Boston Celtics manifesta interesse, mas renovação com Marcus Morris é incerta

Atleta do Boston Celtics nas últimas duas edições da NBA, o ala-pivô Marcus Morris é mais um nome que terá de definir o seu futuro no Alviverde a partir de julho, quando se torna agente livre irrestrito. Em texto no site The Athletic, o jornalista Shams Charania aponta interesse do Celtics na permanência de Morris, que, por sua vez, também está de mente aberta com a possibilidade de renovação de contrato. O interesse mútuo, entretanto, não é garantia de um acordo, e Boston deve encontrar dificuldade para manter o camisa 13 no elenco.

O maior problema para a renovação do Boston Celtics com Marcus Morris é a forte concorrência. De acordo com Shams Charania, pelo menos cinco franquias cogitam a contratação do ala-pivô: New York Knicks, Chicago Bulls, Sacramento Kings, Los Angeles Lakers e Los Angeles Clippers. Em caso de proposta financeira atraente, será difícil segurar o camisa 13. Além disso, o Celtics está mais focado, por enquanto, na discussão de novos acordos com o armador Kyrie Irving e o pivô Al Horford.

Marcus Morris, de 29 anos, chegou ao Boston Celtics em julho de 2017, após troca que resultou na transferência do ala-armador Avery Bradley para o Detroit Pistons. Na temporada 2018/2019, Morris disputou 75 partidas, 53 delas como titular, tendo médias de 13,9 pontos e 6,1 rebotes em 27,9 minutos, com aproveitamento de 44,7% nos arremessos, sua melhor marca na carreira.

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

6 Comments

  1. Fernando Silva disse:

    Morris foi importante. Atleta útil. Jogador duro mas limpo.

    Vejo nele e no Smart o espírito que desejamos.

    Porém, sim, Morris oscilou como todo o time. Sim, Morris deu algumas escorregadas na imprensa. Sim, Morris nem sempre produz o que se espera.

    Gostaria que ficasse, mas se outra franquia oferecer muito, agradeço os vossos serviços e vida que segue.

    0

    0
  2. Sander disse:

    Agradeço ao Morris pela entrega e serviços prestados. Mas é o mesmo caso do Baynes, não irá nos levar a ligar algum, não vai passar disso aí, então gastar cap com ele para mim não é o ideal. Estamos em um draft com 3 escolhas de primeira rodada e tem bons PF e C.
    Os JJs já provaram que vão bem quando são protagonistas, temos o R. Will que tem tudonpara ter um ótimo segundo ano (fez algumas boas partidas, principalmente contra o Davis).
    Apostaria no Hayward na 1, fazendo assim um time mais alto e, sem tirar os minutosndos JJs. No Draft iria de Bol Bol (teto muito alto), Kevin Porter Jr (outro com o teto alto) e Rachimura ou P.J Washington e na 51 iria de Tacko Fall (se ainda estiver disponível) um cara desse tamanho não pode passar batido. Na FA, aproveitaria o fato de ter o Cousins se desvalorizando e iria atrás deles, ele está visivelmente fora de forma, mas ainda tem talento para ser um dos melhores no garrafão (com uma boa pré temporada, tem tudo para melhorar) na armação iria de Rubio (por no máximo 12 milhões anuais) , pois sabe armar muito bem o time é traria experiência do banco. Elenco base:

    GH – Brown – Tatum – Horford – Cousins

    Rúbio – Smart – Kevin Porter Jr – Rachimura/P.J. Washingto – Bol Bol – R.Will – Ojeleye – Yabusele – Tacko Fall

    Elenco jovem, mas com um teto de crescimento muito alto e com alguns bons experientes. Vejo mais vantagens do que trazer jogadores que iriam estourar o nosso cap e não nos levariam para lugar algum.

    1

    0
    • Marcos disse:

      Não vejo como GH pode ser armador.

      Ele já comete uns turnovers jogando na 2.
      Com Smart, não precisamos ficar improvisando.
      O Smart é desvalorizado por cumprir o esquema tático a risca (chutando 3 inclusive) e o Hayward é valorizado pelo nome.

      Abs verdes,

      0

      0
  3. Marcos disse:

    Gostaria de manter o Morris. Um ótimo jogador vindo do banco.

    Pra quem quiser comparar quem vale mais craque ou treinador, por favor assistam 10x a série Raptors e Bucks.

    E depois assistam o último jogo da temporada em Toronto.

    A grande virada do time passa por conseguir A. Davis.

    Abs verdes,

    0

    0
    • R2 disse:

      Também acho que A. Davis seria uma ótima para o time, bom de defesa, pontuador consistente e protetor de aro… e apesar de gostar muito mesmo do Tatum, acho que vale muito o risco de perde-lo, principalmente se a franquia cerca-lo de bom jogadores e até pensando nisso, acho que manter o Moris é uma boa, bom reserva, apesar de sua inconsistência, entrega pontos e energia para o tima!

      0

      0
  4. Erondi Nunes disse:

    Excelente role player.

    Se forem só essas as franquias concorrentes por ele, acho q temos boas chances.

    Ele se identificou com Boston.

    Alguém se lembra do Crowder ou Bradley ou IT ? Só foram bem em Boston.

    Morris era bom antes, mas com certeza evoluiu em Boston.

    0

    0

Deixe um comentário