição 3: O Crowder por mais esforçado que for, ele é bastante limitado, e na temporada passada não defendeu nada, fora que não tínhamos um reserva para ele. Hoje vejo o Ojeleye com um potencial bem maior que o Crowder e no momento já contribuindo tanto quanto o próprio.
        Se pegarmos um C jovem (Okafor, eu falo de vc) na minha humilde opinião teremos um dos, se não o melhor núcleo jovem da liga, pq diferente das outras franquias, nosso coach é um gênio.

        Irving, Brown, Tatum, Ojeleye, Rozier, Smart, Okafor ( se vier), Yabusele ( tem muito potencial), Nader ( pode contribuir bastante). Fora o Gordon Hayward que só tem 27.

        Vlw pela lembrança mano!!

        Abço

        Verdes

        2

        0
  2. Marcelo Signori disse:

    Acho que o Smart deixou a desejar somente nesse jogo, mas o banco todo deixou. Em vários jogos teve contribuição importante.

    6

    0
  3. drakes disse:

    – O banco foi péssimo contra o nets e o Irving em termos de aproveitamento, Kyrie tem bons números por que ele craque e a % de bola de mãos foi alta, mas estava irritado com a máscara que atrapalhou o desempenho. Em termos de qualidade vencemos por uma grande dos outros quatro que começaram o jogo.

    – O Smart é um caso para ser estudado, sempre que começa a render no ataque em termos de tiros, se machuca ele tem jeito de ser um contribuidor importante para defesa, na armação, mas não nos tiros, além de parecer ser uma influência positiva no elenco. Existe um artigo no nbamath, marcus-smart-is-one-of-the-nbas-most-misunderstood-players que discute o impacto dele com vídeos (o texto é inglês).

    – Um ponto que melhorou muito foram os rebotes do Celtics, saiu dos patamares mais baixos para segundo melhor da atual temporada, isso dá segurança para impedir pontos que tomávamos de segunda tentativas.

    0

    0
  4. Celso Cachali Jr disse:

    Smart esta deixando a desejar a muito tempo. Ele tem feito muita atrapalhada é afobado de mais e sempre faz falta com cesta dando 3 pontos para o adversário, não acredito mais no seu basquete. eu sempre fui muito fan dele pela integra dele… Mas este ano ele ta de mais, mais erros que acerto.correndo em momentos que tem que segurar a bola e atrasado na marcação.

    4

    1

Deixe um comentário