Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Jayson Tatum demonstra confiança no Boston Celtics: “Podemos ser campeões”

Cestinha e maior esperança do Boston Celtics em busca de uma grande campanha na continuação da temporada 2019/2020 da NBA, o ala Jayson Tatum concedeu entrevista coletiva na terça-feira (7) e falou da expectativa para o retorno aos jogos oficiais pelo time verde e branco de Massachusetts. Tatum destacou o reencontro com o elenco do Celtics e disse que está confiante na conquista do título da liga.

“Se nós vamos para lá, é porque podemos ganhar esse campeonato. Todo mundo está no mesmo barco. A equipe que mantiver o foco será a mais bem-sucedida. Vamos lá para tentar ganhar. Estou feliz por ver os companheiros e competir novamente. Senti falta desses caras, é um bom elenco para ter por perto”, afirmou o camisa 0.

Apesar da euforia com a volta aos treinos do Boston Celtics, Jayson Tatum admitiu que não foi fácil tomar uma decisão sobre a participação no restante da temporada regular. Além dos riscos da pandemia do novo coronavírus, Tatum levou em consideração as questões de justiça social e a distância da família, principalmente do filho Deuce, de apenas dois anos. O jovem ala celta optou por jogar devido ao espaço que a NBA dará para falar sobre o combate ao racismo.

“Se continuarmos o movimento Black Lives Matter e a luta contra o racismo, obviamente muitas pessoas estarão assistindo, e acho que podemos nos posicionar, continuar a aumentar a conscientização e não deixar a conversa acabar. Eu acho que vai fazer parte da história”, disse Tatum.

Jayson Tatum também negou que sua incerteza sobre jogar o restante da temporada tenha sido causada pela proximidade da assinatura de um contrato máximo, o que deve acontecer depois da competição. Uma lesão na “bolha” de Orlando, com uma pré-temporada curta, poderia atrapalhar os planos, mas o camisa 0 disse que não teme essa possibilidade.

“Foram apenas preocupações familiares, nada financeiro. Me preocupar com uma quantia de X dólares seria insensível, especialmente durante esse período em que tantas pessoas ficaram desempregadas”, afirmou o ala, que já disputou 59 partidas pelo Boston Celtics na temporada 2019/2020 da NBA, com médias de 23,6 pontos, 7,1 rebotes, 2,9 assistências e 1,4 roubadas de bola em 34,6 minutos.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *