Prévia – Atlanta Hawks (3-12) x Boston Celtics (14-2)

Atlanta Hakws

Embalado pela espetacular vitória sobre o atual campeão Golden State Warriors, a 14ª consecutiva na temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics inicia, na noite deste sábado (18), uma série de três partidas como visitante. O primeiro desses compromissos será contra o Atlanta Hawks, dono da pior campanha da Conferência Leste, em duelo que começa às 22h30 (horário de Brasília) e será disputado na Philips Arena. Será o segundo jogo entre Hawks e Celtics nesta edição da liga: no dia 6 de novembro, também em Atlanta, a franquia verde e branca encontrou dificuldades, mas bateu os donos da casa por 110 a 107.

O Boston Celtics chega a Atlanta em um clima de pura e natural euforia. Com o triunfo em um jogo de tirar o fôlego contra o Golden State Warriors, o Alviverde completou 14 partidas de invencibilidade, permaneceu com a melhor campanha da temporada, abriu três jogos de vantagem na liderança da Conferência Leste e se consolidou como melhor defesa do torneio. Números incríveis, ainda mais se considerarmos as várias mudanças no elenco celta para 2017/2018 e a ausência do ala Gordon Hayward, que se recupera de uma grave lesão no tornozelo esquerdo.

A fase do Boston Celtics é espetacular, mas agora o desafio é se manter no topo, e a missão não será das mais fáceis: além de jogar três partidas fora de casa, a equipe celta terá que lidar com o desgaste físico que deve aparecer no meio dessas viagens e com a empolgação dos adversários, dispostos a estragar o clima festivo do líder da temporada. Mesmo na lanterna do Leste, o Hawks tem o segundo melhor aproveitamento em arremessos de três pontos (40,1%), vendeu caro o tropeço no primeiro jogo diante do Celtics e foi um dos raros times a marcar mais de 100 pontos em um duelo contra a equipe verde e branca.

Diante do Atlanta Hawks, o técnico Brad Stevens deve escalar o Boston Celtics com o mesmo quinteto titular da vitória sobre o Golden State Warriors, com Marcus Morris formando dupla de garrafão com Al Horford. Sem queixas sobre seus titulares, Stevens espera uma melhora da rotação na quadra de ataque, já que o banco celta fez apenas 12 pontos diante do Warriors. Principais peças da rotação, os armadores Marcus Smart e Terry Rozier fizeram uma partida bem abaixo das expectativas: a dupla acertou apenas um arremesso em 12 tentativas e contribuiu com apenas seis pontos, cinco deles de Rozier.

Em processo de reconstrução, depois de marcar presença nos playoffs da Conferência Leste por 10 temporadas consecutivas, o Atlanta Hawks sofreu três derrotas fora de casa após o tropeço contra o Boston Celtics, mas se recuperou com estilo e venceu o Sacramento Kings por 46 pontos de diferença, recorde da franquia. O resultado animou o Hawks, que aposta na força de sua artilharia especialista em três pontos e no apoio da torcida para encerrar a série invicta celta.

O técnico Mike Budenholzer não deve fazer mudanças radicais na equipe do Atlanta Hawks: mesmo reclamando de dores nas costas, o ala-pivô Luke Babbitt deve atuar normalmente contra o Boston Celtics. No quinteto titular, os destaques são o armador alemão Dennis Schroder e o pivô Dewayne Dedmon, que fez 20 pontos, pegou 14 rebotes e distribuiu cinco assistências em apenas 24 minutos contra o Sacramento Kings. Já na rotação, as principais peças são o ala-pivô turco Ersan Ilyasova e o pivô calouro John Collins.

FICHA TÉCNICA

Local: Philips Arena (Atlanta, GA)

Horário (de Brasília): 22h30

Transmissão: NBA League Pass

ATLANTA HAWKS: Dennis Schroder, Kent Bazemore, Taurean Prince, Luke Babbitt e Dewayne Dedmon. Treinador: Mike Budenholzer

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Marcus Morris e Al Horford. Treinador: Brad Stevens

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

17 Comentários

  1. Christiano Costa Novo disse:

    Nestes jogos nosso maior adversário é o relaxamento natural do proprio time. Eu nem ligo pro baixo aproveitamento do nosso ataque, muito menos do nosso banco, desde que haja recompensa na defesa. Lets Go Celtics ☘.

    4

    0
    • Heitor disse:

      Defesa ganha campeonato haha

      0

      0
      • Tiago Oliveira disse:

        Defesa ganha campeonato “,” se o ataque não for bom, vai ter partidas que a bola do adversário vai começar a cair e não tem defesa que sustente. A frase ficaria melhor para mim: “Ganhar um campeonato começa pela defesa”, hoje torcer para que Smart melhore no ataque ou que passe mais as bolas sem inventar. Let’s go Celtics!! Primeira temporada que assisto do início todas as partidas do Celtics, dando orgulho.

        7

        0
  2. GENERIO JUNIOR disse:

    Sou torcedor Celta … Mas estes jogo é o típico jogo que pode dar ruim… Nosso time vem embalado e pode relaxar… Já o Atlanta vem babando pra cima ….
    Go Celtics.

    2

    0
  3. SERGIO disse:

    BOSTON 116 X 91 ATLANTA

    0

    0
  4. Esse é um jogo importante , pois é a pós uma vitória fantástica , então vai ter um relaxamento natural. Acho normal o Boston perder hoje. Mas vamos ver né .

    0

    0
  5. Marcos disse:

    O time é jovem e nunca ganhou nada, está com “fome”.
    Não acredito em relaxamento hoje, vamos passar o TRATOR em Atlanta!

    []s verdes

    5

    0
  6. Sander disse:

    A garotada quer mostrar serviço, por isso não acredito em relaxamento.

    2

    1
  7. Tiago Oliveira disse:

    Que 1/4 horroroso, defesa péssima e ataque errando muito, isso que tenho medo, quase sempre estamos tendo que buscar o placar, a equipe entra desatenta no início só acorda no 2T.

    1

    0
  8. Jaylen vai ser all star temporada que vem já

    5

    0
  9. Chiovato disse:

    Brown não tem o teto elevado do Tatum, porém mostra uma disciplina, profissionalismo, atleticismo e vontade de vencer na vida enorme!!!! Que baita jogador será e já é! Vemos diversos prospectos que acomodam ou aceitam uma posição inferior, mas Brown mostra uma entrega gigantesca, mostra que quer vencer seja na técnica, seja na vontade!! Muito bom um atleta assim no elenco, isso chama o time pra jogos que talvez se tornem complicados!

    Jogo bom do quinteto principal, muita entrega do time de modo geral… e muito bom Irving e Brown sendo tão assertivos no jogo!!!! Desenvolvimento muito bom de Tatum em pouco tempo e Brown mostrando que pode mais a cada jogo…. dá prazer ver esses caras jogarem pelo Celtics!!!

    *jogar mal uma hora jogarão, mas me orgulho de ser celta e torcer pelo clube e esses caras, especialmente os que sangram verde e compreendem o quão é preciso deixar tudo em quadra por esse clube!

    9

    0
    • drakes disse:

      O teto do Jaylen Brown logo vai precisar ser revisto para cima ou já começar a pensar ele como uma realidade já que está acima do que se pensava quando ele veio, essa temporada dele está muito melhor de outros que ele comparado como versão piorada em suas respectivas temporadas, citando butler e stephen jackson, ele ainda é pior apenas em lance livre e assistências, vem sendo um jogador muito mais impactante que os dois nas respectivas segunda temporadas.

      A impressão que eu tenho que ele é uma versão maior do Avery Bradley, talvez essa seja a melhor comparação até pelo treino de desenvolvimento dos dois, mas me parece que logo vamos esquecer e começar a pensar identidade de calouros com ele.

      8

      0
  10. drakes disse:

    O Hawks merece ser citado a reconstrução deles pode ser mais rápida que muitos acreditavam, Dennis Schroder, Collins ainda tem para completar o T. Prince. Próximo draft terão outras 3 picks na primeira rodada, uma top 3 (a própria) e duas no final (houston e Minnessota) e uma segunda rodada.

    O cap será de $68,414,404 + uns $4,3000,000 de contratos mortos e “importante” para renovar só o Luke Babbitt, mesmo não conseguindo um all-star pode encontrar jogadores melhores dos que tem agora para completar o elenco.

    5

    0
    • Marcos disse:

      E Atlanta ainda tem o coach Bud e seu staff que são muito bons.
      O garoto que veio do draft, Collins, é muito bom dentro da área pintada e vai pra dunk com coragem (ontem foram 1 no Horford e 1 no Baynes).
      Acho que estão em uma posição um pouco melhor que SAC e os próprios Fakers para o rebuild.

      Sobre os nossos:
      – Brad outcoached outro grande treinador (Pop, Kerr e Bud 2x no bolso).
      – Kyrie deve começar a se soltar mais. Com 30 ppg é candidato a MVP fácil.
      – J. Brown é o futuro da posição 2: altura, atleticismo e defesa horiz. e vertical (Ben Simmons vem na mesma trilha).
      – J. Tatum com duas grandes jogadas. Uma dunk que fez pegando rebote e vindo de costa a costa. Espetacular. Ainda sinto que o time ainda tem um pouco de receio de passar a bola para ele finalizar. Especialmente os da segunda unidade, com Smart e Rozier, que também brigam por protagonismo.

      []s verdes,

      4

      0
      • Tatum arremessa 48% na temporada, incluindo em bola de 3, e arremessa menos bolas que Rozier e Smart, que tem 32% de aproveitamento do juntos… realmente

        Talvez a solução seja deixar ele mais tempo em quadra com os titulares e não tirar ele rapidamente pra colocar o Smart igual o Stevens faz na maioria das vezes, e deixar mais tempo o Morris com os reservas e não ele… Morris junto com os reservas foi mto bem naquele 2 tempo contra o Nets

        1

        0
  11. JailtonSV disse:

    O Celtics parece brincar de correr atrás de vantagens, mas com 15 vitórias seguidas, fica difícil falar de aspectos negativos.

    Horford e Irving serão all stars nessa temporada. Se a defesa continuar nesse ritmo, teremos uns 3 jogadores nos times ideais de defesa.

    1

    0

Deixe um comentário