Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (26-11) x Chicago Bulls (14-26)

De astral renovado após uma grande vitória sobre o New Orleans Pelicans, que encerrou a sua maior série negativa na temporada 2019/2020 da NBA, o Boston Celtics defende a segunda colocação da Conferência Leste diante do Chicago Bulls, em partida que começa às 21h30 (horário de Brasília) e será disputada no TD Garden, casa da franquia verde e branca de Massachusetts. Será o segundo duelo entre Celtics e Bulls nesta edição da liga: no dia 5 de janeiro, em Chicago, o Alviverde venceu por 111 a 104.

O Boston Celtics chega ao duelo contra o Chicago Bulls com a confiança nas alturas: após sofrer três derrotas consecutivas, o time verde e branco de Massachusetts registrou uma de suas melhores atuações na temporada diante do New Orleans Pelicans, com destaque para os 41 pontos do ala Jayson Tatum e um duplo-duplo do pivô turco Enes Kanter. Com seis dos próximos sete jogos em casa e dono de uma das melhores campanhas como mandante na competição, o Celtics quer manter o bom momento, se consolidar na segunda posição do Leste e encurtar a distância para o líder Milwaukee Bucks.

Na partida contra o Chicago Bulls, o quinteto titular do Boston Celtics terá que passar por uma mudança, já que o ala-pivô alemão Daniel Theis, com dores no joelho direito, foi vetado pelo Departamento Médico. A tendência é que o ala-pivô Grant Williams fique com a vaga na equipe, mas a entrada de Enes Kanter no quinteto celta não está descartada pelo técnico Brad Stevens. A outra baixa de Boston é o pivô Robert Williams, com uma lesão óssea no quadril.

Com dificuldades para se manter competitivo e brigar por uma vaga nos playoffs da Conferência Leste, o Chicago Bulls chega a Boston com um clima mais tranquilo. Após sofrer seis derrotas consecutivas e perder fôlego na luta pelo G8, o Bulls bateu o Detroit Pistons em plena Little Caesars Arena, resultado que deu tranquilidade para os comandados de Jim Boylen. A missão diante do Celtics é mais complicada, mas Chicago confia em uma boa atuação de seus jovens atletas para surpreender em pleno TD Garden.

Diante do Boston Celtics, o Chicago Bulls não poderá contar com o ala Otto Porter Jr, que fraturou o pé direito, e o pivô Wendell Carter Jr, em recuperação de uma entorse no tornozelo direito. Diante desse cenário, Jim Boylen deve escalar o Bulls com três armadores, apostando suas fichas na habilidade de Zach LaVine, e promover a entrada de Daniel Gafford no garrafão, ao lado do finlandês Lauri Markkannen.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 21h30

Transmissão: NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Jayson Tatum e Grant Williams (Enes Kanter). Treinador: Brad Stevens

CHICAGO BULLS: Kris Dunn, Tomas Satoransky, Zach LaVine, Lauri Markkanen e Daniel Gafford. Treinador: Jim Boylen

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

10 comentários

  1. Gz

    Boa noite, não sou vidente mas posso garantir que tais frases e palavras irão ser escritas nos comentários dessa postagem: “ZE CHICLETE” , “SEM PIVO NAO VAMOS A LUGAR NENHUM”, “TIME ACOMODADO” , “FORA AINGE, FORA STEVENS” , “ESPETACULAR THEIS QUE N PEGA REBOTE”, “DRUMMOND AINGE, ACORDA” , “HAYWARD FORA!!”, se ganhar “TAMBEM BATENDO EM BEBADO, NAO ME ILUDE”, “TIME NAO DEFENDE NADA” , “ENQUANTO AINGE TIVER NA EQUIPE NAO VAMOS GANHAR NADA” , “STEVENS TECNICO UNIVERSITÁRIO” , ” AINGE ESCOLHENDO SÓ ANAO NI DRAFT” , “SMART SÓ SERVE PRA TIJOLAR” , “APROVEITAR A BOA FASE DO BROWN E MANDAR ELE PELO DRUMMOND”

  2. Fernando Silva

    Risos.

    Se é para pegar no pé de alguém, então que seja do Semi Ojeleye.

    Incrível: 0 pts, 0 assits, 0 steals e 1 rebote.

    Eu até entendo a impaciência de parte da torcida celta no blog: estamos alguns anos sem banner, se pensar bem, desde 1986 vencemos 1 título.

    É pouco para os Celtics. Muito pouco.

    Porém, creio que a nossa dificuldade seja muito mais estrutural (além de falta de sorte e decisões erradas em alguns momentos) e o trabalho está bem feito.

    O time das 2 últimas season, poderia ter trazido o título. Não conseguimos por razões alheias ao Stevens e ao DA.

    Assim como o time de 2008 poderia ter levantado 3 banners.

    Para esta season, não vejo nenhum super time.

    Está ao nosso alcance.

    Mas precisamos do detalhe final: seja o bench seja o center defensivo.

    • Marco Antônio de Paula

      Bem ficar reclamando do Ojeleye adianta pouca coisa. Ele é protegido do Zé Chiclete e não vai sair da rotação do time. O Ojeleye não obriga ninguem a colocar ele em quadra. Celtics vai completar 34 anos sem ganhar nada. Isso não é falta de sorte e sim incompetência.

      Nas Ultimas Seasons o time poderia ter trazido título? Será que acompanhamos a mesma NBA? Temporada retrasada perdemos em casa para um time ruin que tinha apenas Lebron James. Imagina se passasse do fraco time do Cavs para pegar aquele timaço do GSW? Não tinha condições. Aquele time do GSW sem contusões era invencível em uma série final.

      Temporada passada não chegamos nem a final da Conferência. Fomos atropelados pelo grego. Não deu nem pro cheiro.

      Concordo que em 2008 nosso time era muito bom e poderia ter levantado banners. Nesse caso sim, faltou pouco. Mas de lá pra cá faltou muito.

      Concordo que não existe nenhum super time nessa NBA atual, mas existem muitos times melhores que o nosso, em qualidade e em tática de jogo.

      Esse Detalhe do Center, precisamos deste cara a pelo menos umas 3 Temoporadas sendo otimista. E quem nosso mago GM recruta? Anões, em uma NBA cada vez mais física. Claro que com o Aval do Zé Chiclete, que acha que o time de anões vai fazer a diferença.

      Acredito sim, que está ao nosso alcance, bater em Bulls, Knicks, Hawks, Hornets, Grizzles, Suns, Kings. Mas em um PLayoff contra adversários mais físicos e mais focados, acho que está muito fora do nosso alcance. Não vejo esse time batendo Bucks, Sixers e Raptors focados em um playoff. Nem vou falar do Oeste.

      Nosso patamar atual está em chegar nas Semis do Leste. e Não passa disso. Não acredito que passar anos chegando em semis do fraco leste, seja motivo de orgulho para uma franquia gigante como o Celtics.

      Mudança a vista com Ainge e Chiclete Man, não vejo.

      • Gz

        Cara, você é muito chato

      • Fernando Silva

        Resumo do que penso: se KI tivesse outra postura OU se o contratado não tivesse sido ele, mas Kemba, teríamos chegado às 2 finais, com boas chances de vencer ao menos uma.

        • Andre

          Com certeza! Tivemos o azar do Hayward fraturar o tornozelo! Azar do KI estragar o vestiário! Em 2008 tb estávamos com um puta time! Mas na final de 2009 a lesão do Kendrick Perkins ferrou tudo… Mas concordo que precisamos de um pivô.
          Outro dia o celtics Brasil postou uma matéria explicando sobre os esquemas táticos do Celtics, no qual os rebotes tem aumentado consideravelmente para jogadores considerados pequenos ou em outra posição que não seja pivô, por marcarem mais no perímetro.
          Mas o que me revolta são os rebotes entregues para os adversários. Em muitas bolas consideradas fáceis de se pegar, nossos jogadores se batem um com o outro, ou a bola escorrega de suas mãos.

          • Gz

            Um pivô como Drummond…. que é dominado por Okafor, Tristan Thompson e Gaford seria a solução de todos os nossos “problemas” kkkk (ironia)

  3. EDMAR HENRIQUE PELAQUINI

    34 anos sem ganhar nada? Cancelaram o título de 2008? Não sabia não.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *