07

maio

2017

66

Comentários

Semifinais do Leste (Jogo 4) – Washington Wizards (1-2) x Boston Celtics (2-1)

Vindo de uma enfática derrota, por 116 a 89, na última quinta-feira, 4 de maio, em sua primeira partida longe de seus domínios na semifinal da conferência Leste, ante o Washington Wizards, a equipe do Boston Celtics promete recolher os cacos deixados pelo mau desempenho na última apresentação, aproveitar o descanso de dois dias inteiros e entrar em quadra na noite deste domingo, 7 de maio, às 19h30 (horário de Brasília), focado em sair da capital americana com um match point na bagagem. Por outro lado, o Wizards joga por sua vida nesta série de pós-temporada, com objetivo de empatar o confronto, não permitindo que o Celtics tenha a oportunidade de finalizar a disputa na sua próxima partida em casa.

Relembre os duelos anteriores da série:
Jogo 1 – Celtics 123 x 111 Wizards
Jogo 2 – Celtics 129 x 119 Wizards

Jogo 3 – Wizards 116 x 89 Celtics

Após fazer cinco partidas em um curtíssimo intervalo de apenas nove dias, o Boston Celtics teve um descanso de dois dias inteiros para preparar-se para o quarto confronto da série semifinal de conferência contra o Wizards. Muitos acreditam que o Celtics tenha sofrido fisicamente no último embate contra Washington, sendo facilmente batido pela sufocante defesa comandada pelo treinador adversário, Scott Brooks. Portanto, o descanso prolongado soa como um alívio para os jogadores da equipe de Boston, que podem preparar-se de maneira mais adequada para o próximo confronto, estando muito mais próximos de suas condições físicas plenas. No entanto, o principal jogador da equipe, Isaiah Thomas, discorda desta concepção.

“Eu não posso esperar (pelo Jogo 4). Estou infeliz que tenhamos tantos dias entre os jogos. Mas eu não posso esperar. Como um competidor, eu quero jogar. Eu sinto como se fosse um jogo que devemos vencer. Queremos ir com esta mentalidade e tentar tirar vantagem desta oportunidade para voltar para casa vencendo (a série) por 3-1.”, disse Thomas, mostrando grande ansiedade para voltar à quadra contra o adversário da capital norte-americana.

Esta ansiedade demonstrada por Isaiah Thomas em sua entrevista no treinamento do Celtics, no último sábado, tem grande relação com a fraca partida dele próprio no último confronto entre as equipes. Thomas sucumbiu ante a forte marcação da equipe de Washington, que apostou em uma defesa mais física nos jogadores do Celtics, com grande sucesso. Thomas terminou a partida com apenas 13 pontos, convertendo apenas 3 de seus 8 arremessos tentados, nenhum deles para três pontos.

“Nós iremos fazer ajustes como um time. Assistirei os vídeos do jogo e farei ajustes… e verei onde posso pegá-los desmembrados.”, indicou Thomas sobre os ajustes que deverão ser feitos para melhorar a atuação da equipe em relação ao último embate.

Outra tônica da última partida foi o nervosismo de ambas as equipes. O confronto em questão terminou com um total alarmante de oito faltas técnicas, além de uma falta flagrante 2, de Kelly Oubre Jr, quando este empurrou Kelly Olynyk em um “contato contundente e injustificado”, como a própria NBA classificou o ato do jovem ala do Wizards, no segundo quarto de partida. Por conta deste ocorrido, Oubre, principal reserva da equipe de Washington, desfalcará seu time neste jogo 4, podendo voltar às quadras apenas para o quinto encontro da série.

“Temos que jogar melhor que jogamos no outro dia, não importa quem estiver nos enfrentando.”, contemporizou o treinador do Celtics, Brad Stevens, sobre a ausência do camisa 12 do Wizards. Já o ala Jae Crowder, por outro lado, usa o desfalque de Oubre como motivação extra para um melhor desempenho da equipe: “Nós temos que tirar vantagem deles estarem com um cara a menos. A segunda unidade deles estará um pouco desentrosada sem ele, então, temos que capitalizar isso.”

FICHA TÉCNICA:

Local: Verizon Center (Washington, DC)
Horário (de Brasília): 19h30
Transmissão: ESPN
Washington Wizards: John Wall, Bradley Beal, Otto Porter Jr, Markieff Morris e Marcin Gortat. Treinador: Scott Brooks.
Boston Celtics: Isaiah Thomas, Avery Bradley, Gerald Green (Marcus Smart), Jae Crowder e Al Horford. Treinador: Brad Stevens.