Celtics 113 x 99 Timberwolves

Depois de uma série de três derrotas seguidas, que ligou o sinal de alerta em torcida, elenco e diretoria, o Boston Celtics mostrou o seu poder de reação na noite de segunda-feira (21), em uma partida marcada por reencontros no TD Garden. Além de voltar a jogar bem e mostrar desenvoltura na quadra de ataque, vencendo o Minnesota Timberwolves por 113 a 99, o Alviverde reencontrou o ídolo Kevin Garnett: de volta aos Wolves, onde pretende encerrar a carreira, o eterno camisa 5 celta não entrou em quadra, mas não foi esquecido pelos fãs celtas, que aplaudiram o astro desde o começo de jogo e protagonizaram uma das cenas mais bonitas da temporada 2015/2016 da NBA.

Mesmo pressionado, o Celtics não esteve ameaçado em nenhum momento do jogo e garantiu uma vitória até tranquila, apesar dos desfalques de Amir Johnson e Jared Sullinger no garrafão. Escalado como substituto de Sullinger, Kelly Olynyk foi o cestinha celta na partida, com 19 pontos, enquanto Tyler Zeller saiu do banco de reservas para marcar 14 pontos. O ala Jae Crowder, por sua vez, anotou um duplo-duplo, com 18 pontos e 10 rebotes.

Além disso, o Celtics teve outros destaques: mesmo sem muito brilho, Avery Bradley e David Lee encerraram o jogo com 13 pontos cada, enquanto o sueco Jonas Jerebko, que fez bonito nos arremessos de longa distância, contribuiu com 12 pontos. O armador Isaiah Thomas, acostumado a pontuar, fez uma partida discreta nesse fundamento, mas foi decisivo na armação, com 12 assistências, assim como o ala reserva Evan Turner, que deu 10 passes para cestas. Já o calouro R.J. Hunter, que fez sete pontos em 19 minutos, levantou a torcida com uma cesta impressionante do meio da quadra, no último segundo do primeiro quarto.

Esperanças para o futuro do Minnesota Timberwolves, o ala-armador Andrew Wiggins e o pivô Karl-Anthony Towns foram os destaques da franquia no TD Garden. Enquanto o canadense Wiggins foi o cestinha do jogo, com 26 pontos, Towns foi dominante no garrafão e registrou um duplo-duplo: 25 pontos e 16 rebotes. Zach LaVine, que começou o jogo no banco de reservas, fez 17 pontos.

A vitória sobre o Timberwolves, além de encerrar a pressão por resultados, manteve o Boston Celtics como forte candidato aos playoffs da Conferência Leste. Com 15 vitórias em 28 jogos, a franquia de Massachusetts está na 10ª colocação, a um triunfo de distância do oitavo colocado Orlando Magic. O Minnesota Timberwolves, com 39,3% de aproveitamento em 28 jogos, está na 11º posição da Conferência Oeste.

Boston Celtics e Minnesota Timberwolves voltam a jogar na noite de quarta-feira (23): enquanto o Alviverde visita o Charlotte Hornets, em confronto direto pelo G-8 da Conferência Leste, os Lobos recebem o San Antonio Spurs, precisando vencer para seguir com boas chances de classificação para os playoffs. O segundo duelo entre Celtics e Wolves só será disputado no dia 22 de fevereiro de 2016, no Target Center, em Minneapolis.

Destaques do Celtics

Kelly Olynyk (19 pontos e cinco rebotes)

Jae Crowder (18 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Tyler Zeller (14 pontos e oito rebotes)

Destaques do Timberwolves

Andrew Wiggins (26 pontos e três rebotes)

Karl-Anthony Towns (25 pontos e 16 rebotes / duplo-duplo)

Zach LaVine (17 pontos e três rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo, repórter esportivo do Imirante.com e colaborador do Futebol Maranhão. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

5 Comentários

  1. PEN disse:

    Agora enfrentamos:
    Charlotte
    Detroit
    NY
    Lakers
    Nets
    Nets
    Nada menos de um 5 x 1 é aceitável, ou vai ou racha.

    0

    0
  2. drakes disse:

    Dos destaques, Andrew Wiggins na 2 rende muito mais contra marcadores menores, seja quem seja, por que a capacidade física dele é impressionante.

    Eu acho que eles vão dar uma tank depois de janeiro, por que o time dele apesar do Towns e Wiggins ainda é bem fraco, mas os alvos são para troca Kevin Martin e para buy-out de veteranos Tayshaun Prince e Andre Miller, Nikola Pekovic tem um contrato horrível, é difícil pensar que eles irão conseguir passa-lo.

    0

    0
  3. Maurício Green disse:

    Fui ao jogo. muito melhor que o jogo do Cavs o time e o clima.

    KD ovacionado e super umidade, muito legal!!!!

    Comprei lá em cima como sempre… Mas dessa vez consegui descer cedo e vi 2 e 3 quartos interinos da 4 fila, incrível!! Por isso q é $$$$. Lá de cima fiquei olhando os lugares e arrisquei. A 1 minuto do fim do 3 chegãram os caras da cadeira q roubei, kkkk. como pode alguém, mesmo guando os ingressos, chegar só p ver o 4 quarto. Fica a dica galera vale arriscar.

    0

    0
  4. drakes disse:

    Para não poluir outros tópicos com discussão, mas a CBS tem uma ótima análise do Henry Ellenson, é ruim comparar, mas ele é Olynyk/love com físico melhor.

    Ele cairia como uma luva para os Wolves.

    0

    0

Deixe um comentário