Prévia – Charlotte Hornets (12-21) x Boston Celtics (27-10)

Charlotte Hornets

Equipe que mais entrou em quadra até agora na temporada 2017/2018 da NBA, com 37 partidas em pouco mais de dois meses, o Boston Celtics inicia, na noite desta quarta-feira (27), mais um cansativo back-to-back nesta edição da liga. Pressionado por três tropeços nos últimos quatro jogos que disputou, o time verde e branco de Massachusetts busca uma recuperação diante do Charlotte Hornets, que também atravessa um momento difícil na competição, em duelo que começa às 22h (horário de Brasília) e será disputado no Spectrum Center. Será o segundo encontro entre Hornets e Celtics em 2017/2018: no dia 10 de novembro, no TD Garden, a equipe celta venceu por 90 a 87.

Não é exagero falar que o Boston Celtics vive o seu pior momento na temporada 2017/2018 da NBA. Depois de um início de competição surpreendente e avassalador, o Alviverde caiu de produção, muito por conta do desgaste causado pela sequência de jogos, e só continua na primeira colocação da Conferência Leste porque o vice-líder Toronto Raptors foi derrotado pelo Dallas Mavericks na terça-feira (26). Diante do Hornets, o objetivo celta é manter essa liderança e o retrospecto recente contra os anfitriões: nos últimos 10 jogos contra Charlotte, a franquia de Boston conquistou nove vitórias.

Para permanecer em primeiro lugar no Leste e manter o Charlotte Hornets como um bom freguês, entretanto, o Boston Celtics terá vários problemas. Além de não contar com o ala Gordon Hayward, em recuperação de uma grave fratura no tornozelo esquerdo, o técnico Brad Stevens terá outros três desfalques: o ala Jaylen Brown, com dores no joelho direito, o ala Semi Ojeleye, que se queixou de dores nas costas, e o ala-pivô Marcus Morris, vetado por conta de uma lesão no joelho esquerdo. Diante desse cenário, o Celtics retirou temporariamente do Maine Red Claws, afiliado na NBA G-League, o ala-armador Jabari Bird, que deve reforçar a combalida rotação verde e branca.

Assim como o Boston Celtics, a equipe do Charlotte Hornets vive um momento de instabilidade na temporada 2017/2018 da NBA. Com 12 derrotas nas últimas 16 partidas, a franquia da Carolina do Norte despencou na classificação da Conferência Leste e já está a 5.5 jogos de distância do oitavo colocado Miami Heat. Enfrentar o líder do Leste a essa altura do campeonato não é uma boa para o Hornets, mas a franquia sabe que um novo tropeço dificulta ainda mais a busca por uma vaga nos playoffs, e o apoio da torcida será fundamental para buscar a vitória.

Contra o Boston Celtics, o técnico Steve Clifford terá apenas uma baixa na rotação do Charlotte Hornets: submetido a uma cirurgia no joelho esquerdo, o pivô Cody Zeller está vetado pelo Departamento Médico. No quinteto titular, os destaques do Hornets são o pivô Dwight Howard e a dupla de perímetro, formada pelo armador Kemba Walker e pelo ala-armador francês Nicolas Batum.

FICHA TÉCNICA

Local: Spectrum Center (Charlotte, NC)

Horário (de Brasília): 22h

Transmissão: NBA League Pass

CHARLOTTE HORNETS: Kemba Walker, Nicolas Batum, Michael Kidd-Gilchrist, Marvin Williams e Dwight Howard. Treinador: Steve Clifford

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Marcus Smart, Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

12 Comentários

  1. Renato disse:

    Sai Zicaaaaa, estamos sem os 4 alas por lesão, Hayward, Morris, Brown e Ojeleye pqp. Jogo duro devido aos desfalques

    2

    0
  2. phabio passos disse:

    BEM, ESPERO QUE NAO PASSAMOS VERGONHA COM ULTIMOS JOGOS…

    1

    3
  3. Fernando Silva disse:

    1. Equipe cansada.

    2. Sem alas.

    3. Desfalques no time titular e no bench.

    4. Nossos jovens deverão jogar mais tempo e com maior responsabilidade.

    Diante do cenário, só os Hornets para nos ajudar. O jogo será difícil e prevejo queda de rendimento nos quartos finais.

    2

    0
  4. Lucas Oliveira disse:

    Yabu está se saindo bem, parece estar começando a se adaptar a velocidade da NBA.
    E é bom ver o Tatum tomando iniciativa e criando os próprios arremessos, parece que nosso calouro está dando um novo passo em seu desenvolvimento.
    Problema agora é quanto mais tarde mais o cansaço fará efeito, vamos torcer para que a vantagem conquistada seja suficiente e que o aproveitamento continue alto.

    2

    0
  5. Francisco disse:

    Tradicional surra do terceiro quarto

    2

    0
  6. Francisco disse:

    Smart é o cão de ruim

    2

    2
  7. Iago Pacifico disse:

    O Tatum apesar de alguns erros de rookie, é um jogador incrível. O teto desse garoto é imensurável…

    3

    0
  8. Tom disse:

    Smart fez jogadas decisivas no fim, só não vê quem não quer. hoje gostei do larkin, jogou minutos decisivos e fez sua parte.

    6

    3
  9. Lucas Oliveira disse:

    Grande vitória pelas condições que se apresentaram e ótimo jogo do Horford. Esperava que ele tivesse problemas com o Howard, mas se saiu bem quando teve que marca-lo, se preocupou menos em passar a bola e fechou com 11 rebotes, o que não é excepcional, mas é o que eu gostaria que ele pegasse em todos os jogos.
    Tatum chamou a responsabilidade o que foi ótimo, Rozier, Larkin e Kyrie cumpriram muito bem seus papeis e após 3 tempos péssimos, um bom ultimo quarto do Smart, assistência, rebote, rebote ofensivo e uma movimentação off ball sensacional na infiltração do Horford.

    Vítoria ainda mais importante pensando que amanhã com o time neste estado físico em mais um back-to-back (que tabela ridícula) contra o Hockets a vitória será quase impossível (quase… esse time já se mostrou mais do que capaz de surpreender). Espero que ao menos o Brown tenha condições de jogar.

    3

    0
  10. Fernando Silva disse:

    Vitória importante. Gastamos a vantagem no Q3 mas vencemos o Q4.

    O Larkin é bem franzino mas tem momentos grandiosos. Volta e meia o Larkin dá sua contribuição.

    Cuca fresca, vamos juntar os cacos no departamento físico e ver o que fazermos contra os foguetes.

    3

    0
  11. Achei que jogamos pro gasto, hornets tá caindo aos pedaços e nem oferece tanta resistencia mais… parece um time morto

    queria que desse pra descansar mais os titulares pq tem back to back mas tá bom, vitória tranquila

    Rozier se jogasse igual contra o wizards e hoje todo dia seria um dos melhores reservas da NBA

    3

    0

Deixe um comentário