Wizards 104 x 110 Celtics

Foi com uma enorme dose de sofrimento, mas o Boston Celtics iniciou mais um back-to-back na temporada 2017/2018 com vitória e manteve a liderança isolada da Conferência Leste. Em partida disputada na noite de quinta-feira (8), na Capital One Arena, o time verde e branco de Massachusetts encontrou dificuldades diante do Washington Wizards, rival com quem protagonizou embates intensos nas últimas edições da liga, e precisou de mais cinco minutos na prorrogação para vencer por 110 a 104. Foi o quinto triunfo celta nos últimos seis jogos, e o primeiro sobre a franquia da capital dos Estados Unidos nesta edição da liga.

Protagonista das principais jogadas ofensivas do Boston Celtics, o armador Kyrie Irving foi decisivo para o triunfo verde e branco, com 28 pontos e seis assistências em 33 minutos. O principal auxiliar de Irving foi o ala-armador Jaylen Brown, que contribuiu com 18 pontos e quatro rebotes. Mais uma vez entre os reservas, o ala-pivô Marcus Morris fez 15 pontos e ainda ficou perto de um duplo-duplo, com oito rebotes. Estreante da noite, o pivô Greg Monroe atuou por 20 minutos, tempo em que marcou cinco pontos e pegou seis rebotes.

Desfalcado de John Wall, seu armador e maior ídolo, o Washington Wizards teve como destaque o ala Otto Porter Jr, que teve um ótimo aproveitamento nos arremessos e encerrou o jogo com um duplo-duplo: 27 pontos e 11 rebotes. Principal peça do perímetro na ausência de Wall, o ala-armador Bradley Beal fez 18 pontos e distribuiu nove assistências, enquanto o pivô polonês Marcin Gortat registrou um duplo-duplo, com 10 pontos e 10 rebotes.

Com a vitória na Capital One Arena, o Boston Celtics manteve a pequena vantagem sobre o Toronto Raptors na briga pela liderança da Conferência Leste. No momento, o time verde e branco tem 40 vitórias em 56 partidas e 71,4% de aproveitamento, enquanto a franquia canadense tem dois triunfos e dois jogos a menos. Já o Washington Wizards, com a segunda derrota consecutiva, foi ultrapassado pelo Milwaukee Bucks e ocupa agora a quinta posição do Leste, com 31 vitórias em 55 duelos e 56,4% de aproveitamento.

Depois de vencer o Washington Wizards, a equipe do Boston Celtics terá poucas horas para descansar, pois já entra em quadra novamente na noite desta sexta-feira (9), às 22h30 (horário de Brasília), para enfrentar o Indiana Pacers, no primeiro dos três duelos consecutivos que terá ao lado de sua torcida, no TD Garden. O Wizards, por sua vez, inicia uma série de três partidas seguidas fora de casa neste sábado (10), contra o Chicago Bulls, no United Center.

Destaques do Wizards

Otto Porter Jr (27 pontos e 11 rebotes / duplo-duplo)

Bradley Beal (18 pontos, nove assistências e cinco rebotes)

Marcin Gortat (10 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Kyrie Irving (28 pontos, seis assistências e cinco rebotes)

Jaylen Brown (18 pontos e quatro rebotes)

Marcus Morris (15 pontos e oito rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

7 Comentários

  1. Lucas Oliveira disse:

    Bom jogo, poderíamos ter ganho sem maiores problemas no tempo normal, mas o Kyrie está claramente fora de ritmo ainda e o Tatum fez um dos piores jogos dele na temporada, cada vez que ele recebia a bola, algum desastre acontecia.

    Por outro lado fiquei muito feliz com a estreia do Monroe e a perspectiva de ter uma segunda unidade com Monroe, Theis, Morris, Tatum/Smart e Rozier.

    E também muito feliz com a nova postura do Brown! Não sei se foi pedido do Stevens, mas está claramente forçando ele a ultrapassar a rookie wall, fazendo ele não só conduzir a bola, como a procurar fazer assistências. Claro que erros vão acontecer, mas quando ele desenvolver esse potencial se tornará um jogador completo.

    8

    0
  2. Everton disse:

    O time estava com 10 pontos de vantagem no quarto quarto e vacilou… Irving salvou nos lances livres (esse cara tem gelo nas veias).
    Gostei bastante do Greg Monroe. No ataque já deu pra ver que ele é melhor que Baynes e Theis. E na defesa ele da umas dormidas, mas demonstrou esforço ontem… Mas Stevens faz todo mundo jogar bem na defesa, então logo ele melhora. Grande reforço, e quando ele pegar ritmo de jogo, pra mim é titular.

    3

    0
  3. Francisco disse:

    Ótima partida dos irmãos Morris. Foram fundamentais na vitória do Celtão rsrsrs

    10

    1
  4. Celso Cachali Jr disse:

    A quem diga que o markieff era o mais talentoso, porém já estou achando que o marcus e superior a ele

    0

    0
  5. Sander disse:

    O Greg Monroe vem para suprir duas de nossas maiores fraquezas. O cara é uma máquina de pegar rebotes, pode não ser um bom defensor, mas tem físico para tal ( O Stevens fez o Olynyk evoluir na defesa, msm sem físico, o Monroe tem tudo para se tornar um defensor decente);
    O Arsenal ofensivo dele dentro do garrafão tbm é algo para se elogiar, visto que quando as bolas de 3 não estiverem caindo, ele pode ser uma válvula de escape para o time, chamado o jogo para o garrafão.

    0

    0

Deixe um comentário