Prévia – Toronto Raptors (36-16) x Boston Celtics (39-15)

Toronto Raptors

Embalado por uma série de quatro vitórias na temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics disputará, na noite desta terça-feira (6), um de seus compromissos mais importantes nesta edição da liga. Líder da Conferência Leste, o time verde e branco de Massachusetts terá pela frente o Toronto Raptors, rival da Divisão do Atlântico, que está na segunda colocação e conta com o apoio da torcida no Air Canada Centre para diminuir a vantagem celta na classificação. A partida entre Raptors e Celtics começa às 22h30 (horário de Brasília) e terá transmissão do SporTV 2 para todo o Brasil. Será o segundo encontro das duas equipes na temporada: no dia 12 de novembro, em Boston, o Celtics levou a melhor por 95 a 94.

Depois de um momento de oscilação na temporada, que quase lhe custou a liderança da Conferência Leste, o Boston Celtics fez as pazes com as boas atuações. Mesmo com vários desfalques, o Alviverde emplacou três vitórias seguidas em seu TD Garden, sendo a última delas no domingo (4), sobre o Portland Trail Blazers, com Al Horford fazendo a cesta da vitória no fim. Agora, o Celtics terá dois duelos seguidos fora de casa, e o objetivo da comissão técnica é manter a vantagem na primeira colocação do Leste. Uma vitória sobre o Raptors é fundamental, pois, além de cumprir o objetivo, aumenta a confiança do elenco para os próximos compromissos.

Para o jogo em Toronto, o técnico Brad Stevens ainda terá pelo menos três desfalques na montagem do quinteto titular e da rotação do Boston Celtics. Além do ala Gordon Hayward, que ainda se recupera de uma grave fratura no tornozelo esquerdo, os armadores Shane Larkin, com uma lesão no joelho, e Marcus Smart, em recuperação de um corte na mão, sequer viajaram para o Canadá. O armador Kyrie Irving e o ala-pivô Marcus Morris se recuperaram bem de lesões musculares, mas só terão presença confirmada poucas horas antes do confronto com o Raptors.

Eliminado pelo Cleveland Cavaliers nas semifinais do Leste em 2016/2017, o Toronto Raptors faz, novamente, um bom papel nesta edição da liga. Com 36 vitórias em 52 partidas e poucos momentos de oscilação, a franquia canadense se firmou como maior ameaça do Boston Celtics na briga pela liderança do Leste, e chega para esse clássico da Divisão do Atlântico em ótimo momento: nos últimos cinco jogos que disputou, Toronto conquistou quatro vitórias. Nesse segundo jogo contra o Alviverde na temporada, o Raptors quer aproveitar o apoio da torcida para conquistar uma vitória, se vingar do tropeço no encontro anterior e encurtar a distância para o primeiro lugar.

Em sua sétima temporada no comando do Toronto Raptors, o técnico Dwane Casey não terá problemas de lesão ou suspensão para escalar o quinteto titular que enfrentará o Boston Celtics. O ponto forte da equipe canadense é o perímetro, que conta com dois atletas convocados para o All-Star Game: o armador Kyle Lowry e o ala-armador DeMar DeRozan, cestinha do Raptors na competição.

FICHA TÉCNICA

Local: Air Canada Centre (Toronto, ON)

Horário (de Brasília): 22h30

Transmissão: SporTV 2 e NBA League Pass

TORONTO RAPTORS: Kyle Lowry, DeMar DeRozan, OG Anunoby, Serge Ibaka e Jonas Valanciunas. Treinador: Dwane Casey

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving (Terry Rozier), Jaylen Brown, Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

21 Comentários

  1. Pra cima deles verdão let’s go celtics 🔥🏀
    Rozier pode se destacar de novo, tenho certeza que sim.

    1

    0
  2. LUCAS disse:

    Celtics 104 x 97 Raptors

    Prevejo grande jogo da dupla JJ eles tem talento pra isso

    1

    0
  3. Antonio Jhennyson de Souza disse:

    Greg não joga?

    0

    0
  4. Murilo Gomes disse:

    Hoje o Rozier não pode nem pensar em jogar mal kkkk…sem o Irving a vitória passa pelas mãos dele. Com Brown e Tatum mantendo a regularidade e se o Horford jogar como na última partida, sairemos do Canadá com mais uma vitória!! (Tem que ficar de olho no DeRozan kkkk)

    0

    0
  5. Renato disse:

    Grande jogo. Irving está confirmado, Morris na hora, mas provável. Essa pode ser a final de conferência sem desrespeito ao Cavs, o Raptors é melhor que no ano passado.
    Go Celtics

    3

    0
  6. R Tsunami Green disse:

    Falamos do Smart mas o kobe Morris tá foda, rs

    1

    0
  7. Sander disse:

    O Morris está matando o time. Vários arremessos forçados, errando passes idiotas.

    3

    0
  8. Só eu que não gosto desse Ojeleye?

    11

    1
  9. Nesse exato momento 27 pontos de vantagem pro Toronto. Hj tudo que eles arremessando tá caindo. Tomara que seja só uma noite inspirada deles. Celtics não tá jogando bem, porem o Toronto tá virado no Jiraya!

    1

    0
  10. Francisco disse:

    Esse ojeleye é hma vergonha. Falaram quando ele foi draftado q ele era um bom defensor, mas so vejo ele levando ponto em cima da cabeça. Bola de 3 nada. O cara só serve pra ocupar espaço, que ridiculo. Na verdade se pegarmos os drafts de segunda rodada do Celtics nos ultimos anos, não saiu absolutamente nada que preste.

    4

    1
  11. Lucas Oliveira disse:

    Péssima hora de voltar com o Kyrie e o Morris. Estão mal no ataque e terríveis na defesa.
    E o Horford é uma no cravo e outro na ferradura… Ótimo jogo em Portland para está partida medonha hoje.

    3

    0
  12. Josue simplicio disse:

    Precisamos de jogadores para o banco, Nader, gordinha número 30, não servem para os Celtics.

    0

    0
  13. Fernando Silva disse:

    Os Raptos têm uma ótima equipe. Derrota normal. A derrota em si não preocupa mas sim a atuação que foi bem abaixo do que a equipe pode produzir. Quase 40 pontos no coco em um quarto, é doído. Uma partida que a marcação do Smart fez falta.

    10

    2
  14. Marco Ferreira disse:

    Bom, lá vem eu com meu ponto de vista!

    Senti uma falta do Smart ontem, mas não pela tijoladas (por que todos, sem exceções fizerem), não pelos passes errados (vi isso varias vezes ontem), não pelo excesso de confiança (por que até o Kobe Morris jogou ontem), mas pela a garra e raça que ele dá em quadra…

    Ontem quando o Toronto abriu 10 pontos o time ficou apático, meio sem reação, já estava na cara que não teria força de reação! Nesses jogos que o Smart faz falta! Para dar um grito, uma marcação mais forte no adversário, uma jogada mais ríspida para levantar o time…

    Sim, continuo fã do Smart e gosto muito da entrega dele em quadra, infelizmente não temos outro jogador no time com essas características e temos jogos que precisamos disso, dessa loucura!

    O ciclo do Smart em Boston já esta com os dias contados, mas precisamos dele ainda nesta temporada para chegarmos as finais, temos hoje no elenco todo o tipo de jogador (de All Star a carregadores de piano) e com isso podemos virar jogos, surpreender adversários e se não for na técnica ou na habilidade, que seja na vontade e na raça que hoje só vejo no Smart essas qualidades…

    Let’s Go Celtics…

    6

    2
  15. Marchall disse:

    -Yabusele, Ojeleye, Nader e Baynes fazem o que nesse time? Defensores do Baynes, não ele não é bom. Seria bom se fossemos um Charlotte Hornets da vida!

    -Horford? É um ótimo jogador, só que todos estão cansados de saber que o físico dele está pedindo arrego.

    -Irving? Nosso maestro não estava bem fisicamente ainda. Por que jogou?

    Do resto são apenas bons jogadores que oscilam. Brown – Tatum – Morris

    Conclusão: Passou da hora de trocar o Smart por Evans + pick. Torcer para o Hayward voltar a tempo dos playoffs!

    E o Greg vai estreiar quando?

    2

    8
    • Marco Ferreira disse:

      Marchall, não podemos julgar os jogadores por uma ou outra partida.

      Brown e Tatum são garotos e estão em fase de desenvolvimento, assim como Nader, Ojeleye e Yabussele. Temos que ter paciência e aproveitar a oportunidade, já que nossa conferência está mais fraca e dar minutos para esses garotos desenvolverem! O importante da analise deles (no meu ponto de vista) é o teto que eles podem chegar e neste caso Tatum e Brown podem ser AllStars.

      O caso do Irving até concordo se eles não estava vem fisicamente, mas será que foi isso mesmo ou o jogo dele não encaixou conforme o esperado contra o Raptors? Tem dia que a equipe adversária consegue neutralizar os principais jogadores e precisamos de alguém para assumir a responsabilidade!

      Baynes é um bom jogador sim, pode não estar nos melhores jogos da temporada e seu físico também não é mais de um jovem, porém ele vem jogando muito bem e fazendo o que é pedido para ele. Claro, ontem passei raiva com ele na maioria dos lances, mas o jogo de ontem foi uma partida ridícula de toda a equipe!

      Horford?!?!?! Bom nosso Shrek é um ótimo jogador, seu físico não é o mesmo de 10 anos atrás, mas sua liderança e suas decisões nos momentos de necessidade o transforma em um jogador muito importante para o elenco. Faz o que é pedido sem se importar se será a estrela ou apenas um mero figurante nas jogadas ou até mesmo na partida, além disso é um AllStar nesse nosso tripé que está sem o Hayward!

      Basquete é paciência e estratégia também, não dá para pensar em ganhar todos os jogos, o mais importante é que temos que aprender com os nossos erros, e isso o Brad faz muito bem!

      Corações verdes para o verdadeiro amor…
      Sempre digo, o amor é Celta!

      Let’s Go Celtics…

      12

      0
  16. JailtonSV disse:

    Foi feio. Toronto tem uma das 5 melhores defesas e um dos 5 melhores ataques, é uma equipe talentosa e muito bem organizada. Ofensivamente erramos muito, passe errado de dois metros, passes telegrafados interceptados, e querendo ou não tantos erros ofensivos acabaram resultando em domínio do Toronto. De resto, defensivamente fomos até organizados, vejo mais mérito da franquia canadense que trabalhou bem a bola e foi muito precisa nos arremessos.

    Gostaria de fazer um breve comentário sobre alguns atletas.

    Ojeleye é calouro, é pra errar mesmo, é jogador pra completar a rotação e desenvolver aos poucos. É muito forte, característica esta que ajuda na marcação (muito difícil desloca-lo com o corpo). E acerta uma ou outra bola de 3.

    Nader e Yabusele seguem raciocínio similar ao anterior, com “agravante” de que não jogam muitos minutos, logo é difícil uma análise.

    Baynes é bom, ganha “humildes” 4,3M, ao meu ver é um ótimo custo benefício. É ótimo pra marcar pivôs fortes como Drummond, Thompsom, entre outros… Agora se alguém espera Crossovers e bolas de 3, ele é o jogador errado (Tentem lembrar quando o Horford era responsável pela marcação deste tipo de jogadores, Super Double Double no TD Garden do Drummond ou as finais de conferência do ano passado).

    Horford fez somente 2 pontos??? Não tecerei críticas, pois vinha de algumas boas partidas (mas 2 pts são de chorar).

    Theis e Rozier representaram o Celtics na partida.

    ma última observação, acredito que o Irving voltou pq Stevens devia estar preocupado em enfrentar o Toronto somente com um PG e sem seu principal pontuador.

    É isso. Go Celtics, rumo às finais!!!

    8

    0

Deixe um comentário