Thunder 94 x 101 Celtics

Na noite da última sexta-feira, em um jogo com transmissão nacional para os Estados Unidos e para o Brasil (através da ESPN), o Boston Celtics provou seu valor e mostrou que quer ir longe na temporada 2017/2018 da NBA.

Apesar de ter chegado a Oklahoma City com uma sequência de seis resultados positivos, muitos ainda estavam céticos sobre a força do maior campeão da NBA. O jogo contra o Thunder, no caldeirão que é a Chesapeake Energy Arena, portanto, foi alçado a um bom teste para o jovem elenco de Boston.

Os primeiros 24 minutos, contudo, foram bem desanimadores. Neles, vimos a equipe da casa disparar no placar sem muitas dificuldades, através de uma atuação defensiva sufocante, que permitia contra-ataques e cestas fáceis.

O Celtics, acuado, não soube responder ao bom momento do adversário. Seus dois principais jogadores – Kyrie Irving e Al Horford – erraram arremessos na etapa inicial e a equipe de Boston teve sorte de ir para o intervalo perdendo por “apenas” 18 pontos.

Na volta dos vestiários, Brad Stevens mostrou, mais uma vez, porque é tão amado pela nação celta. De cara, o treinador de Boston retirou Aron Baynes do quinteto titular e apostou no estreante Marcus Morris para começar o segundo tempo como titular.

A aposta mostrou-se válida, com o camisa 13 fazendo cestas no ataque e neutralizando Carmelo Anthony na defesa (o camisa 7 do Thunder teve uma difícil noite nos arremessos, tendo acertado apenas 3 em 17 tentativas).

Não foi apenas Anthony quem sofreu com a boa marcação celta. Os outros dois astros (Russell Westbrook e Paul George) da equipe mandante também suaram para conquistar seus pontos, visto que ambos não conseguiram 50% nos arremessos. No fim, o Big Three do Thunder combinou para 19 acertos em 57 arremessos tentados – um péssimo aproveitamento de 33%.

Outros que deram as caras, por Boston, foram seus astros, os supracitados Irving e Horford. Ambos combinaram para incríveis 26 pontos marcados no quarto período (13 para cada).

Com o resultado positivo, o Celtics assume não apenas a liderança isolada da Conferência Leste, como também o posto de melhor campanha de toda a liga.

De quebra, Boston fez história, ao ser a primeira equipe da história da NBA a sair de um 0-2 para 7-2.

Os comandados de Brad Stevens tentam dar prosseguimento à boa fase já neste Domingo, quando enfrentam o Orlando Magic, na Flórida.

O Oklahoma City Thunder, por sua vez, tentará recuperar-se na próxima segunda-feira, quando vai ao Oregon, para medir forças com o Portland Trail Blazers.

Destaques da Partida:

– Thunder:

  • Paul George: 25 pontos (9/20 FG) e 10 rebotes;
  • Russell Westbrook: 19 pontos (7/20 FG), 11 assistências, 6 rebotes e 6 desperdícios de bola; e
  • Carmelo Anthony: 10 pontos (3/17 FG) e 14 rebotes.

– Celtics:

  • Kyrie Irving: 25 pontos (10/22 FG), 6 assistências e 5 rebotes;
  • Al Horford: 20 pontos (8/10 FG e 4/4 3pt-FG), 8 rebotes e 4 assistências; e
  • Jaylen Brown: 10 pontos (3/8 FG) e 12 rebotes (primeiro duplo-duplo da carreira).

Melhores Momentos:

Boxscore:

Rômulo Portugal
Rômulo Portugal

Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

13 Comentários

  1. jean lucas dos reis brazuna disse:

    E o Tatum olha o mlk já ta mais solto, ta arriscando mais dribles, pegou os matchups mais dificeis da liga no que se refere a alas até aqui…Giannis, LeBron, e ontem pegou Paul George e Carmelo, não se intimidou, isso vai ser muito bom para o amadurecimento dele, afinal o mlk tem só 19 anos…acho que pode vir a se tornar no melhor jogador da classe…segue o jogo e Lets Go Celtics!!

    11

    0
  2. Sander disse:

    Créditos também para o Rozier e o Ojeleye. Os dois marcaram muito bem e ainda fizeram seus pontinhos.

    Obs: Que achado foi o Ojeleye.

    10

    0
    • Patrick disse:

      Concordo, Ojeleye é excepcional na defesa, marca as 5 posições e dificulta demais os FG% dos adversários, contra o kings limitou 1/7 os seus marcados, e outra coisa que me anima dele é o arremesso e as escolhas, pois ele não é afobado, só vai na boa.

      6

      0
  3. Renato disse:

    Nossa defesa está impecável, e nossa ataque bastante confiável.
    Os adversários não conseguem passar de 100 pontos, e naturalmente a genre faz essa pontuação.
    Tatum não para de impressionar, no jogo onde a marcação foi mais forte, ele veio com mais atitude, muita personalidade e talento.
    Horford está em temporada de All Star, e Irving, alegria e ousadia.
    Outro que tem de ser lembrado e o Morris, quando tiver ritmo irá ajudar muito.
    Pra fechar esse elenco precisamos de um scorer pro banco.
    Go Celtics

    3

    0
  4. Celso Cachali Jr disse:

    Quero que chegue logo a quarta feira. E ver o Irving contra ball, Brown contra Ingram.

    Sobre o jogo foi incrível o segundo tempo, Al Horford está sendo muito produtivo e tem gente ainda que o trocaria. Ele é muito bom de grupo, experiente tem ajudado muito.

    Irving começou muito mal, mas dá para ver que ele está começando a se sentir em casa jogando com o manto (sei que o jogo foi fora) mas dá para ver ele mais alegre e começando a ser mais ousado.

    Tatum e um jogador incrível o melhor desta classe sem dúvida alguma.

    Morris vai ajuda muito a equipe ele marca, ele briga… E provoca o tempo inteiro.

    Brown mesmo não acertando tudo… Na marcação tem feito um excelente trabalho mlk estava chateado com seus erros até que ele deu uma cravada e gritou de raiva… Dá para ver que ele é coração… Não gosta de perder e errar ele tem uma personalidade foda.

    Rozier, Smart e ojeleye. Foram muito bem TB… Contra o Thunder foi um teste incrível.

    Quero a quarta feira. E esperando o jogo contra o Warriors.

    2

    0
  5. Samucarj disse:

    Estamos no início da temporada, e o Tatum já está impressionando a todos. Depois de uma temporada toda, série de playoffs esse garoto vai ser um montro na próximo ano.

    É um craque nato! se continuar assim em 2/3 anos será um dos melhores na posição 3. Pode ate ajudar na 4, mas deixa o mlk jogar solto e pontuar na dele.

    Gordon H. Muita força pra vc e boa recuperçao, mas em 2018/2019 ou vc joga na 2 ou será o melhor sexto homem…. Pq a posição 3 já tem dono.

    Respeito a opinião de todos, mas essa é a minha.

    2

    2
    • Renato disse:

      Menos cara kkkkkkk. Hayward será o titular da 3, até pq Brown joga na 2. Tatum tem um baita teto realmente, mas tende a jogar na 4 com o tempo ou vir do banco como sexto homem.
      O melhor disso tudo é a flexibilidade do elenco, Tatum, Ojeleye e Tatum sao jogadores versáteis e úteis.

      5

      0
  6. Patrick disse:

    Só tem uma coisa que fica me deixa triste, os lances livres do J. Brown, pois trata-se do nosso jogador que mais vai para o lance livre e tem o menor aproveitamento da equipe:

    São 48 arremessos (lances livres) feitos e apenas 25 convertidos, percentual de 58%, em jogos fora de casa esse percentual chega a cair a 44% FT.

    Contra o Sixers, Bucks, Heat e OKC, todos jogos fora de casa, foram as piores performances do J.Brown, acredito que tenha que trabalhar mais a questão de concentração e equilíbrio, sei que se trata de um menino, mas justamente por isso que tem que ser dado esse apoio, pois acredito que por conta da falta de confiança que vá perdendo por essas investidas erradas ele acaba evitando o jogo de contato e infiltração (enterrada e bandejas) que são seu forte devido haver grande chance de ter falta nessa jogada, o que acabe repercutindo em um percentual baixo no seu FG em jogos como estes mencionado basta ver o desempenho ofensivo nestes jogos.

    Se ele estivesse convertendo uns 80%, tenho certeza que a média de ponto dele subiria muito,acredito em no mínimo em uns 21 PPG.

    Confiram o link para ratificar minhas observações em dados, não vejo só boxscrore hein?

    Fui justamente atrás dos dados porque acompanho os jogos e tava vendo essa dificuldade dele.

    https://www.basketball-reference.com/players/b/brownja02/gamelog/2018#pgl_basic::none

    1

    0
  7. Patrick disse:

    Só tem uma coisa que fica me deixa triste, os lances livres do J. Brown, pois trata-se do nosso jogador que mais vai para o lance livre e tem o menor aproveitamento da equipe:

    São 48 arremessos (lances livres) feitos e apenas 25 convertidos, percentual de 58%, em jogos fora de casa esse percentual chega a cair a 44% FT.

    Contra o Sixers, Bucks, Heat e OKC, todos jogos fora de casa, foram as piores performances do J.Brown, acredito que tenha que trabalhar mais a questão de concentração e equilíbrio, sei que se trata de um menino, mas justamente por isso que tem que ser dado esse apoio, pois acredito que por conta da falta de confiança que vá perdendo por essas investidas erradas ele acaba evitando o jogo de contato e infiltração (enterrada e bandejas) que são seu forte devido haver grande chance de ter falta nessa jogada, o que acabe repercutindo em um percentual baixo no seu FG em jogos como estes mencionado basta ver o desempenho ofensivo nestes jogos.

    Se ele estivesse convertendo uns 80%, tenho certeza que a média de ponto dele subiria muito,acredito em no mínimo em uns 21 PPG.

    8

    0
    • Renato disse:

      Me irrita também os erros de lance livre dele, mas isso é o de menos, pq tem como ele ajustar com treinamento.
      O fato dele ir com coragem pra dentro e pendurar o garrafão adversário, ajuda a prender os centers adversários no garrafão e abre a marcação de perímetro.

      1

      0
      • Patrick disse:

        Por isso que eu disse que precisa ser trabalhado, pois quando ele começa já errando esses lances livres ele para de infiltrar, pois fica com medo de levar falta e ir para o lance livre, por isso em alguns jogos ele foi instável, pois ele acaba se acanhando e começa a se esconder só aparecendo para defender e pegar rebotes defensivos, basta ver que ele fez no máximo 10 Pts nessas 04 partidas, que mencionei, em que ele teve um FT% baixo.

        Logo, tem q trabalhar isso para não atrapalhar o desenvolvimento dele.

        7

        0

Deixe um comentário