Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 107 x 109 Nets

Em um horário atípico, Boston Celtics e Brooklyn Nets se enfrentaram às 13 horas do horário americano (16 horas em Brasília), pouco após os festejos do Natal. Contrariando as expectativas, o jogo não teve ressaca, tampouco foi sonolento. Entretanto, se o horário foi atípico, o resultado foi o comum: mais uma derrota para o Boston Celtics, a 17ª em 27 jogos realizados.

Tyler Zeller e Mason Plumlee confirmaram a boa fase e realizaram um bom duelo no garrafão. A lamentar que o pivô do Nets atuou quase 13 minutos a mais que o camisa 44 do Celtics. A ausência de Zeller, no último quarto, inclusive, colaborou, e muito, para que o time do Brooklyn ressurgisse na partida. Ao final do duelo, Zeller terminou com 14 pontos e 9 rebotes, em pouco mais de 23 minutos de atuação. Plumlee, por sua vez, ficou com 14 pontos e 12 rebotes.

Contudo, os verdadeiros destaques do Celtics foram Jeff Green e Jared Sullinger, justamente os 2 jogadores que saíram aborrecidos após a derrota em Orlando. Jeff Green manteve a regularidade apresentada, em grande parte da corrente temporada, e terminou com 22 pontos (10/18 FG) e 5 assistências. Foi o cestinha do Celtics na partida.

Sullinger não ficou muito atrás, ao ter 19 pontos e 8 rebotes. Além dos bons números, mostrou bastante vontade em quadra. Como nota triste, fica o fato que perdeu a bola decisiva que poderia enviar o jogo para prorrogação.

Todavia, o nome do jogo foi Jarret Jack, o armador do adversário desta tarde, e que assumiu o posto de titular graças aos incômodos musculares que o antigo titular – Deron Williams – vem lidando. O camisa 0 de Brooklyn não decepcionou, visto que conseguiu 27 pontos, 5 assistências e 7 rebotes, sendo o grande responsável pelo renascimento do Nets, na partida, e, consequentemente, pela vitória.

Cabe mencionar que o Celtics liderava por 11 pontos a menos de 9 minutos para o fim do confronto. Porém, o Nets não desistiu e conquistou sua primeira liderança, no placar, no 2º tempo, quando restavam apenas 27 segundos para o término do jogo.

Outro ponto que fica de alento para os torcedores do Celtics, é a boa atuação de Marcus Smart. Apesar de seu matchup rival, Jarret Jack, ter sido o grande destaque, Smart chamou atenção por diversas boas jogadas, especialmente defensivas. Em uma delas, roubou uma bola do próprio Jack e, ainda deitado, deu assistência para Green marcar mais 2 pontos. A garra demonstrada foi tão espetacular que o próprio Kevin Garnett o parabenizou, para delírio do TD Garden.

Entretanto, faço uma breve observação. Smart ainda concentra seus arremessos em tiros de média-longa distâncias. Fico curioso para vê-lo atacar mais a cesta, já que apresenta um bom atleticismo e força física para tal.

Após enfrentar o ídolo Garnett, o Celtics já se prepara para o reencontro com outro eterno craque celta. Afinal, o Celtics completa seu back-to-back amanhã, às 22h (horário de Brasília), ao enfrentar o Washington Wizards, de John Wall, Paul Pierce e cia., na capital norte-americana.

Por fim, cabe lembrar que essa foi, muito possivelmente, a última aparição de Kevin Garnett, enquanto jogador, no TD Garden. A próxima vez que pisar nesse ginásio, pode ser para participar da cerimônia de aposentadoria da camisa 5 do Boston Celtics. Ídolo!

Destaques da Partida:

Boston Celtics:

– Jeff Green: 22 pontos (10/18 FG), 3 rebotes e 5 assistências;

– Jared Sullinger: 19 pontos (8/16 FG) e 8 rebotes;

– Tyler Zeller: 14 pontos (6/9 FG) e 9 rebotes;

– Marcus Smart: 5 pontos (2/6 FG), 6 assistências, 3 rebotes e 4 roubos de bola.

Brooklyn Nets:

– Jarret Jack: 27 pontos (8/14 FG), 5 assistências e 7 rebotes;

– Mason Plumlee: 14 pontos (6/7 FG) e 12 rebotes;

– Alan Anderson: 15 pontos (5/7 FG e 3/4 nas bolas de 3) e 2 assistências;

– Kevin Garnett: 6 pontos (3/5 FG), 4 rebotes e 1 assistência.

Melhores Momentos:

https://www.youtube.com/watch?v=-L7yNrh3hqs

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

29 comentários

  1. pessoa

    Se ficarmos chorando toda vez que perdermos nessa tenporada,é melhor despejarmos nossas lagrimas em um baude e jogar na cantareira.Está mais do que óbvio que serámais um pessimo ano para os celtas,mas fico feliz por saber que vamos ter oportunidade de daqui a poucos anos encher o saco de times como warrior,blazers,cavaliers e raptors.Não só pelas picks,mas vejo que o ainge está tão empenhado em uma rebuild quanto esteve pouco tempo antes do titulo de 2008.A unica diferença é que dessa vez não vejo como montar um time campeão da noite pro dia como fez,afinal não temos um paul pierce para servir como base para um novo elenco.Mas enfim,eu acredito no danny ainge.

    • sebas

      Pois é,poderíamos ser um time de playoffs já esse ano.Mas ficou claro que o plano de reconstrução é pra longo prazo.Demos um passo atrás pra dar vários a frente depois.

      É duro ter que provavelmente ver mais uma temporada com muito mais derrotas do que vitória,mas é um “mal necessário”.

  2. Maurício Green

    Realmente rebuild on going…

    Também acho q dava p ter feito playoff esse ano. Só não gosto de ver o time desanimado, desconcentrado e pouco ligando p o jogo. Como foram corra Cavs e Magic.
    Para mim em modo tank o papel do time continua ser buscar a vitória sempre e o papel do GM e piorar o time p q esse não consiga ganhar muitas.

    Tank descarado não desenvolve jogador e só cria mentalidade de perdedor.

    • Danilo Jeolás

      Exatamente o que penso. Entregar jogos é lastimável, näo desenvolve jogadores, nem os sobe de patamar, dificultando até futuras transaçöes com os mesmos.

      Muito melhor dar cancha de playoffs, do que fazer esta presepada e ir ganhar picks acima da 5 num recrutamento sabidamente ruim.

  3. Marcos

    Bom,

    Realmente temos um dos piores técnicos da Liga (acho que junto com o Fisher o Stevens é o pior, fico imaginando o cara num vestiário como o dos Knicks ou dos amarelos)…
    Não tem como compreender quem ele deixa no banco nos momentos decisivos, nosso time JÁ tem essa mentalidade perdedora: “Os caras vão fazer um run no final e levar”, “vamos perder o último shot” e “perder é normal”….

    Precisa mesclar experiência, estrelas e rookies, não existe essa de rebuild só com draft (na minha concepção – OKC e Cleveland tem ZERO títulos – ZERO).

    O Ainge apostou tudo no drafts e que os Nets seriam um time ruim pra caramba. O problema é que a Conf. anda tão fraca que os caras devem fazer playoffs nos próximos 5 anos…

    O esquema vai ser overpay algum All-Star na FA usando max contract + picks. Acho que o Ainge quer manter o Green, mas por vaidade que por outra coisa…

    Acho que um time com:
    Smart + draft piece + Green + Sully magro + Hibbert (FA overpayed)
    FA meia boca + AB + draft piece + Olynyk + Zeller

    Treinador de verdade,

    Pode chegar mt bem posicionado nos Offs já em 2016 …

    Desapontamento sem fim,

    []s verdes

    • Marcos

      Cara,

      O Rondo meteu 21 boletas nos amarelos ontem…

      Podíamos ter algo do tipo:
      Rondo-AB-Pierce-Sully-Zeller
      Turner-Young-Green-Olynyk-X

      Nossa, parece muito melhor do que temos agora…

    • pessoa

      Obvio que não está apostando apenas em picks,evidente que ele vai tentar fazer trocas beneficas mais na frente,talvez envolvendo uma de nossas picks,alem de correr atras de free agents.Danny ainge é o homem mais indicado para por a rebuild em andamento,montou o time campeão de 2008 da noite pro dia,é obvio que o ainge não vai apostar apenas em um time de jovens talentos,também correrá atrás de jogadores experientes para reforçar o time e podem conseguir futuramente ja que temos picks e jogadores que podem reforçar o time de qualquer um (green por exemplo).

      • Marcos

        Ele está obviamente apostando em picks – e só em picks dessa vez – para montar o time. Fica difícil atrair FA com esse garbage team. Da outra vez ele usou PP34 como isca.

        Confio no Ainge, mas ele fez uma aposta deveras arriscada – que é parte do seu trabalho…

        []s verdes

  4. The Real Jay

    Mano, choro e fico triste pra caraio ver o Rondinho, deitando e rolando com outra camisa, eu não assisto mais jogo do celtics esse ano. Prefiro ver o Dallas, com Rondo jogando e torcer pra ele levar mais um anel, celtics alguma coisa só pra 2016-2017.

  5. Barry

    O ultimo quarto é sempre uma tristeza.
    Acho que tá certo, se a meta é rebuild, que seja feita com pick top5 e não com top15.
    Continuarei assistindo aos jogos e torcendo pra perder, sim perder, como deveriamos ter feito temporada passada e pego o Parker.
    Tomara que o Bulls seja campeão esse ano

  6. Barry

    Pressey mds, só rindo.
    E quanto TO em.

  7. Barry

    Espero q o Smart seja smart e aprenda algo com essa aula do Wall. e o 360°.

  8. Barry

    Primeiro quarto horrivel do Sully, mas melhorou um pouco nesse segundo.
    Pierce jogou muito com o Celtics, mas quando é contra ele tbm joga MUITOOOO em 🙁

  9. Digor33

    Nossa quanta choradeira….

    Acorda pessoal, somente saberemos num futuro longo qual será o caminho que iremos trilhar (sucesso ou fracasso).

    Sinceramente, ficar entre os piores ou ser franquia de playoffs e morrer na praia, para mim, não tem diferença.

    Prefiro esperar 3 anos e ser uma potência!!

    Essa é a minha esperança, dêem tempo para o Ainge e o Estevens, vale a pena ver no que vai dar.

    E saibam, para o time se tornar contender de uma hora para outra muitos jogadores promissores nossos teriam que partir, única moeda de troca, senão, esqueçam, é esperar a sorte do draft.

    • DANIEL FIALHO

      Eu concordo digor 33, o pessoal aqui parece não entender o que é uma reconstrução a longo prazo e que vai dar muito certo no futuro. Ainge é muito sábio e stevens vem evoluindo como esperado e alguns jogadores também, principalmente olynyk e só ter paciência e vai dar muito certo esse projeto.

      • Marcos

        Por favor me diga qual a evolução do Stevens e quais jogadores tem evoluído, porque eu não vejo.
        Ao contrário AB é um abismo de chutes e Sully vem caindo.

        Entendo a aposta do Ainge, mas achar que tudo vai as mil maravilhas é uma grande farsa, não tenho visto melhora de jogadores nem de sistema tático…

        []s verdes

        • Rondonildo

          Tava vendo agora, nosso CAP vai dar uma desafogada boa nessa FA. Quem sabe o Ainge não nos surpreenda igual 2007.
          Pra pivô eu não sonho mais com Gasol, Aldridge,….mas gosto muito do Jordan, atletico(coisa q falta em nosso garrafão), reboteiro,….ele com certeza vai pedir um almento salarial, coisa que talvez os Clippers não consigam dar pois estão com o CAP bem engessado com CP e Griffin. Então teriamos q dar um bom contrato a ele. Não acho que o Smart vai esta bem desenvolvido na proxima season então tentaria um armador titular. Dragic seria opção. Não estou gostando do Sully(na verdade nunca gostei), ele parece que está cada jogo mais gordo.Acho que o Olynyk encontrou a sua função. Sexto homem.Poderiamos tentar o Monroe que tem problemas defensivos mas vai bem no ataque e é rebotero.Como a FA está cheia de pivôs (alguns impossíveis) eu so iria de pivô no draft se fosse Okafor ou Cidades. Se não pegarmos pick top3 acho que deverimos focar em um SF. Talvez Johnson ou na pior das hipóteses Winslow.
          Bom possa tá falando muita besteira mais o meu sentimento e a esperança q o Ainge nos faça contender logo

        • pessoa

          A melhoria do olynik é notavel e concordo também com a melhoria do stevens,o principal motivo para que eu acredite nisso é que ele percebeu o que poucos perceberam quando a dupla olynik e sully mostravam ineficiencia na defesa.Qual foi sua atitude? Por o zeller como pivô titular,poucos haviam pensado nisso e logo as melhoras foram evidentes,zeller passou a jogar bem na defesa (com ajuda do sully) e bem ofensivamente(com ajuda do rondo).Essa percepção do stevens pra mim foi surpreendente,ja que o stevens sempre demonstrou uma filosofia de jogo bastante ofensiva,quesito em que o olynik não decepcionava.Mas agora não adianta mais pensar nisso,simplesmente precisamos parar de olhar pro retrovisor e nos apegarmos com a esperança de uma melhoria significativa,que para mim,vai começar em 2016-2017,até lá,paciencia.Mas sim,houve evolução do olynik,do zeller e do stevens tambem,na minha opinião.

  10. Danilo Jeolás

    A bandeja bizarra do Pressey e a cesta contra do Sully, num intervalo de três minutos, ilustram bem o nosso atual momento.

    • Barry

      Cara eu pensei q tinha visto d+, mas o Sully realmente fez aquela cesta contra.kkk
      O Pressey todo anão acho q ia bandejar com 2 monstros na frente dele.Romou block. Poderia ter sido mais inteligente e segurado a bola esperndo o time chegar né. Mas é o Pressey.kkk

  11. The Real Jay

    Pressey é rídiculo, o celtics ta ridículo demais, só com contratos carregados, de jogadores q nem jogam, espero realmente,q Ainge saiba oq ta fazendo.

  12. Teobaldo

    Danna Barros, eu era feliz e não sabia…

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.