Celtics exerce opção contratual com três atletas

Na quarta-feira (29), mesmo dia em que bateu o Brooklyn Nets em sua estreia na temporada 2014/2015 da NBA, o Boston Celtics anunciou que exerceu a opção contratual com os ala-pivôs Jared Sullinger e Kelly Olynyk, além do pivô Tyler Zeller. Os três atletas foram selecionados em Drafts recentes e o Celtics optou não só pelo terceiro ano de Olynyk, mas também pelo quarto ano de Zeller e Sullinger, que foram selecionados em 2012.

Sullinger, de 22 anos, defendeu Ohio State no basquete universitário e foi selecionado pelo Celtics no NBA Draft de 2012, na 21ª posição. Contando apenas jogos de temporada regular, Sully defendeu o Celtics em 119 partidas, com médias de 10,5 pontos, 7,3 rebotes e 1,3 assistências em 24,6 minutos por jogo. Na estreia da temporada, o camisa 7 foi titular e contribuiu com 13 pontos e quatro rebotes.

Um ano mais velho que Sullinger, Kelly Olynyk foi recrutado pelo Celtics em 2013, após se destacar no Gonzaga Bulldogs. Em sua temporada de calouro, o canadense Olynyk fez 70 jogos, sendo apenas nove deles como titular, tendo médias discretas: 8,7 pontos e 5,2 rebotes em 20 minutos por confronto. Já na atual temporada, o atleta ganhou a confiança do treinador Brad Stevens, que o colocou na equipe titular, e não decepcionou: no primeiro jogo, foram 19 pontos e seis rebotes, sendo o cestinha celta no confronto.

Já Tyler Zeller, de 24 anos, é o único do trio que não foi contratado pelo Celtics via Draft. Oriundo de North Carolina, o pivô foi a 17ª escolha do Draft de 2012 e acabou sendo trocado pelo Dallas Mavericks com o Cleveland Cavaliers. Na franquia de Ohio, Zeller atuou em 147 duelos, com média de 6,9 pontos e 4,9 rebotes em 21 minutos. O atleta chegou a Boston em uma negociação que envolveu três equipes, no dia 10 de julho.

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

12 Comentários

  1. Renato disse:

    Opção coerente por parte da equipe.

    Sullinger e Olynyk já deram provas reais que são jogadores de talento, com alguns ajustes a fazer, Olynyk a defesa e Sullinger o peso.

    Zeller também parece ser promissor, e pelo valor de seu contrato ser bem atraente pode se tornar uma boa moeda de troca ou servir como enchimento em uma transação futura.

    0

    0
  2. Renato disse:

    Acabei de ler que o Spurs não chegou a um acordo com kawhi Leonard, e sendo assim
    o mesmo será agente livre em 2015/2016.

    Também notícias indicam que Warrios e Klay Thompson não chegaram a acordo e o sendo assim ele será agente livre em 2015/2016.

    Parece que em ambos os casos os atletas querem contrato máximo.

    Olha a estratégia do Ainge permitindo um novo big 3, basta levar em consideração que teremos também vários centers como agente livre.

    0

    0
    • Jonas disse:

      Ótimo saber, Renato. Só tem uma coisa: alguém me corrija se estiver errado, mas na próxima off season nós só teremos como assinar mais um nome com salário máximo, pois ainda restará um ano de contrato do Wallace. De todo modo, Bass e Thornton terão saído da folha, e a grande incógnita será Green, que pode optar por ficar mais um ano ou não. Kawhi Leonard seria um ótimo nome para o lugar de Green. Klay Thompson é outro grande jogador, mas acabamos de renovar com o Bradley, que joga na mesma posição. Calma, não me matem, não estou comparando o Bradley com o Thompson, só acho que a nossa necessidade maior não é ali, com a saída do Green a posição 3 vai precisar de alguém, e pode ser o Kawhi. Considerando que se renovarmos com Rondo vamos ter que aumentar bem o salário dele.

      Caso não sobre CAP para pegarmos um pivô na FA, ainda teremos a chance de draftar um, já que vem boa safra no ano que vem. Todo mundo está falando de Okafor e Towns, que são mesmo absurdamente promissores, mas há outras boas opções. Um que parece primossor é o Willie Cauley-Stein, de Kentucky. Enfim, o ideal seria aproveitar um bom pivô na FA, mas historicamente Boston atrai poucos FAs. Pau Gasol sugeriu que o Marc pode ir para o Knicks, o que é uma pena. Há DeAndre Jordan, Asik, acho que Cousins (não tenho certeza).

      Acho que daria para começar a brincar com um time assim:

      1- Rondo, Smart
      2- Bradley, Young
      3- Leonard, Turner
      4- Sullinger, Olynyk
      5- Asik (digamos), primeira escolha no draft

      E ainda temos uma segunda escolha no draft, vinda do Clippers.

      0

      0
    • Jonas disse:

      Agora, sei não, hem. Parece que o Thompson está levando 70 mi para renovar com o GSW: http://probasketballtalk.nbcsports.com/2014/10/31/report-warriors-agree-to-four-year-70-million-extension-with-klay-thompson/

      É hora de nós mudarmos o patamar das conversas sobre salário aqui no site, porque as coisas estão se transformando na NBA. Parece que daqui a dois anos vai ter um bom aumento de CAP para todos os times, e os salários tendem a aumentar bastante. E já estão aumentando. Nos últimos meses a noção de overpaid e underpaid são outras.

      Por exemplo: muita gente acha que o Green overpaid. Olha, não é mais: na posição 3, Chandler Parsons e Gordon Hayward passaram a ganhar 15 e 16 mi, e o Rudy Gay acho que ganha 19. 19! O Green ganha 9. Peguem os números dos quatro jogadores. Talvez o Green seja o menos bom deles, mais por culpa de sua inconsistência do que por falta de talento. Mas os números NÃO SÃO tão diferentes entre os quatro. O Gay pode ser melhor que o Green, mas não vale mais que o DOBRO. Daqui a dois anos o Bradley vai parecer um grande steal, ganhando “apenas” 8 mi.

      0

      0
      • Marcos disse:

        Funciona assim: Times sem aspirações pagam muito para ter jogadores medianos/bons.

        Times com alta aspiração pagam menos para ter craques, vide o caso de Marion (chega a ser mau-caratismo do cara), C Parsons, etc.

        Mas que o mercado está inflacionado está mesmo e a NBA deve ter de subir o teto.
        O K Thompson fechou contrato ontem.

        A notícia do Leonard é verdade?
        Cara seria um SONHO trazer o cara.
        O time ia ficar super novo (idade) e com muito potencial.

        De center eu acho que vamos acabar com o R Hibbert (que é desmiolado, mas é bom jogador).

        Imagina só:
        Rondo
        Bradley-Smart
        Leonard
        Sully
        Hibbert

        Seria mt fera,

        []s

        0

        0
        • Jonas disse:

          Seria um belo time, Marcos. Rondo e Hibbert com uns 29, os outros todos com menos de 25. Se desse ainda para draftar um bom center, subiríamos bem.

          Só temo o seguinte: o Leonard vai ser FA restrito. E eu duvido que o Spurs não cubra a proposta pelo cara. Se eu fosse GM do time também não entregaria um contrato máximo assim de cara, seguraria ao máximo, até porque o time a segurança de, caso a gente ofereça um valor x ao Kawhi, eles vão lá e cobrem. Vamos ver o que rola. O que pode nos favorecer é que no SA a galera tem quase um pacto para ninguém receber mega salários, de modo que dê para ter reservas de bom nível.

          0

          0
  3. Renato disse:

    Essa história que o Celtics não é atraente a FA não cola comigo.

    Qualquer grande jogador gostaria de jogar pelo maior campeão da NBA, mesmo que não seja uma cidade tão badalada com Los Angeles ou NY.

    Via de regra que decide o destino de um grande jogador é o seu empresário, logo, para que o Celtics seja atraente é necessário construir uma equipe competitiva, isso sim atrairá os grandes jogadores.

    um exemplo do que estou falando é o Love que foi para Cleveland porque o James estava lá, se ele tivesse em Boston teria vindo para cá.

    Outra questão que pesa é o salário, poucas equipes terão CAP necessário para dar 2 contratos máximos, fora o do Rondo, mas nós podemos, já que ano que vem G wall é expirante e será fácil negociá-lo, sem contar que temos várias picks para utiizar se necessário adoçar um negócio.

    Outro fato é que temos jogadores jovens que podem ser atraente para outras equipes em possível Trade, MARCUS SMART, OLYNYK, YOUNG, ZELLER, todos tem salário baixo e potencial para evoluir.

    Vou ser realista, e vejam se não é possível isso acontecer:

    Rondo Máximo

    Leonard Máximo

    Hilbert 18 milhões

    Proposta para Indiana Jeff Green + Olynyk( ou Young) + First Pick Nets 2016 por Hilber.

    Vamos dizer que o Pacers ache pouco e queira outra first pick (Temos)

    Vamos dizer que o Pacers queira um armador (Temos Smart)

    Vamos dizer que o Pacers queira flexibilidade por um contrato expirante (temos G Wall)

    Ou seja, temos todas as ferramente para dar um grande salto ano que vem.

    0

    0
    • Jonas disse:

      Com todo respeito, discordo das propostas. Não acho que devamos colocar os talentos que estão sendo desenvolvidos como opção de troca. Smart, Young, Olynyk e, principalmente, Sullinger, precisam ficar e continuar esse processo com o Brad.

      Mais incompreensível ainda seria oferecer uma troca por um jogador que é player option no fim da temporada. Se quisermos o Hibbert, basta ele se interessar e exercer o direito de deixar o Pacers. Ainge nunca trocaria nossos valores por alguém que pode vir de graça. Isso vale para o Monroe, que aliás acho extremamente superestimado por alguns torcedores, além do mais na posição 4 temos o Sullinger com chances de ser um futuro all star, e para a 5 o Monroe não convence tanto quanto na 4. Ele será FA, seria melhor esperar do que trocar. Mas não gostaria dele aqui não.

      Prefiro Gasol, que ama Memphis e duvido que saia, a não ser para o Knicks (a relação duradoura do Pau com o Phil Jackson pode pesar). Ou Jordan ou Asik. Um desses. Tem até o Brook Lopez, que é um grande jogador, mas tem começado a machucar demais, está ficando preocupando.

      Enfim, acho que esta temporada é para não mexer muito mais, a não ser que apareça uma proposta muito vantajosa por Bass, Green ou Thornton. Mas com os jovens não. Deixa eles ali evoluindo. Não temos razão pra correr com o rebuild. O time estreou muito bem, é infinitamente superior ao da temporada passada. Claro que essa coisa das vitórias não se manter desse jeito – em novembro temos uma agenda pesada pela frente. Mas o importante é seguir evoluindo a molecada e consolidando a liderança do Rondo. Quando a temporada terminar, aí sim, tentamos um bom center na FA e pegamos mais um center no draft.

      0

      0
  4. Jonas disse:

    (Já vou parar de escrever loucamente aqui).

    Ainda no assunto dos aumentos de salário. Parece que o Rubio assinou extensão com os Wolves, de 55 mi por quatro anos, ou seja, 13,75 mi por ano. Bledsoe já renovou com os Suns e vai levar 14 mi. A realidade da NBA mudou de patamar.

    Bradley está mesmo destinado a ser um steal de 8 mi.

    0

    0
  5. drakes disse:

    Essa sempre foi a realidade dos times que não classificam para os playoffs principalmente os tanks, pagar muito por jovens que eles dizem ser o futuro do time, se a aposta deu errado continua o plano de perder.

    Bledsoe depois que o Phoenix montou uma campanha para perder e quase chegou lá, valorizou muito, o GM fica em uma situação perco ele e aí, o time despenca e eu perco o emprego. Muitos ironizam o contrato do Mark Blount (acho que é isso), mas a campanha dele um ano antes foi impressionante com aqueles números dificilmente não pagariam, outra coisa é o restrito, muitas vezes para tentar um jogador no elenco times overpaid eles, vide o caso do Parsons, e assim conseguem ele.

    Por existir cap ganha na NBA quem tem melhores jogadores que se encaixam naquele dentro da Folha Salarial permitida pelas regras, ser um time vencedor ou com perspectiva sempre ajudou a atrair jogadores.

    0

    0
  6. Daniel Emiliano disse:

    A renovação de contrato de 3 bigs coloca uma grande pressão no Faverani.

    Vai ter que se recuperar 100% e mostrar muito basquete se quiser ficar para o ano que vem, creio eu.

    0

    0

Deixe um comentário