Wizards 123 x 108 Celtics

Pressionado por duas derrotas consecutivas diante do seu torcedor no TD Garden, o Boston Celtics iniciou, na noite desta terça-feira (24), mais um back-to-back na temporada 2016/2017 da NBA, e de cara, já teve que lidar com o clima hostil do Washington Wizards: além de atuar em seu Verizon Center, os atletas da franquia da capital dos Estados Unidos lembraram de conflitos recentes com o Alviverde e se vestiram de preto antes da partida, prometendo o “funeral” do adversário. Para frustração da torcida de Boston, o Wizards mostrou muita disposição em quadra, aproveitou a apatia do Celtics, principalmente na defesa, e cumpriu o prometido com uma vitória incontestável por 123 a 108.

Líder no placar desde o primeiro minuto de jogo, o Washington Wizards contou com uma atuação espetacular de sua dupla de perímetro para bater o Boston Celtics. Enquanto o ala-armador Bradley Beal foi o cestinha da partida, com 31 pontos, o armador John Wall flertou com um triplo-duplo, ao marcar 27 pontos, pegar sete rebotes e distribuir sete assistências. O ala-pivô Markieff Morris também se destacou e registrou um duplo-duplo, com 19 pontos e 11 rebotes.

Pelo lado do Boston Celtics, o armador Isaiah Thomas foi o maior pontuador e fez mais um duplo-duplo, com 25 pontos e 13 assistências, mas registrou um aproveitamento de apenas 36,8% nos arremessos. O pivô Al Horford, que sentiu dificuldades na quadra de defesa, foi bem quando acionado no ataque e anotou 22 pontos. O ala Jae Crowder, por sua vez, contribuiu com 17 pontos e seis rebotes.

Sem vencer há três jogos, o Boston Celtics tem uma campanha de 26 triunfos em 44 duelos e aproveitamento de 59,1%. Apesar da má fase, o time verde e branco permanece na terceira colocação da Conferência Leste. Já o Washington Wizards, com 25 vitórias em 45 jogos, está na quinta posição do Leste e já aparece como séria ameaça ao time de Massachusetts na tabela.

Depois da dolorida derrota em Washington, o Celtics terá pouco tempo para descansar e lamentar, pois já terá um compromisso na noite desta quarta-feira (25), às 22h30 (horário de Brasília), contra o Houston Rockets, no TD Garden. O Wizards só entra em quadra novamente nesta sexta-feira (27), diante do Atlanta Hawks, na Philips Arena.

Destaques do Wizards

Bradley Beal (31 pontos e cinco assistências)

John Wall (27 pontos, sete rebotes e sete assistências)

Markieff Morris (19 pontos e 11 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (25 pontos e 13 assistências / duplo-duplo)

Al Horford (22 pontos e quatro assistências)

Jae Crowder (17 pontos e seis rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda

Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando “Let’s go, Celtics!”, e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

24 Comentários

  1. CELTA disse:

    VERGONHAAAAAAAA TIME SEM VERGONHAAAAAAAAAAAAAAA ♫

    0

    0
  2. daniel fialho disse:

    Smart se desculpou pelo incidente depois do jogo.

    “Para minha equipe técnica e meus companheiros de equipe ea organização Celtics – peço desculpas por minhas ações esta noite”, ele escreveu em um tweet. “Em odiar a perder, minhas ações foram infantis e pouco profissional e nunca em qualquer circunstância tenho o direito de agir dessa forma e para que eu sinceramente pedir desculpas. Eu sou um modelo para as crianças e um jogador para o treinador. Eu sinto Muito.”

    0

    0
    • Jack disse:

      Vai treinar arremessos, Smart!

      0

      0
    • Jack disse:

      Caros celtas, por gentileza, me ajudem.

      Por que nenhum dos nossos jogadores do Draft jogam bem, nunca conseguimos pegar um Devin Booker, por exemplo, que nem é top 10.
      Vocês conseguem entender isso?

      Abraços!

      0

      0
      • Barros disse:

        Pq o Ainge é horrível com draft. É só ver as nossas picks e jogadores que foram draftados até em escolhas piores jogando mais! Infelizmente é a verdade, Ainge é bom em trocas mas em draft nunca será!

        0

        0
  3. Marcos disse:

    Três coisas:

    1. Pobre Brad Stevens, o elenco desse ano ficou mais curto que o do ano passado e pior entre os reservas.
    Fica difícil até para ele rodar o time.
    Seria legal ter outra jogada além da bola de 3 assassina.

    2. O pessoal não curte, mas o Amir e o Jerebko são jogadores úteis no esquema. Não sou fã do Amir, mas sem ele o garrafão ficou ainda pior.
    Sobre o Jerebko, se o sueco estivesse segurando a peteca e fazendo mais faltas na rotação do Wizards ao invés da flopagem de vários rookies, o 3 e 4o quartos seriam menos doloridos.
    Young foi até surpreendente.

    3. Ontem jogou a galerinha do ‘terrão’ com boa minutagem, nossas escolhas ‘de muito boas para excelentes de draft’:
    Rozier, Smart, Brown, Olynyk e Mickey
    Eu não sabia quem era o armador principal, nem o time que estava em quadra. Foram 2 TO seguidos e um air-ball.
    Os dois jogadores da linha de frente não jogavam dentro do garrafão, o Mickey vinha marcar o ala dos caras no perímetro. Eu só vi 1 rebote.
    J. Brown está com -15 quilos de massa muscular, uma pena. Podia rolar um intercâmbio no Spurs.
    Sobre o KO, não vou comentar, é mais do mesmo. Assisto o Bucks e me lembro do KO instantaneamente…

    O pedido por trade já é quase messiânico.

    []s verdes

    0

    0
  4. Francisco Machado disse:

    Como o Bradley faz falta. Todo jogo q ele não joga, o SG adversario deita e rola. Smart pra mim ja deu, tem q trocar. O cara todo jogo com FG horrivel.
    E levamos gato por lebre na ultima FA em, Horford pqp.
    E tem q perder msm pra ve se o Ainge se movimenta. Muitas vitorias gera acomodação e mascara muitas coisas. Como Smart, Rozier, Olynyk…… que fazem tres, quatro bons jogos e aparecem dezenas de iludidos por ai…..

    0

    0
  5. Barros disse:

    Cadê a troca pelo Noel? O cara tá jogando bem demais quando entra!

    0

    0
    • drakes disse:

      Peguei os dados de um forum americano do Celtics, o cara postou hoje.

      Noel has a career TRB% below 15%.
      His career DRB% is 21.4%.
      He ranks 95th in the league this year in Defensive Rebound Rate.

      Nem o histórico dele nem esse ano demostra que ele é resposta para o problema do Celtics de rebotes, eu não vi as taxas mas me parece que o Nurkic ou Faried (os dois do denver) seriam a solução.

      0

      0
  6. Lucas Oliveira disse:

    Como falei durante o jogo (e aqui concordo com o Marcos pq naquela lineup não tinha armador) a falta que faz o Bradley é principalmente tirar o Smart dá segunda unidade… Iniciamos o ano achando que tínhamos muitos PGs, mas isso não é verdade pq o Rozier pode ser qualquer outra coisa, mas não PG.

    É óbvio que o Bradley é discutivelmente o nosso melhor “reboteiro” , excelente defensor e segundo melhor pontuador (o que coloca mais pressão no IT que não tem conseguido jogar tão bem pq está sempre com marcação dupla). Mas é a segunda unidade que tem matado o time, principalmente por falta de comando em quadra.

    Me parece que o Demétrius Jackson também estava no departamento médico, mas sou amplamente favorável a entrada dele para “ver no que dá”.

    Green poderia ter ajudado muito ontem não tivesse bichado novamente.

    Mickey com míseros 6 min foi o único Celta a terminar o jogo com minus plus positivo. É nulo no ataque, mas potencialmente o melhor defensor de garrafão do time… Já que o Amir está com algum problema que ninguém fala a respeito, passou dá hora de dar mais tempo a ele, jogo a jogo e ver de perto o desempenho.

    0

    0
    • Francisco Machado disse:

      Isso q me deixa P da vida com o Ainge cara.
      O Rozier joga de armador e suas principais deficiencias sao justamente a armaçao e chute de longa distancia.
      Ja falei aq a um tempo atras, esse cara nao vai ter vida longa na NBA, ele é ridiculo.

      0

      0
    • drakes disse:

      A noticia é antiga, mas cap parece que poderá diminuir para próximo ano, a notícia está na ESPN:

      “The league previously projected the 2017-18 cap to hit $107 million but lowered that number to $102 million Thursday and lowered the luxury-tax-line projection from $127 million to $122 million”.

      A luxury-tax em si pouco afeta na montagem do time agora, esses 5 aí do cap é F, para exemplificar vou dar o exemplo de um forum celtics americano o que ocorre com um jogador como Hayward ou Griffin:

      Max contract for 7-9 (e.g., Hayward, Griffin) is $30.9 mil under a $103 million in cap, which means you need to have $72.1 or less. IT, AB, Smart, Crowder, Brown, Horford, Rozier = $61 million. + Zizic = $62.7 mil. Say you get the #2 pick then you are at = $69 but still 3 empty roster slots at $815,615 each so that brings you to $71.4. (You have renounced Olynyk, Jerebko, Johnson, Green, and Young; waived Zeller, Mickey, and Jackson; and stashed Yabusele.)

      Um jogador de 6 anos ou menos já é $23M per year (25% do cap, mas dá menos por que corta-se os impostos).

      Com isso reforça a ideia que o Celtics tem apenas a próxima temporada livre de conseguir um FA, a não ser faça negócio com o Horford.

      0

      0
      • Marcos disse:

        Drakes, vc que é um cara muito antenado no basquete universitário, existe algum big (> 2.07m) com bom footwork + block shot ability ou um Ala bem atlético com habilidades de drible no seu horizonte de escolha?

        Acompanho a Liga todo dia mas não sou mt fã do universitário, então fico só nos mocks mesmo.

        As projeções do tankathon são combo guard para primeira pick, um SF na segunda e outro PG na terceira.
        Acredito muito na aleatoriedade e acho que trocas virão, mas meu medo do bust na 1st pick é muito alto.
        Especialmente se a escolha for um armador.

        []s verdes,
        Obs.: É provável que Celtics e Lakers tenham pick 1 e 2, respectivamente. Imagina só se vem 2 FP para as franquias?

        0

        0
        • drakes disse:

          Não que tenha visto, Marcos, esse não me parece um ano bom para big, o melhor em tese seria o Gilles, eu assisti jogos e ele perdeu força, teve um lance que para mim foi claro ele pegou o rebote, tentou enterrar, mas não conseguiu altura, coisa que pelos vídeos fazia fácil.

          Florida State não consegui olhar, mas o Jonhatan Isaac tem números ótimos, o Jonathan Givony no twitter nos jogos de NY foi aos treinos e jogo, e informou se ele tivesse mais comprometimento estaria no top3 (algo assim) e melhorar o corpo, ele é 2,10m, mas a 6 meses, segundo o JG, a musculatura dele não sai da mesma.

          Daí de resto vi quase todos pelo menos 1 jogo dos outros times com jogadores tops, Washington, Ucla, Kansas, Duke, Kentucky e MSU, em termos de NCAA, apesar das reclamações com mecânica (ball e Josh), time pequeno (Fultz), é chato de assistir (Duke), eu diria que este ano os jogadores parecem melhor a nível do Universitário, mas não tem um Embiid, aquele cara que a cada jogo parece melhor, mas também não são iguais ao Wiggins e Parker que a cada rodada diminuem as jogadas arriscadas e quase só atiravam perto da cesta, esses realmente tantam comandar os times para vencer.

          O jogador que me impressionou foi o Lonzo Ball, mas vi como ele dois jogos do Fultz (um acho que meteu 35 pts), são muito bons mesmo, o problema da transmissão é

          Mais baixo, 2,05m e pelos mocks depois da pick do Minessota de segund round tem o Caleb Swanigan que é uma máquina de duplos, me lembra pelos vídeos mal comparando o Leon Powe, que foi um jogador útil enquanto teve físico.

          Mas sobre big, a primeira coisa a se pensar é trazer um verdade técnico de big, desde a saída do Cliford Ray quem cuida é o Walter McCarty, alguém que ensine o jogo de dentro do garrafão que me parece que falta no time.

          0

          0
          • drakes disse:

            das erratas:
            o problema da transmissão é que exagera muito, no jogo do Giles, ele sem fazer nada (foi o segundo) comparou-se ele com KG umas cinco vezes.

            0

            0
            • Marcos disse:

              Olhando com mais cuidado, 6 das 7 primeiras escolhas estão cotados como PG/combo-guard =(

              Vi alguns vídeos do Fultz, o ufanismo toma conta das montagens, mas ele me parece mais fisicamente pronto que o mock da segunda escolha.

              Me lembrou um pouco o Irving e se fosse a escolha deveríamos empacotar o Smart e Rozier em trades.
              O problema é o valor de mercado deles atualmente…

              Só nos resta esperar,

              []s verdes

              0

              0
    • Marcos disse:

      Acho que se jogarem juntos, o Rozier deveria ser o PG.
      E eles estão acostumados a jogar juntos sim, pois fazem a segunda unidade nos treinamentos.
      Passada a raiva do jogo, fica a sensação de pane geral nessa segunda unidade ou falta de entrosamento mesmo.

      []s verdes

      0

      0
      • Fernando C Silva disse:

        Marcos, concordo contigo. Mas gostari de adicionar um ponto: na verdade ontem tivemos um misto de terceira com segunda unidade.

        É fato que nosso roster é limitado: Smart, KO e Green contribuem de forma mais regular. As vezes o Jerebko (cujo desempenho está muito distante da season passada) e o Rozier (em lances isolados).

        Sem AB e sem o Amir (creio que poupado), jogamos com dois dos principais atletas da segunda unidade como titulares.

        Já vimos o desempenho da equipe nestas circunstâncias quando da lesão do IT.

        Derrota esperada diante destes fatos.

        Gostaria de enfrentar os Wizards nos offs. Com o nosso time completo, claro.

        0

        0
  7. Mateus Paiva disse:

    Daora falar que o ainge é ruim no draft, oook não é a melhor função dele, porém ele so draftou Paul Pierce 🙂

    0

    0
  8. drakes disse:

    Assisti um bons pedaços do jogo do Ante zizic contra o Anadolu Efes hoje (que ganhou), ele fez 18 rebotes 16 pontos, bem ele não irá transcrever esses números, mas para um cara que joga em um time que atira de 3 como uns loucos, ele pega muitos rebotes ofensivos, foram 8 – mas não vi ele arriscando unzinho de três, na verdade os pontos dele vieram em sua maior parte de rebotes ofensivos que ele pegou.

    Ofensivamente ele faz o corta luz – o time dele viveu e perdeu na bola de 3 – e defensivamente a defesa do PnR foi muito boa (claro é campeonato europeu), um pivô dos antigos, mesmo eu não entendendo nada do turco, ouvi várias vezes o nome dele, no começo do 4 quarto até apareceram seus números.

    0

    0
    • drakes disse:

      Modelos analiticos comparando a transição da Euroliga para NBA.

      2009 model by John Hollinger (hoje analista do Memphis):

      •Scoring rate decreases 25 percent
      •Rebound rate increases by 18 percent
      •Assist rate increases by 31 percent (note: NBA assist tallying rules are much more liberal than those in Europe.)
      •Shooting percentage drops by 12 percent
      •Overall, player efficiency rating drops by 30 percent

      2010 model by John Nichols, *Cavaliers). Rebounding by far has the highest predictive value of NBA performance out of any Euroleague stat:

      FGA: 0.2971
      FG%: 0.3004
      3PA: 0.6834
      3P%: 0.7729
      FTA: 0.4111
      FT%: 0.6887
      REB: 0.8609
      AST: 0.7202
      STL: 0.5606
      BLK: 0.7964
      TO: 0.4538
      PF: 0.5432

      Ele seria hoje o 19 da NBA, a frente do Antony Davis. pouco atrás do Tristan Thompson, Alex Len, and Nicola Jokic.

      0

      0

Deixe um comentário