PodCeltics #83 (11/mai): O fim de uma decepcionante temporada

Neste episódio, comentamos sobre os jogos da série semifinal da conferência Leste nos playoffs da NBA, entre Boston Celtics e Milwaukee Bucks, que ocorreram entre 3 e 8 de maio. Neste enfrentamento, o Celtics sucumbiu a um Bucks melhor preparado, perdendo quatro partidas na sequência e a série por 4 a 1.

Desta forma, comentamos jogo a jogos cada uma das últimas três partidas da série, fazendo um diagnóstico do que levou a equipe treinada por Brad Stevens a ser superada pelo Bucks tão facilmente.

Além disso, demos uma pincelada de nosso pensamentos a respeito dos principais personagens do Celtics nesta série, em especial o melhor jogador da equipe, Kyrie Irving, que teve um desempenho bastante aquém de suas capacidades nesta pós-temporada.

Você pode nos acompanhar também em:

Ou simplesmente procure por “PodCeltics” ou “Celtics Brasil” no seu aplicativo de podcast favorito!

Publicidade

Fábio Malet
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e engenheiro de softwares sênior. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby e pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira a que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Boston Red Sox, Green Bay Packers e Washington Capitals.

16 Comentários

  1. Publicidade

  2. Fernando Silva disse:

    Balanço da temporada:

    1. KI: ficarei bem decepcionado em ve-lo com a camisa celta novamente. Se renovar, temos que negocia-lo o quanto antes. Se ficar, vai nos sabotar novamente.

    De 0 a 10, nota 1.

    2. Brown: na minha opinião recuperou a condição de titular. Sua season foi prejudicada pelos atritos com KI, sendo ele, junto ao Rozier, o núcleo jovem de quem KI se queixava. Brown mostrou o jogador que é nos offs.

    De 0 a 10, nota 6,5.

    3. Tatum: não foi bem contra os Bucks. No mais, temporada ok. Esperava uma evolução maior, porém pode ter sido influenciado pela oscilação da equipe como um todo.

    De 0 a 10, nota 6,5.

    4. Morris: cascudo, sério, jogo limpo. Nosso melhor desempenho contra os Bucks. Por mim fica. Creio que já tenha tomado o puxão de orelha por tratar de assuntos do vestiário via imprensa.

    De 0 a 10, nota 7.

    5. AH: mostrou mais do já conhecemos. Quando chega os offs, se transforma no jogador que precisamos.

    De 0 a 10, nota 7.

    6. Smart: mostrou mais do que já conhecemos. Defensor de elite. Dedicado. Espírito do time. Evoluiu na armação, melhora discreta na seleção dos arremessos.

    De 0 a 10, nota 7.

    7. GH: na regular season demonstrou evolução contínua em todos os aspectos do jogo. Nos offs teve momentos contra os Pacers, mas regrediu demais contra os Bucks.

    De 0 a 10, nota 5.

    8. Rozier: rota de colisão com KI o tempo todo. TALVEZ, ainda que não propositadamente, sabotou a temporada. Nenhuma evolução, apenas regressão.

    De 0 a 10, nota 1.

    9. Baynes: mostrou mais do que já sabemos. Não vejo grande impacto dele no time, a não ser por permitir que AH jogue na posição que mais gosta. Pouco usado contra os Bucks.

    De 0 a 10, nota 5.

    10. Stevens: deixou um problema de vestiário crescer, tomar conta da season e comprometer o desempenho do time. Não soube gerir as pessoas e egos do time. Trabalho ofensivo deficiente. Liderança deficiente. Dificuldade de identificação do plano de jogo adversário. Transpareceu à equipe a sua falta de solução para runs adversárias. Talvez a melhor expressão seja: foi a cabeça de um time perdido. Stevens e KI = um cego ajudando o outro a atravessar a rua.

    De 0 a 10, nota 1.

    Espero as saídas de Rozier e KI.

    Espero que os demais citados fiquem.

    Tentemos Kemba, IT, AB e Parker para nossa armação.

    Stevens precisa de alguém mais experiente no banco com ele. Vejo McHale com bons olhos mas não sei se aceitaria o papel.

    3

    1
  3. Teobaldo disse:

    Prezados Amigos, por acaso teremos aqui no blog análises sobre as finais de conferência? Abraços!

    0

    0
  4. Erondi Nunes disse:

    O Celtics deveria trazer o Perkins pra ficar ao lado de Brad Stevens.

    Campeão, líder e menos louco q Garnett.

    Precisamos de um cara assim pra ajudar o Brad com vestiários igual esse, essa foi a raiz do problema desde o início.

    Horford tem q ser trocado, se ele ficar o cap fica comprometido, coloca ele na trade pelo Davis.

    Com Anthony Davis não precisamos de Horford, é cara de primeira prateleira, imagina a evolução nas mãos de Stevens.

    Seria um ano só pra NOLA, não acho tão difícil eles aceitarem.

    0

    3
  5. Erondi Nunes disse:

    Teobaldo não estamos nas finais de conferência, e deixe eu dar um spoiler o GSW já é o campeão, de novo.

    1

    0
    • Marcos disse:

      Kkkkk,

      Verdade, estamos fora, mas o jogo continua bonito e o gsw deve ser mesmo campeão.

      Só acho que o adversário será canadense e não os Bucks.

      Abs verdes,

      1

      0
  6. Lucas Soares disse:

    Pelicans com o Zion agora, acho que ficou mais provável que o AD seja trocado com o celtics.

    2

    1
    • pmuneroli disse:

      penso que foi uma loteria horrível para nós:

      1- pelicans agora pode tentar convencer AD a ficar;
      2- caso ele não queira, NYK e LA tem duas pick altas para trocar por ele.

      É galera é o começo do fim do “rebuild épico” do ainge que acumulou picks e não virou em nada.

      5

      -1
      • Lucas Soares disse:

        Knicks mesmo tento a pick alta não vejo tendo o nível de jogadores que o pelicans quer. O Lakers sim é um risco, tendo Lonzo, Kuzma, Ingram + Pick 4 (Apesar que apenas as 3 primeiras picks desse draft são de jogadores mtt falados), a questão referente ao Lakers é saber se eles vão tentar novamente o AD visto que a negociação com o Pelicans no meio da temporada desgastou muito a relação entre os 2 times.

        3

        1
  7. Sander disse:

    Galera se o Irving renovar conosco, ele merece uma sacaneado bonita e ser trocado. Da para conseguir algo com com ele.
    Não seguraria o Rozier, Irving e Baynes.
    Colocaria o Hayward de PG (sabe armar muito bem) ou o Smart. Aproveitava que o Brown e Tatum são novos e “daria” o time para eles, colocava a garotada para jogar, na 5 eu daria mais minutos para o R. Will (que mostrou ter potencial). No Draft tentaria pegar o Hichimura e/ou Bol Bol e Bruno Fernando e um PG para se desenvolver no time.

    O Morris honrou o manto, jogador raçudo, mas força muitos arremessos. Como a minha idéia é deixar mais a garotada jogar, eu renovaria com o Morris e faria dele nosso 6° homem junto com o Smart ou Hayward.

    Meu time para a próxima temporada se não houver trocas:

    Hayward – Brown – Tatum – Horford – R. Will
    Draft – Smart – Hichimura – Morris – Bol Bol/Bruno Fernando
    Wanamacker – FA – FA – Draft 2° rodada

    Pode parecer meio louco, mas o Brad Stevens já provou trabalhar melhor com o elenco assim. O Hayward de PG pode pegar mais confiança, fora que tem muita visão de jogo, R. Will tem tudo para ser um excelente protetor de aro, só vai evoluir se jogar (vide Capela).

    Obs: Lembrando que é só uma hipótese caso ninguém seja trocado e/ou chegar alguém de peso via FA.
    Acredito que o DMC possa pintar em Boston, mas é só achismo.

    2

    3
    • Fernando Silva disse:

      Sander, este seria um plano de contingência.

      Ou seja, se novos reforços (efetivos) não forem alcançados.

      Porém, se aplicado este plano B, sim, ele pode nos trazer mais alegrias do que esta season (melancólica na minha opinião).

      1

      0
      • Sander disse:

        Foi o que eu falei: Um cenário onde não venha ngm de peso na FA e nem trocas.
        Sinceramente eu nesse momento não ficaria satisfeito com a vinda do AD, achávamos que ele seria a chave para sermos campeões, mas no momento vimos que os nossos problemas são bem maiores do que pensávamos.

        0

        0
  8. Erondi Nunes disse:

    Péssimo draft, realmente a sorte nunca fica no nosso lado.

    Grandes chances de NOLA montar um super time.

    Reais chances de Anthony Davis ficar, e de um top FA (incluindo o Kyrie) se juntar a ele.

    Há não ser q o GM deles seja louco e não traga Zion, já vimos isso acontecer até com Jordan.

    O q será do Boston agora é uma incógnita maior q a nossa camisa.

    Maldita lesão do Hayward.

    4

    0
  9. pmuneroli disse:

    Pelo que estou lendo nos sites especializados dos EUA, independente do NOLA ter pego a pick 1, o AD mantém o desejo de ser trocado….

    Sobre o amigo que deu a ideia de renovar com o Kyrie e logo após trocá-lo, eu acharia incriável o problema é que esse tipo de atitude ( que seria até esperado se tratando de Dani Ainge), é o que atrapalha o Celtics de atrair Free Agents, já que todo mundo fica com medo de ser massa da manobra do nosso GM.

    3

    0
    • Sander disse:

      Poderia negociar com o Irving, sobre renovar e trocar em seguida, até pq financeiramente seria mais vantajoso para ele (acho que o o nome é “Single and trade”). Pense em um cenário que os Knicks são os favoritos na troca com o AD, os Lakers vão ficar doidos querendo dar um All Star para o LeBron, o King não tem mais tempo para esperar um jovem se desenvolver. O Ainge poderia usar o “desespero” dos Lakers ao nosso favor. Mas tudo isso teria que ser acordado com o Irving ( o que não seria fácil).

      1

      0
  10. Fernando Silva disse:

    Eu adoraria para ver a reação do KI ao ouvir do DA “queremos te trocar. Que tal assinar uma renovação para, na sequência, jogar por NOLA?”

    Seria impagável!

    Qual a chance de ocorrer algo do gênero?

    0

    0

Deixe um comentário