As 10 perguntas mais estranhas feitas no Draft Combine

NBA Draft Combine é um evento anual que acontece em Chicago com o objetivo de dar uma chance para que as franquias conheçam melhor os prospectos. Durante esse evento, executivos fazem entrevistas com os atletas e procuram saber de tudo sobre a vida do jovem. Tudo mesmo. Isso às vezes pode fazer com que a entrevista fique tensa, ou engraçada. O caso mais notável do Combine desse ano foi o do armador de Kansas Frank Mason III que disse que uma equipe perguntou como ele prefere morrer.

“Isso foi loucura”, disse Mason III na transmissão ao vivo da ESPN . “Eu disse, ‘Acho que morrer dormindo, durante à noite, porque eu não quero sofrer qualquer dor ou qualquer coisa. É melhor eu estar dormindo, ao lado dos meu filhos e da minha família”.

Enquanto essa deve ser uma das perguntas mais escuras e mórbidas já feitas no evento, todos os anos os atletas sofrem com perguntas incomuns. Algumas perguntas testam o raciocínio do jogador ou sua criatividade. Algumas tentam recolher informações sobre a vida pessoal do jogador. E outras são apenas… estranhas.

O site americano HoopsHype entrevistou alguns jogadores da NBA – dos novatos aos veteranos – sobre as perguntas mais bizarras que responderam às equipes no Combine ou durante entrevistas pessoais. Todas as perguntas a seguir são reais e foram feitas pelas equipes aos jogadores:

“Se você fosse do tamanho de um lápis e estivesse preso em um liquidificador, como você faria pra sair?”

Vários jogadores disseram que foram perguntados sobre isso. Aparentemente, esta é uma pergunta que o Google e outras empresas do Vale do Silício têm usado durante as entrevistas, e pelo menos uma equipe da NBA começou a fazê-la também. A idéia é obter uma compreensão do pensamento, criatividade, e resolução de problemas do jogador.

“Se você estivesse em um trem e percebe que o condutor morreu, o que faria?”

Um jogador respondeu: “Eu tentaria dirigir o trem!”

De que outra forma você responderia isso? “Eu tentaria ressuscitar o condutor?” “Eu veria se algum outro passageiro teve experiência de condução de trem?”

“Quantas bolas de basquete cabem nesta sala?”

Esta foi outra pergunta que vários jogadores mencionaram. Essas entrevistas preliminares entre o prospecto e os executivos normalmente ocorrem em uma grande sala de conferência do hotel. Imagina a dificuldade de calcular isso!

“Por que as tampas de bueiro são redondas?”

Na época, o jogador que foi perguntado não sabia a resposta. Após a entrevista ele entrou no Google e descobriu a resposta: uma tampa circular não pode cair através da abertura. Já uma tampa quadrada poderia.

“Você é o melhor jogador que vamos entrevistar hoje?”

Esta é uma pergunta interessante e acho que a resposta depende do jogador. Se um atleta projetado para ser escolhido no top 10 é perguntado sobre isso, a equipe está certamente esperando que ele responda “sim” e espera uma explicação por que ele sente que é o melhor. Afinal, eles querem ver a sua confiança e estão esperando que ele vá se tornar uma estrela na liga.

Mas se é um atleta de Segunda Rodada respondendo isso, um “sim” poderia sugerir que ele não conhece seu papel e poderia ter dificuldade em aceitar o banco de reservas durante grande parte da temporada. Isso basicamente permite que uma equipe entenda como um jogador se vê, e há uma linha tênue entre ter confiança e se colocar em patamares acima do que realmente ocupa. A melhor resposta para uma escolha baixa no draft é provavelmente algo como, “Espero que sim, porque eu sei quanto tempo e esforço pus para chegar até aqui. E se eu não sou o jogador mais talentoso que você entrevistará hoje, posso pelo menos garantir que eu sou o que trabalha mais duro. “As equipes costumam gostar desse tipo de resposta.

“Você pode explicar cada uma de suas tatuagens?”

Dois jogadores mencionaram que eles foram convidados a descrever o que cada uma das suas tatuagens significa. É difícil dizer a intenção da equipe nessa aqui. No entanto, certamente traz de volta lembranças ​​do proprietário do Carolina Panthers Jerry Richardson dizendo à Cam Newton durante entrevista pré-draft que eles não queriam o Quarterback com qualquer tatuagem ou piercing se fosse para Carolina.

“O que o inspetor da sua escola diria se eu lhe perguntasse sobre você?”

Não só as equipes perguntam isso, como elas muitas vezes realmente falam com os funcionários da escola para ver como o jogador agia no Ensino Médio e na faculdade. O jogador certamente vai usar seu melhor comportamento na frente de treinadores, olheiros e, claro, os executivos da NBA. Mas como ele agiu em torno do inspetor, do zelador ou do pessoal da cafeteria quando ninguém “importante” estava olhando?

“Qual é a sua erva preferida?”

Quatro jogadores disseram que foram “contemplados” com esta pergunta. Três foram convidados a nomear especificamente a sua erva favorita, enquanto o outro foi perguntado que tipo de maconha ele gostava. Um jogador disse que lhe perguntaram: “Você prefere fumar enrolado ou com um bong?” A equipe está obviamente tentando fazer o jogador admitir que faz uso de maconha.

“Que bebida você pede quando está na boate?”

Aqui eles estão tentando ver se um jogador gosta de beber e sair. (Tenha em mente que muitos dos atletas não completaram nem 21 anos de idade, idade legal para consumir álcool nos EUA, o que dá outra razão para as equipes perguntarem isso.)

Uma nota interessante sobre as perguntas de ervas e bebidas: uma fonte da liga disse que essas perguntas não são apenas para ver se o jogador consome drogas ou álcool. Às vezes, a equipe fez sua lição de casa e já sabe que o jogador fuma ou bebe regularmente. Nesse caso, eles querem ver se o jogador será honesto sobre isso. Então, a pergunta: “Qual é a sua erva preferida ?”, não é só uma maneira sorrateira de perguntar a um jogador se ele fuma, mas também é uma maneira perspicaz de ver se o jogador vai mentir sobre isso. Alguns agentes/empresários orientam seus jogadores para serem honestos quando perguntados sobre essas questões ao invés de dar o que é aparentemente a “resposta certa”, pois sabem que os executivos estão procurando honestidade.

“Você pratica sexo com preservativo?”

Este é surpreendente porque é muito pessoal. Uma fonte da liga disse que esta pergunta é feita para ver se o jogador tende a ser imprudente ou responsável.

Como você pode ver, nada é considerado “fora dos limites” quando as equipes estão entrevistando os atletas. Elas investem milhões de dólares no jogador que estão selecionando, então é preciso fazer sua devida diligência – mesmo que isso signifique fazer algumas perguntas estranhas ou desconfortáveis.

Bruno Penna
Bruno Penna
Nascido e criado no Rio de Janeiro, é formado em Administração e apaixonado por esportes. Começou a se interessar por basquete em 2005 ao assistir um monstro chamado Kevin Garnett em quadra. Se apaixonou pela história do Boston Celtics e desde então dividiu o fanatismo que antes era ocupado só com o Botafogo.

5 Comentários

  1. Tadeu disse:

    Legal, desconhecia esse tipo de processo pré-draft. O blog é muito bacana, continue assim!

    0

    0
  2. Eu ia me ferrar em quase todas essas perguntas…kkkkkk

    0

    0
  3. Carlos Henrique disse:

    Show de bola! Que matéria incrível parabéns Celtics Brasil!!!

    0

    0
  4. certeza​w disse:

    “Se você pudesse ser um animal, qual animal você seria?”. Eu tinha certeza que essa pergunta estaria na lista hehe

    0

    0

Deixe um comentário