Wizards 110 x 116 Celtics

Já classificado para os playoffs da Conferência Leste, o Boston Celtics enfrentou o Washington Wizards na noite de terça-feira (9), na Capital One Arena, em seu último compromisso pela temporada regular 2018/2019 da NBA. Diante de um adversário fora da briga pelo G8 do Leste e sem maiores motivações, o time verde e branco de Massachusetts poupou boa parte de seu elenco, mas os reservas deram conta do recado e garantiram o triunfo celta por 116 a 110 na capital dos Estados Unidos. Foi a terceira vitória de Boston sobre o Wizards nesta edição da liga.

Com um time bastante modificado e sem entrosamento, o Boston Celtics penou para ser competitivo no primeiro quarto e viu o Washington Wizards, liderado por Bradley Beal, abrir 21 pontos de vantagem sem maiores dificuldades. O Alviverde, entretanto, reagiu no período seguinte: com boas jogadas de Terry Rozier e empenho defensivo de toda a equipe, Boston foi para o intervalo perdendo por apenas um ponto.

No terceiro quarto, o Washington Wizards manteve a liderança com uma boa atuação de Tomas Satoransky, que fez 12 pontos em 12 minutos e ainda contou com o auxílio do ex-celta Jeff Green. Sem se abater, o Boston Celtics impediu que o Wizards encaminhasse a vitória e mostrou sua força no último quarto: contando com um inspirado R. J. Hunter e muita garra na defesa, a equipe celta virou o jogo e confirmou a vitória na Capital One Arena.

Reserva imediato de Kyrie Irving, que encabeçou a lista de poupados, o armador Terry Rozier foi o cestinha do Boston Celtics em Washington, com 21 pontos. O principal auxiliar de Rozier no quinteto titular foi o ala Semi Ojeleye, que fez 17 pontos, sua melhor marca na NBA. Na rotação, três nomes deixaram uma excelente impressão na torcida celta: enquanto o armador Brad Wanamaker e o ala-armador R. J. Hunter anotaram 17 pontos cada, o ala-armador P. J. Dozier fez um duplo-duplo, com 12 pontos e 11 rebotes.

Pelo lado do Washington Wizards, a dupla de perímetro titular se destacou e deu trabalho ao Boston Celtics. O armador tcheco Tomas Satoransky foi preciso nos arremessos e terminou o jogo como cestinha de sua equipe, com 19 pontos, enquanto o ala-armador Bradley Beal, principal referência da franquia da capital na quadra de ataque, fez 16 pontos e pegou cinco rebotes. O veterano pivô Ian Mahinmi, por sua vez, anotou um duplo-duplo, com 11 pontos e 12 rebotes.

Com a vitória fora de casa, o Boston Celtics encerra a temporada regular na quarta colocação da Conferência Leste. Em 82 jogos, o Alviverde conquistou 49 triunfos e registrou 59,8% de aproveitamento. Já o Washington Wizards, com apenas 32 vitórias em 82 jogos, se despede da competição com o 11º lugar do Leste.

Agora, a equipe do Boston Celtics terá pelo menos três dias de descanso e preparação até a estreia no primeiro round dos playoffs, que será contra o Indiana Pacers. A NBA ainda não definiu datas e horários, mas já se sabe que os dois primeiros jogos serão em Boston, por causa da melhor campanha do Celtics em relação ao time de Indianapolis. O Washington Wizards, por sua vez, terá cinco meses sem compromissos oficiais e só volta às quadras na pré-temporada 2019/2020, com previsão de início para a segunda quinzena de setembro.

Destaques do Wizards

Tomas Satoransky (19 pontos e cinco assistências)

Bradley Beal (16 pontos e cinco rebotes)

Ian Mahinmi (11 pontos e 12 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Terry Rozier (21 pontos, quatro rebotes e quatro assistências)

Brad Wanamaker (17 pontos, sete assistências e seis rebotes)

Semi Ojeleye (17 pontos e quatro rebotes)

R. J. Hunter (17 pontos, três rebotes e três assistências)

P. J. Dozier (12 pontos e 11 rebotes / duplo-duplo)

Melhores Momentos

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

Deixe um comentário