Prévia – Miami Heat (7-9) x Boston Celtics (16-2)

Miami Heat

O Boston Celtics vai até o sul da Flórida, mais precisamente a Miami, enfrentar o Heat, e busca fazer a sequência de 16 vitórias aumentar. A partida acontece nesta quarta-feira (24), às 22h30 no horário de Brasíia, na bonita AmericanAirlines Arena. Embalados pela ótima fase, os celtas querem a 2° vitória contra o time de Miami na temporada.

No último jogo, vitória de Boston por 96 a 90 numa partida quente e, numa quadra que não costumava dar vitórias a Kyrie Irving (7 derrotas e 0 vitórias até então), o próprio assumiu as rédeas do jogo nos minutos finais, e com uma belíssima sequência de pontos deu a vitória aos alviverdes, curiosamente na cidade onde foram gravadas as cenas de um comercial com o armador na fantasia de “Uncle Drew”. Naquele jogo, o Celtics ainda não contava com Marcus Morris.

Com a pegada de se manter no topo, Boston joga a última partida de uma sequência de 3 fora de casa: vitória contra os Hawks por 110 a 99 e contra os Mavericks na prorrogação por 110 a 102. Por outro lado, Miami vem de uma sequência irregular, alternando vitórias e derrotas e está com campanha negativa na temporada, certamente vai tentar com tudo uma vitória, pois, após a partida contra o Celtics, joga os 4 próximos confrontos fora de casa.

Para enfrentar o Heat, a base de Boston deve ser mantida. Brad Stevens deve escalar o Celtics com o mesmo grupo de titulares das últimas partidas, já que não há desfalques para a partida apesar do inevitável desgaste das viagens pelo país na maratona de jogos fora de casa e de partidas bastante suadas nos últimos dias. Stevens certamente espera uma contribuição maior do banco (nos últimos 2 jogos, apenas Rozier, Smart e Baynes pontuaram) para evitar depender excessivamente de partidas excelentes de Kyrie. O Boston Celtics vem com força quase total (exceção de Gordon Hayward) para a manutenção do momento do time e confia no início de temporada excelente de Brown, Horford, Tatum, Irving e dos outros para aumentar o tabu de 8 vitórias consecutivas sobre Miami e a corrida de 16 vitórias seguidas na NBA.

Depois do supertime composto por Dwyane Wade, LeBron James e Chris Bosh, o Miami Heat não enfrenta um processo de reconstrução: beirou os playoffs temporada passada, e, embora seja um time que não deva brigar por muitas coisas nesse ano, pode complicar a partida para os celtas. O armador Goran Dragic vem tendo boas atuações, com médias de 19 pontos e 5 assistências e o Heat terá um diferencial que não teve na primeira partida contra o Celtics nessa temporada: o pivô Hassan Whiteside. Além deles, o ala-armador Dion Waiters é um bom nome. A franquia de South Beach confia na sua dupla de armadores e no gigante Whiteside para parar Kyrie Irving e companhia. Miami tem as principais peças do seu time disponíveis e quer encerrar a série invicta dos Celtics.

Erik Spoelstra, técnico do Heat, deve formar o quinteto titular com Dragic, Waiters, Winslow, Richardson e Whiteside. Na última partida do time, o destaque vai para este último: Hassan Whiteside marcou 15 pontos e pegou 7 rebotes em apenas 22 minutos, na derrota por 120 a 95 para os Pacers. No banco, destaque para James Johnson e um ex-celta que tem o carinho de parte da torcida e ódio de outra: Kelly Olynyk. Fazendo companhia ao canadense, mas com menos relevância na rotação, outro ex-atleta de Boston: Jordan Mickey.

FICHA TÉCNICA

Local: American Airlines Arena (Miami, Flórida)

Horário (de Brasília): 22h30

Transmissão: NBA League Pass

MIAMI HEAT: Goran Dragic, Dion Waiters, Justise Winslow, Josh Richardson e Hassan Whiteside. Treinador: Erik Spoelstra.

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Marcus Morris e Al Horford. Treinador: Brad Stevens.

Leonardo Tabosa
Leonardo Tabosa

Leonardo, 18 anos, cearense de Fortaleza, estudante de Engenharia de Computação e torcedor celta e do Ceará. Fanático por basquete e futebol, torcedor celta desde 2008, na mágica temporada de título. Escrevendo para o Celtics Brasil desde 2017.

11 Comentários

  1. Renato disse:

    Jogo difícil. Horford tem que voltar a jogar em alto nível, pq se.manter a performance das 2 últimas partidas…

    4

    1
  2. O time deve estar cansado, mas vou torcer dobrado

    1

    0
  3. LUCAS disse:

    O jogo ja ta com cara daquelas grandes viradas comuns nessa sequência , so que uma hora nao vai conseguir virar

    3

    0
  4. André disse:

    Mais um jogo com Smart forçando arremessos, não aguento mais isso

    1

    0
    • Everton disse:

      Acho que sou um dos maiores críticos do Smart aqui. Mas ontem não achei que forçou arremessos. Ele foi o menos culpado pela derrota.
      Infelizmente todos estavam mal ontem. Mais uma vez um primeiro quarto que o Celtics fez só 16 pontos. E no final quando tirou a diferença Tatum perdeu uma bola sozinho no contra ataque 3 x 2, depois Brown errou passe para Horford (apesar que acho que a bola era alcançável), Horford errou dois lances livres que não poderia errar, depois cagou na marcação, e até o Irving, tomou uma finta de corpo boba e tomou uma dunk na cara. Sem falar que durante o jogo ninguém tentava pegar rebote ofensivo. O único que tentava era o Smart.
      Mas não da para estar inspirado toda noite, todos que erraram tem créditos. E acredito que foi até bom perder agora para o time se espertar mais no início dos jogos.

      1

      0
  5. Pedro disse:

    Time perdeu pq foi MUITO mal na defesa, tanto que cedeu mais de 100 pontos…
    A defesa vinha compensando o ataque, mas hoje não foi o caso. Miami sempre conta com o apito amigo em algumas jogadinhas chatas…
    Time jogou mal e apático, a não ser no 4º quarto, mas vou falar quando aquela bola do Waiters caiu eu sabia que iamos perder kkk que cagada.

    1

    0
  6. Lucas Oliveira disse:

    Horford entregou a paçoca nesse final de jogo… Dois lances livres, não conseguiu fazer box out e não fechou o Waiters na troca permitindo outra bola de 3 livre (fora o passe do Brown que foi ruim, mas me pareceu mais falta de gás do Horford para chegar do que uma bola tão ruim assim).
    Se é cansaço preocupa porque temos mais um jogo fora, mas enfim, vamos sacudir a poeira e começar uma série nova (de preferência sem arremessar 28% no primeiro tempo ou a gente infarta).

    3

    0
  7. Gustavo Rangel disse:

    Kyrie acertou 1 lance livre de 4 tentados. Isso provavelmente só vai acontecer novamente daqui umas 3 temporadas. Derrota plausível, o time demonstrou apatia e cansaço nos primeiros dois quartos de jogo, mas a equipe tem crédito e vai entrar pilhada no próximo jogo. Me avisem quando o Marcus Smart acertar mais de 40% dos arremessos de quadra numa partida. Fora isso, nada demais. Saudações Celtas

    4

    1

Deixe um comentário