Celtics 108 x 100 Bucks

Chegou ao fim uma sequência negativa bastante incômoda para o Boston Celtics. Depois de quatro derrotas consecutivas, incluindo duas partidas na atual temporada, o Alviverde aproveitou-se da boa pontaria de seus jogadores (11 cestas de três e 45,8% de aproveitamento) e conseguiu superar o Milwaukee Bucks por 108 a 100, na última terça-feira (3), no TD Garden.

A quebra do tabu sobre a equipe do Wisconsin foi fundamental para os planos do Celtics nesta temporada. Além de melhorar sua campanha, que é de oito vitórias em 20 partidas (aproveitamento de 40%), o time de Boston conseguiu atingir a liderança da Divisão do Atlântico, o que lhe garante na quarta colocação da Conferência Leste por causa do regulamento da NBA, que prevê uma posição melhor aos líderes de Divisão. Já o Bucks somou a sua 14ª derrota em 18 jogos e ocupa a última colocação tanto da Conferência Leste quanto de toda a liga.

Depois desta vitória, o Celtics tem agora dois dias de descanso até o próximo compromisso. A equipe celta seguirá em Boston, onde receberá o Denver Nuggets, nesta sexta-feira (6). O Milwaukee Bucks já voltou a jogar nesta quarta-feira (4), em um back-to-back, e sofreu nova derrota: 105 a 98 para o Detroit Pistons, em pleno BMO Harris Bradley Center.

O jogo

‘Moleque travesso’ nos duelos recentes contra o Celtics, o Bucks não se intimidou e pontuou logo em seus dois primeiros ataques, com Khris Middleton e O. J. Mayo. O Boston, porém, mostrou de cara que não facilitaria a vida para o seu oponente e, de cara, contou com três cestas de longa distância, o suficiente para levantar o TD Garden. Em bom momento na partida, o Celtics abriu uma rápida distância sobre o Milwaukee, com direito a uma cesta inacreditável de Avery Bradley, que acertou estando atrás da tabela, com a bola quase saindo após arremesso torto de Jared Sullinger e com os 24 segundos estourando.

Com 24 pontos em sete minutos de jogo e uma diferença que já passava dos dez pontos, o time treinado por Brad Stevens reduziu o ritmo no fim do período e viu o Bucks se aproximar. Zaza Pachulia, no segundo final, conseguiu deixar o prejuízo adversário na casa dos cinco pontos para o Q2.

No segundo período, o Milwaukee até chegou a cortar a diferença para três pontos com nova cesta de Pachulia, mas uma enterrada sensacional de Gerald Wallace serviu para empolgar novamente a torcida e o time, que não demorou a engatar oito pontos seguidos e levar a diferença a 13 pontos. Com uma atuação sólida, o time celta até ampliou a liderança para 15 pontos, mas um novo apagão no fim do período custou a metade desta vantagem: 48 a 41.

Já no Q3, os fãs celtas tomaram um susto com o bom início do Bucks, que converteu tudo o que tentou nos primeiros três minutos e meio e ficou a míseros dois pontos de igualar o marcador. Nervoso, o Celtics passou a desperdiçar bons lances no ataque, mas contou com a má pontaria de seu adversário, que não conseguia o empate. Já na reta final do período, Jeff Green tranquilizou os corações verdes com duas cestas de três pontos. Foi o suficiente para acalmar também o time, que terminou o Q3 liderando por seis pontos.

Antes que o Milwaukee pudesse aprontar algo no Q4 para manter a fama de zebra, o Celtics contou com a eficiência da dupla Jordan Crawford / Courtney Lee. Precisos, os dois anotaram 17 pontos na metade inicial do último período e ajudaram a equipe da casa a estabelecer 12 pontos de frente. O Bucks tentou reagir e marcou, na sequência, 13 pontos contra apenas sete do Celtics, que viu sua vantagem cair. Porém, a boa pontaria de Crawford e Bradley, em novos arremessos de três pontos, foi fundamental para que o time de Boston seguisse a passos largos rumo à vitória. Brandon Knight deu o último susto pelos visitantes, com uma cesta de três, mas um jump shot de Sullinger, somada a uma roubada e cesta de Bradley instantes depois, foram suficientes para deixar o Celtics tranquilo no placar e com a vitória nas mãos.

Destaques do Celtics

Jordan Crawford (25 pontos e cinco assistências)

Jeff Green (18 pontos e cinco rebotes)

Brandon Bass (16 pontos e nove rebotes)

Destaques do Bucks

O. J. Mayo (19 pontos)

Brandon Knight (16 pontos e seis assistências)

Khris Middleton (14 pontos)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo, repórter esportivo do Imirante.com e colaborador do Futebol Maranhão. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

5 Comentários

  1. prometheu disse:

    esse lance do A.B. é parecido com um do Larry Bird…

    0

    0
  2. Rafael Taborda disse:

    Esses Times que não deixam o Celtão Tankar rsrsrs

    0

    0
  3. […] “Quando jogamos juntos, esta é a nossa força. Nós ganhamos jogos como esse” disse, após a vitória sobre o Milwaukee Bucks. Tweet (function() { var po = document.createElement('script'); po.type = 'text/javascript'; […]

    0

    0
  4. […] de dezembro, Crawford foi o líder e cestinha do Celtics em uma sequência de três vitórias sobre Milwaukee Bucks, Denver Nuggets e New York Knicks, resultados que colocaram a franquia de Boston na liderança […]

    0

    0
  5. […] O único triunfo do Celtics sobre Milwaukee na atual temporada foi no dia 3 de dezembro, no TD Garden. Com Jordan Crawford inspirado e boas atuações de Jeff Green e Brandon Bass, a equipe de Boston venceu o oponente por 108 a 100. […]

    0

    0

Deixe um comentário