Jogo 3 – 76ers 98 x 101 Celtics

Apesar do confete jogado em quadra logo após o término do tempo regulamentar, o Boston Celtics impôs sua vontade na prorrogação contra o jovem time do Philadelphia 76ers e conseguiu a vitória fora de casa, pelo placar de 101 a 98, abrindo uma larga vantagem de 3 a 0 na série melhor de 7 jogos. A partida disputada na noite do último sábado (05) foi extremamente disputada, com lindos lances dos dois lados, prevalecendo, mais uma vez, a fortíssima defesa do maior campeão da história da NBA. Ao final, a torcida presente no Wells Fargo Center, que havia comemorado a vitória de forma prematura, ficou em silêncio após mais uma genial jogada desenhada pelo técnico Brad Stevens, seguida de um providencial roubo de bola feito por Al Horford.

Desde o início da partida, o Alviverde de Boston propôs o ritmo do jogo, sabendo que a equipe de Philadelphia viria com bastante energia, após estar perdendo a série por 2 a 0. A lição aprendida na série contra o Milwaukee Bucks foi colocada em prática e a defesa foi sólida desde o começo do jogo. Muito embora o ataque celta ainda sofra em certos momentos do jogo, a defesa intensa e muito física tem sido a tônica nestes playoffs e tem permitido ao time comandado pelo técnico Brad Stevens manter-se no jogo e, inclusive, sendo o propulsor de algumas reações, como a vista no jogo 2 desta série.

Melhores momentos defensivos da partida do último sábado (05).

Durante o equilibrado jogo, as equipes não conseguiram se distanciar no placar em nenhum momento, sendo a maior vantagem exercida pelo Boston Celtics, com apenas 10 pontos à frente do adversário na metade do segundo quarto, vantagem que foi evaporada e, depois, revertida em favor do 76ers. A disputa permaneceu apertada e intensificou-se no quarto final, com diversos empates e viradas no placar.

Faltando 6 segundos para o final do tempo regulamentar, o time comandado pelo técnico Bratt Brown cometeu um erro e permitiu ao armador Terry Rozier roubar a bola, iniciando o contra-ataque que terminaria com a bandeja de Jaylen Brown, colocando o time de Massachusetts à frente por 2 pontos, com apenas 1.7 segundos para o fim do jogo. No entanto, o ala Marco Belinelli teve o tempo necessário para acertar um longo arremesso. Neste momento, o torcedor celta pensou que o jogo havia sido perdido, já que o arremesso havia sido de longe e a torcida presente, assim como os jogadores adversários, começaram a comemorar muito. Papel picado começou a cair do teto do ginásio, quando a transmissão mostrou o replay do lance, confirmando que Belinelli pisou na linha dos três pontos e, assim, o jogo ficou empatado em 89 a 89.

O excelente começo do 76ers na prorrogação encheu de esperança o torcedor presente no Wells Fargo Center. Porém, Al Horford e Jayson Tatum tomaram conta do jogo. O calouro do time verde e branco de Boston fez cestas importantes, enquanto o dominicano distribuiu tocos no pivô Joel Embiid, bem como fez as duas jogadas que deram a vitória: a cesta na genial jogada desenhada por Brad Stevens e o roubo de bola logo em seguida. Horford, inclusive, declarou após o jogo que Stevens, quando desenhou a jogada, disse que sabia que um jogador menor iria se deslocar para marcá-lo debaixo da cesta e que isso seria explorado. De fato, foi o que aconteceu.

Mais uma vez, Jayson Tatum fez um excelente jogo, sendo esta a sua 5ª partida seguida marcando 20 ou mais pontos, tornando-se o primeiro atleta da franquia de Massachusetts a atingir tal feito, ultrapassando ninguém menos que Larry Bird. Seus 24 pontos foram providenciais, principalmente os conquistados durante a prorrogação. Al Horford, mais uma vez, fez uma excelente partida, com 13 pontos, 6 rebotes, além de 3 tocos (sendo 2 em Joel Embiid nos momentos decisivos), além de 2 roubos de bola (sendo um deles o que assegurou a vitória). Jaylen Brown veio muito forte do banco, anotando 16 pontos, acertando 3 bolas de três pontos em 6 tentativas. Por fim, Terry Rozier fez outra ótima atuação, com 18 pontos e 9 rebotes.

Pelo lado do 76ers, o armador Ben Simmons, que foi um fator nulo no jogo 2 da série, jogou com mais objetividade e encontrou maneiras de ajudar sua equipe, terminando o jogo com 16 pontos, 8 rebotes e 8 assistências. J.J. Redick e Ersan Ilyasova contribuíram com 32 pontos somados. Por fim, o pivô Joel Embiid fez uma grande partida, terminando com um duplo-duplo de 22 pontos e 19 rebotes. Nesta partida, porém, os pontos conquistados por Embiid vieram de 26 tentativas, tendo acertado somente 10 arremessos de quadra, um aproveitamento muito baixo para um pivô. Isso se deve à defesa praticada por Al Horford e Aron Baynes, que foram implacáveis quando marcaram o pivô adversário.

Destaques do Celtics

Jayson Tatum (24 pontos e 5 rebotes)

Al Horford (13 pontos, 6 rebotes e 3 tocos)

Terry Rozier (18 pontos e 7 rebotes)

Jaylen Brown (16 pontos e 9 rebotes)

Destaques do 76ers

Joel Embiid (22 pontos e 19 rebotes – duplo-duplo)

Ben Simmons (16 pontos, 8 rebotes e 8 assistências)

Ersan Ilyasova (14 pontos e 7 rebotes)

J.J. Redick (18 pontos e 2 roubos de bola)

Boxscore


Melhores Momentos

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 30 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

6 Comentários

  1. Sander disse:

    Embora o Embiid tenha terminado com numenúm expressivos, a marcação feita em cima dele pelo Baynes e pelo Horford foram muito importantes para a vitória.

    Obs: Menção honrosa para a marcação do Smart no Simmons.

    4

    0
  2. Danilo Marques disse:

    Dois Tocaços do Horford No Embid…

    5

    0
  3. Eric disse:

    Nossos comentaristas muito pessimistas

    1

    0
  4. Fernando Silva disse:

    Defense, defense, defense. Sou fã da disposição deste time.

    Obs. Baynes faz algumas coisas que pouco aparecem nos números.

    6

    0
    • GENERIO JUNIOR disse:

      Verdade, ele incomoda muito, com ele ano passado não teriamos aquele tapetão vermelho estendido no nosso garrafão…

      5

      0
  5. Marcos disse:

    Que isso.. Ele e o Olynyk é praticamente a mesma coisa… Hahaha

    Abs verdes

    0

    0

Deixe um comentário