Jogo 5 – Celtics 108 x 97 Bulls

Acostumado a grandes vitórias, que resultaram em 17 inesquecíveis títulos da NBA no passado e na melhor campanha de sua conferência no presente, o torcedor do Boston Celtics não gostou muito do início dos playoffs do Leste. Afinal de contas, atuações apáticas e derrotas para o Chicago Bulls nos dois primeiros jogos disputados no TD Garden, onde o Alviverde sempre mostrou a sua força, é algo que fere o orgulho de qualquer campeão. Para resolver essa questão de honra, manter a moral elevada pelo troco dado nas duas partidas em Chicago e responder os comentários nada elogiosos de integrantes da franquia de Illinois nos últimos dias, Boston voltou ao seu caldeirão na noite desta quarta-feira (26) e foi à desforra: impecável no último quarto e esbanjando raça em todos os 48 minutos, o Celtics venceu o Bulls por 108 a 97 e agora lidera o primeiro round, com três triunfos em cinco duelos.

Líder defensivo do Boston Celtics, o ala-armador Avery Bradley foi o comandante da vitória verde e branca no Jogo 5. Além da implacável marcação sobre Jimmy Butler, destaque do Bulls, o camisa 0 fez 24 pontos, a sua melhor marca em playoffs, e pegou seis rebotes. Vigiado de perto pelo time de Chicago, o armador Isaiah Thomas também fez 24 pontos, mas com um aproveitamento de apenas 35,3% em 17 arremessos. Já o pivô Al Horford, além de auxiliar a equipe celta nos dois lados da quadra, quase anotou um triplo-duplo, com 21 pontos, nove assistências e seis rebotes. Entre os reservas, destaque para o ala-pivô canadense Kelly Olynyk, que fez 14 pontos e pegou cinco rebotes.

Pelo Chicago Bulls, que não contou mais uma vez com o lesionado armador Rajon Rondo, o destaque foi o veterano ala-armador Dwyane Wade, que deu muito trabalho aos marcadores celtas, foi o cestinha da partida e ficou muito perto de um triplo-duplo, com 26 pontos, 11 rebotes e oito assistências em 34 minutos. O ala-armador Jimmy Butler, que teve 23 lances livres à disposição no Jogo 4, não teve uma arbitragem mais solidária em Boston, penou com a marcação de Avery Bradley e anotou apenas 14 pontos, mesma marca do pivô Robin Lopez. Substituto de Rondo no quinteto titular, Isaiah Canaan fez 13 pontos e chamou mais a atenção pelo trash talk do que pelo basquete, mas sem sucesso nas duas áreas.

Com a vitória no TD Garden, o Boston Celtics conseguiu virar a série para 3 a 2 e está a apenas um triunfo da classificação para as semifinais da Conferência Leste. A próxima partida entre o Alviverde e o Chicago Bulls será nesta sexta-feira (28), às 21h (horário de Brasília), no United Center, casa da franquia de Illinois, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. Se o Bulls vencer o Jogo 6, um sétimo e decisivo duelo será disputado neste domingo (30), no TD Garden, em horário a ser definido pela NBA.

O jogo

Mesmo com a euforia pelas vitórias fora de casa, o Boston Celtics teve um início de jogo muito lento contra o Chicago Bulls. Enquanto Dywane Wade construía boas jogadas pelos visitantes, o Alviverde sofria com erros de Isaiah Thomas e Jae Crowder. Quando o Bulls abriu oito pontos de diferença, Avery Bradley colocou a bola debaixo do braço, assumiu a responsabilidade e conduziu o Celtics a um triunfo por 23 a 20 no primeiro quarto.

No segundo quarto, o Chicago Bulls manteve uma regularidade na quadra de ataque, mas o Boston Celtics, contando com um Kelly Olynyk preciso e atento, manteve uma pequena vantagem na maior parte do período. Um arremesso certeiro de longa distância de Isaiah Thomas deixou o time celta com a liderança do placar no intervalo.

Animado pela vitória parcial, o Celtics voltou do intervalo disposto a encaminhar a vitória no terceiro quarto, só que o Chicago Bulls não estava disposto a entregar esse triunfo da maneira mais fácil. Com Dwyane Wade chamando a responsabilidade e uma cesta de três pontos de Jimmy Butler no último lance, o Bulls foi para o último período com a vantagem no placar.

Sentindo que a terceira vitória estava escorregando de seus dedos, o Boston Celtics voltou com outra postura para o último quarto. Com infiltrações espetaculares de Isaiah Thomas, Al Horford chamando a responsabilidade no garrafão e colaboração de toda a equipe na quadra de defesa, o Alviverde abriu 15 pontos de diferença, desmoronou a reação do Chicago Bulls e fez a festa da torcida.

Destaques do Celtics

Avery Bradley (24 pontos e seis rebotes)

Isaiah Thomas (24 pontos e cinco rebotes)

Al Horford (21 pontos, nove assistências e sete rebotes)

Kelly Olynyk (14 pontos e cinco rebotes)

Destaques do Bulls

Dwyane Wade (26 pontos, 11 rebotes e oito assistências / duplo-duplo)

Jimmy Butler (14 pontos, oito rebotes e seis assistências)

Robin Lopez (14 pontos e seis rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo, repórter esportivo do Imirante.com e colaborador do Futebol Maranhão. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

9 Comentários

  1. Barros disse:

    Bradley homem do jogo! Aproveitamento perfeito, defesa insana.

    0

    0
  2. Eric Andrade disse:

    O nosso Baby Dirk jogou muito ontem! Ainda tomou uma marretada do braço que a juizado considerou falta normal, não sei não, essa juizada tá muito tendenciosa pró Bulls.

    0

    0
  3. Que isso hein Bradley, poxa…até o Olynik, gostei de ver. Go Celtics!!!

    0

    0
  4. Raphael Baião disse:

    AH mostrando pra que veio na série!!

    0

    0
  5. Rafael Lima disse:

    O Olynik foi a grande surpresa positiva pra mim! Sou muito crítico a ele, mas ontem calou minha boca. Que continue assim!
    Nossa defesa tá monstra e se melhorarmos em relação a precipitação no ataque, principalmente nas bolas de 3, iremos muito longe.
    Go Celtics! It’s not luck!

    0

    0
  6. Hugo Silva disse:

    Chicago veio pra boston querendo ganhar no psicologico, sem sucesso. Jogo ganho na garra e na vontade, nossos jogadores sao enjoados, no trash talk ninguem ganha!

    0

    0
  7. Renato Green disse:

    Pra cima Celtáo!

    0

    0
  8. Esse nosso time me enche de orgulho. Como é bom ser torcedor do Boston Celtics.

    0

    0
  9. Leandro disse:

    Al Horford Monstro Nesses 3 Jogoos.Jogando Muito Os 2 Lados da Guadra.

    0

    0

Deixe um comentário