Prévia – Boston Celtics (18-4) x Philadelphia 76ers (12-8)

Philadelphia 76ers ( Sixers )

Dando continuidade a uma sequência de cinco partidas como mandante na temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics enfrenta, na noite desta quinta-feira (30), o Philadelphia 76ers, em um dos maiores clássicos da Divisão do Atlântico. Enquanto o time verde e branco de Massachusetts quer se recuperar da derrota para o Detroit Pistons, a franquia da Pennsylvania luta para se aproximar dos líderes da Conferência Leste. A partida entre Celtics e 76ers começa às 22h30 (horário de Brasília) e será disputada no TD Garden.

Com 18 vitórias nesta edição da liga, o Boston Celtics continua isolado na liderança da Conferência Leste, mas não pode se acomodar com essa vantagem. Afinal de contas, Detroit Pistons e Cleveland Cavaliers vivem bons momentos na competição e ameaçam encostar de vez no Alviverde. Diante desse cenário, o Celtics espera aproveitar essa sequência em casa para conquistar vitórias, manter essa folga na primeira posição e corrigir alguns erros, pensando na continuidade da temporada.

Contra o Philadelphia 76ers, o técnico Brad Stevens não deve fazer mudanças radicais no quinteto do Boston Celtics. Apesar de fazer vários testes no garrafão celta, Stevens deve encarar a franquia da Filadélfia com a dupla considerada titular: Marcus Morris e Al Horford. A única baixa é o ala Gordon Hayward, que ainda se recupera de uma grave fratura no tornozelo esquerdo e só volta a jogar em 2018.

O Philadelphia 76ers, por sua vez, está finalmente colhendo os frutos de seu “processo” e voltando a ser um time competitivo na Conferência Leste. Com 12 vitórias, a equipe comandada por Brett Brown está consolidada no G8 do Leste e agora quer se aproximar dos times de melhor campanha. Para encurtar o caminho, uma vitória fora de casa sobre o líder Boston Celtics é considerada fundamental pelo time da terra de Rocky Balboa.

Na partida em Boston, o treinador Brett Brown não poderá contar com o armador Markelle Fultz, que sofre com uma lesão no ombro direito, e com o ala-armador Nik Stauskas, em recuperação de uma torção no tornozelo direito. O pivô Joel Embiid deve ser poupado, uma vez que o 76ers enfrentou o Wizards na noite de ontem. No quinteto titular do Philadelphia 76ers, o destaque é o armador Ben Simmons, forte candidato ao prêmio de calouro do ano.

FICHA TÉCNICA:

Local: TD Garden (Boston, MA);

Horário (de Brasília): 22h30;

Transmissão: NBA League Pass;

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Marcus Morris e Al Horford. Treinador: Brad Stevens.

PHILADELPHIA 76ers: Ben Simmons, JJ Redick, Robert Covington, Dario Saric e Amir Johnson (Joel Embiid). Treinador: Brett Brown.

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

5 Comentários

  1. Fernando Henrique disse:

    McConnell também não joga hoje
    Simmons não estava 100% contra o Cavs, jogou ontem e hoje vem pra jogar sem seu principal reserva. Vai sofrer muito com o Brown!

    2

    0
  2. Chiovato disse:

    Li algo rápido sobre funeral de amigo(s) do Brown no sábado… sabem algo disso e se ele joga?

    No jogo, creio que Simmons forçará bastante, o que é bom pra Brown caso jogue e o marque… precisamos de exigência e um jovem como Simmons é bom pela resistência e tudo que se espera, para assim vermos Brown cada vez mais sólido… torço pra Brown fazer um jogo muito bom ofensivamente também, ao menos na sua médio e pouco mais rebotes… Creio que Tatum tem um teto elevadíssimo e que naturalmente virá, Brown já tem que focar no talento + hardworker e por isso torço pra que mate um leão por dia e melhore e seja regular como vem sendo!

    creio num 109×92 pró Celtics… mas não pode ter salto alto e descuidar… espero muito mais presença do Horford nesse jogo pra voltar nos números que tinha!

    3

    0
  3. Lucas Oliveira disse:

    Partida não foi boa considerando que não é um time dos mais fortes, estávamos em casa, eles tinham desfalques importantes e estavam em back to back… Dito isso o que importa é a vitória.
    Brown fez sua pior partida na temporada, parecia avoado e não conseguiu entrar no jogo o que explica parte do problema na partida, talvez a ficha pelo outro do amigo tenha caído ou foi apenas um jogo ruim de um novato.
    Smart e Theis muito bem do banco (Theis 8 rebotes 3 blocks em 13 min), Rozier mal e basicamente dependemos de Kyrie e Horford (que sem Embiid não teve grandes problemas) para vencer essa.

    5

    0
  4. Marco Ferreira disse:

    Ontem foi um jogo controlável, aquele que no final já sabíamos o que iria acontecer…
    Agora, temos que avaliar algumas coisas, por exemplo Brown foi muito mal no jogo ontem, ainda bem que foi no jogo certo, Horford bem, mas não serve muito de parâmetro devido ao fraco nível de garrafão e marcação do adversário. Kyrie on fire, mais de trinta pontos no jogo, porém com ele em quadra a defesa não estava funcionando direito, min/plus quase zerado. Smart distribuindo assistências e evoluindo, que bom, ele precisava mostrar algo a mais depois de uma série de jogos ruins ofensivamente (Também não serve muito de parâmetro devido a fraca marcação do adversário, mas é bom para garantir a confiança dele). Theis com números muito bons mesmo com pouco tempo em quadra…

    Celtic’s fez o que tinha que fazer para vencer, eu confesso que gostaria muito de vencer os jogos no terceiro quarto e rodar o elenco no último quarto com o Nader, Yabussele, Larkin…

    Let’s Go Celtic’s…

    5

    0
  5. Marchall disse:

    Dependemos e muito de Irving e Horford. Os outros oscilam demais, normal pela idade. A verdade é que obviamente não vamos copar esse ano.

    Em 2018 com a volta do Hayward e talvez uma contratação de impacto podemos sonhar com títulos.

    Hayward – Brown – Irving – Tatum e Davis

    Acho que ai da pra sonhar..
    Considerando que Rozier, Theis e Morris continuem no banco!

    1

    4

Deixe um comentário