Um olhar sobre o futuro: como estão Zizic, Yabusele e Nader?

Ok, o Boston Celtics ainda está chegando na metade da temporada 2016/2017 da NBA, que ainda promete muitas emoções, não só nos próximos jogos, mas na aguardada disputa dos playoffs da Conferência Leste. Entretanto, como diria a mensagem de Natal da Globo, “o futuro já começou”, e os torcedores celtas não param de pensar nele: além do NBA Draft 2017, cuja classe está sendo muito elogiada e o Alviverde deve ter posição de destaque com a escolha do Brooklyn Nets, o planejamento para a próxima edição da liga também passa por três atletas selecionados no Draft de 2016, que estão defendendo outras equipes e são monitorados de perto pela franquia de Massachusetts. Quase sete meses após serem selecionados pelo Boston Celtics, analisamos a situação do ala-pivô Guerschon Yabusele, do pivô Ante Zizic e do ala Abdel Nader.

Guerschon Yabusele (Ala-pivô, 16ª escolha)

Recrutado pelo Boston Celtics quando ainda era jogador do Rouen, da França, Guerschon Yabusele está jogando no Shanghai Sharks, da China, onde é o principal atleta estrangeiro, ao lado do ala-armador Jimmer Fredette. Sua equipe lidera a liga chinesa, com 21 vitórias em 25 jogos.

Yabusele não está sendo titular e nem tendo um tempo ainda maior em quadra porque a liga chinesa tem regras específicas sobre a participação dos estrangeiros, mas o francês está mostrando seu valor: em 25 jogos, Yabusele tem médias de 19,6 pontos e 8,5 rebotes em 29 minutos, com 51% de aproveitamento nos arremessos e 38% de longa distância.

Na China, Guerschon Yabusele está mostrando que é um jogador muito atlético, apesar do tamanho. Na quadra de ataque, faz tudo muito bem, sabe driblar, passar, arremessar, mas ainda sofre na marcação de atletas de garrafão e alguns alas mais rápidos. Tudo indica que Yabusele terá seu espaço no Celtics para a próxima temporada, entretanto, mais um ano fora da NBA não está descartado.

Ante Zizic (Pivô, 23ª escolha)

Pivô croata de 20 anos, Zizic iniciou a temporada 2016/2017 pelo KK Cibona, de seu país natal, que disputa a Liga Adriática, mas acertou recentemente a transferência para o Darussafaka Dogus, da Turquia, que é treinado por David Blatt, ex-Cavaliers, e conta com Luke Harangody, Semih Erden e Dairis Bertans, atletas com passagens pelo Celtics. O Darrusafaka está na quinta colocação da Liga Turca e na oitava posição da Euroliga, competição com as principais equipes da Europa.

Até agora, Ante Zizic disputou apenas três partidas pelo Darussafaka, ou seja, as suas médias na temporada registram mais o seu desempenho na Croácia, mas os números não deixam de ser impressionantes. Em 27 jogos, 23 como titular, o jovem pivô tem 16,9 pontos, 7,4 rebotes e 1,2 tocos, além do excelente aproveitamento de 66,7% nos arremessos de quadra.

Reboteiro nato, que sabe como utilizar o seu corpo nas batalhas de garrafão, Ante Zizic está mostrando uma evolução impressionante na Europa. Apesar de ainda pecar um pouco na defesa, principalmente no pick-and-roll, o croata está melhorando o seu jogo ofensivo e já arrisca, com sucesso, alguns arremessos de média distância. A cada dia, Zizic mostra que tem espaço no Celtics e que pode colaborar já na próxima temporada. Mantê-lo por mais um ano na Turquia ou negociá-lo em uma troca não parece estar nos planos do Alviverde.

Abdel Nader (Ala, 58ª escolha)

Escolhido quase na última posição do NBA Draft de 2016, o ala egípcio Abdel Nader assinou, depois de uma pequena novela, com o Maine Red Claws, afiliado do Boston Celtics na Liga de Desenvolvimento da NBA (D-League). Titular absoluto, Nader teve uma lesão no ombro durante a temporada e perdeu alguns compromissos, mas rapidamente se tornou a referência ofensiva do Red Claws e já está até arriscando uma melhor distribuição de jogo, notadamente o seu ponto fraco.

Em 16 jogos pelo Red Claws, Nader registra médias de 21,3 pontos e 5,9 rebotes, com 48% de aproveitamento nos arremessos e 39% de três pontos. Não é um jogador de quem se espera muito, como Zizic e Yabusele, mas é um ala pontuador, que pode ser um reserva útil se for bem lapidado. Por ora, Nader não deve ser descartado pelo Boston Celtics, como foi o ala-pivô Ben Bentil: escolhido no Draft de 2016 e aproveitado na pré-temporada, o ex-atleta de Providence não se firmou na capital de Massachusetts e foi parar na China.

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

7 Comentários

  1. Barros disse:

    Valeu Gustavo! Não vejo a hora do Zizic jogar pelo Celtao! Vai que temos um Nikola Jokic 2. Temos que investir nos pivôs estrangeiros, várias equipes investiram e deram certo.

    0

    0
    • Gustavo Arruda disse:

      Eu é que agradeço pela audiência e pelo comentário, Barros. Continue participando dos debates aqui.

      Minha modesta opinião: Zizic e Yabusele precisam estar no elenco em 2017/2018, e não descartaria o Nader, que tem bom arremesso, mas ainda precisa de ajustes na defesa.

      0

      0
  2. Sander disse:

    Estou bastante otimista com a adição do Yabusele e principalmente do Zizic.
    Os dois serão um up em relação a Zeller, Mickey, Amir e Jerebko.
    Zizic pode até ser titular mais rapidamente.

    0

    0
  3. Rômulo Portugal disse:

    Excelente matéria, Gustavo!

    É sempre difícil acompanhar os jogadores da D-League e, especialmente, os que jogam no exterior, mas essa matéria dá uma boa noção de como estão os nossos pupilos.

    Vamos ficar na torcida!

    0

    0
  4. Francisco Machado disse:

    Zizic faz o q ninguem faz hj no Celtics. Q é trombar. Zizic absorve o contato muito bem, se choca com o adversário e continua de pé. Briga por cada rebote. Só não sei como ele iria se dar bem no jogo do Stevens, já q ele não tem arremesso. Pontua praticamente no pick and roll. Falta jogo de low post tbm. Mas como diz o texto, ele ta evoluindo.
    Yabu assusta um pouco pq lembra fisicamente, um pouco o Sully. Mas vendo ele jogango, fica claro q ele é muito mais atletico. Em termos de pontuação bao da pra levar muito wm consideração eases numeros, em vista q se bc for vê, os arremessoa de três e as enterradas são praticamente sem contestação nenhuma.
    Quanto ao faraó, espero q tenha oportunidade tbm.

    0

    0
  5. Lucas Oliveira disse:

    Bem por aí Francisco, Yabu é uma incógnita pq o nível da liga chinesa é bem inferior. As médias dele são impressionantes para um jogador de rotação, mas isso pode ser bem mentiroso.
    Vi boas jogadas de defesa dele nos highlights também, mas em highlights todo jogador parece Michael Jordan… Infelizmente não pude ver um jogo inteiro.

    Zizic é um caso um pouco diferente… Ligas mais fortes e números assustadores mesmo em comparação a jogadores que saíram destas ligas e estão hoje na NBA. Fiquei impressionado com a sua evolução física também em tão pouco tempo… Acho que acertamos em cheio nessa 21 escolha de draft e acertamos mais ainda em deixa-lo fora do time em ligas melhores que a d-league. Se o Young tivesse essa chance, talvez não tivesse se tornando um jogador tão apático.

    Nader… Honestamente não boto muita fé, justamente pelo nível pífio da d-league. Mickey estava com médias muito melhores na d-league e até agora não mostrou para o que veio na NBA (sim ele é jovem, mas a d-league no final das contas não provou nada).
    Lógico que quero ver o Nader ter uma chance, mas honestamente a NBA tem que rever a questão do draft. Se exigisse pelo menos 2 anos de universidade, o número de bons prospectos que são queimados pelo resto da carreira nos dois primeiros anos NBA, seria reduzido.

    0

    0
    • drakes disse:

      Eu só vejo, que o Nader é um “shooting scoring” e não um “volume scoring”, por isso acredito ser mais simples dele ter um papel em um time bom, já que a missão dele seria marcar e acertar algumas bolas de 3, é um jogador de rotação que falta para Celtics um cara na segunda unidade que não tenha uma %alta de volume de jogo e tenha uma boa percentagem de acerto.

      O Yabu e Zizic concordo integralmente com a analise. E sendo repetitivo, o Zizic deve ser um fator a ser analisado pela diretoria se compensa trazer algum jogador agora por ativos e diminuir o cap livre para FA.

      0

      0

Deixe um comentário