Dança da vassoura: relembre todas as varridas do Boston Celtics nos playoffs da NBA

Com a vitória por 110 a 106 sobre o Indiana Pacers, no último domingo (21), no Bankers Life Fieldhouse, o Boston Celtics garantiu a classificação para as semifinais da Conferência Leste e aumentou a sua lista de varridas na história dos playoffs da NBA. Em 12 séries, o time verde e branco de Massachusetts eliminou o seu adversário sem sofrer derrotas, com seis dessas classificações acontecendo em séries “melhor de sete”. O Celtics também conseguiu varridas nos extintos duelos “melhor de cinco” (quatro vezes) e “melhor de três” (duas vezes).

Aproveitando o embalo da varrida diante do Indiana Pacers, o Celtics Brasil relembra as outras cinco oportunidades em que o Alviverde despachou os seus adversários dos playoffs com quatro vitórias consecutivas. Confira:

1959: Boston Celtics 4 x 0 Minneapolis Lakers (Final da NBA)

A primeira varrida do Boston Celtics foi registrada em uma final, contra o futuro maior rival Minneapolis Lakers, hoje situado em Los Angeles. Liderado por Elgin Baylor, o Lakers sentiu a pressão já nas duas primeiras partidas, disputadas no Boston Garden: depois de uma dose de sofrimento no Jogo 1, com vitória por 118 a 105, a equipe celta fez grande atuação no duelo seguinte, vencendo por 128 a 108.

Apostando no talento do ala Elgin Baylor, o Lakers tentou manter a série viva no Minneapolis Auditorium, mas o Boston Celtics estava embalado e confirmou o título, vencendo o Jogo 3 por 123 a 110 e o Jogo 4 por 118 a 103. Os destaques celtas foram o ala Tom Heinsohn, com médias de 24,3 pontos por jogo, e o pivô Bill Russell, que registrou a assombrosa média de 29,5 rebotes por partida.

1980: Boston Celtics 4 x 0 Houston Rockets (Semifinais do Leste)

Em 1980, o Boston Celtics enfrentou, nas semifinais da Conferência Leste, o Houston Rockets, que se mudaria para o Oeste na temporada seguinte. Sete jogadores celtas tiveram pelo menos 10 pontos de média nessa série, com destaque para os alas Larry Bird, que teve média de 20,3 pontos, e Cedric Maxwell, com um duplo-duplo de 18,5 pontos e 10,3 rebotes.

Mesmo contando com boas atuações do pivô Moses Malone e do ala-armador Robert Reid, que contribuíram com mais de 20 pontos em média cada um, o Houston Rockets não foi páreo para o Boston Celtics. Nos dois primeiros jogos, disputados em Boston, o Alviverde conseguiu vitórias sem sustos por 119-101 e 95-75. Em Houston, a história não mudou: depois de uma vitória por 100 a 81 no Jogo 3, o Celtics fechou a série com 138-121 no quarto confronto.

1981: Boston Celtics 4 x 0 Chicago Bulls (Semifinais do Leste)

Na campanha do título da NBA de 1981, o primeiro na era Larry Bird, o Boston Celtics varreu o Chicago Bulls nas semifinais da Conferência Leste. Apoiado no pivô Artis Gilmore, o Bulls tentou fazer jogo duro em Boston, mas o Celtics conquistou duas vitórias: 121-109 no primeiro jogo, e 106-97 no duelo seguinte.

Com Bird registrando quase um triplo-duplo de média (23,5 pontos, 13,0 rebotes e 7,3 assistências), o Alviverde manteve o ritmo em Chicago e avançou à final do Leste após dois triunfos por seis pontos de diferença: 113-107 no Jogo 3 e 109-103 na quarta partida.

1986: Boston Celtics 4 x 0 Milwaukee Bucks (Final do Leste)

Varrido pelo Milwaukee Bucks nas semifinais da Conferência Leste em 1983, o Boston Celtics conseguiu sua vingança três anos depois, com um dos maiores quintetos da história do basquete: Dennis Johnson, Danny Ainge, Larry Bird, Kevin McHale e Robert Parish. Logo de cara, uma vitória expressiva por 128 a 96 no Jogo 1 da final do Leste. No duelo seguinte, o Bucks melhorou a produção ofensiva, mas foi insuficiente para frear o embalado time celta, que venceu por 122 a 111.

Jogando em sua MECCA Arena e contando com a boa fase do ala-armador Sidney Moncrief, apoiado pelo ala-pivô Terry Cummings, o Milwaukee Bucks queria frear a arrancada do Boston Celtics. O Alviverde, entretanto, confirmou o favoritismo e a vaga nas finais da NBA: depois de vencer o Jogo 3 no sufoco, por 111 a 107, o Celtics garantiu a varrida com uma vitória por 111 a 98.

2011: Boston Celtics 4 x 0 New York Knicks (Primeiro Round do Leste)

Em 2011, o Boston Celtics contava com a espinha dorsal do time campeão da liga em 2008 e vice em 2010: o armador Rajon Rondo, o ala-armador Ray Allen, o ala Paul Pierce e o ala-pivô Kevin Garnett. Com Allen superando os 65% de aproveitamento nos arremessos de três pontos e duplos-duplos de média para Kevin Garnett e Rajon Rondo, o Celtics não deu chances ao New York Knicks, que contava com Carmelo Anthony e Amar’e Stoudemire como destaques.

Curiosamente, o Boston Celtics passou sufoco nos dois primeiros jogos, disputados no TD Garden: o Alviverde venceu a abertura da série por 87 a 85 e garantiu um suado triunfo por 96 a 93 no Jogo 2. Em Nova York, porém, o Celtics sobrou, com duas vitórias por 113-96 e 101-89.

Confira a lista completa de varridas do Boston Celtics na história dos playoffs:

Varridas do Celtics em “melhor de sete”

1959: Boston Celtics 4 x 0 Minneapolis Lakers (Final da NBA)

1980: Boston Celtics 4 x 0 Houston Rockets (Semifinais do Leste)

1981: Boston Celtics 4 x 0 Chicago Bulls (Semifinais do Leste)

1986: Boston Celtics 4 x 0 Milwaukee Bucks (Final do Leste)

2011: Boston Celtics 4 x 0 New York Knicks (Primeiro Round do Leste)

2018: Boston Celtics 4 x 0 Indiana Pacers (Primeiro Round do Leste)

Varridas do Celtics em “melhor de cinco”

1957: Boston Celtics 3 x 0 Syracuse Nationals (Final de Divisão)

1986: Boston Celtics 3 x 0 Chicago Bulls (Primeiro Round do Leste)

1987: Boston Celtics 3 x 0 Chicago Bulls (Primeiro Round do Leste)

1992: Boston Celtics 3 x 0 Indiana Pacers (Primeiro Round do Leste)

Varridas do Celtics em “melhor de três”

1953: Boston Celtics 2 x 0 Syracuse Nationals (Semifinais de Divisão)

1977: Boston Celtics 2 x 0 San Antonio Spurs (Primeiro Round do Leste)

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

Deixe um comentário