Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Wizards 91 x 116 Celtics

Vindo de duas vitórias consecutivas, o Boston Celtics foi até Washington para enfrentar o Wizards, buscando se firmar como postulante aos playoffs na Conferência Leste.

Primeiro quarto – O jogo iniciou muito estudado com as 2 equipes tentando limitar as qualidades do adversário, o Celtics no ataque se segurava na qualidade do Thomas, já o Wizards tinha em Gortat e Nene sua força ofensiva, no final do quarto Turner entrou muito bem e foi decisivo para vitória do Celtics no quarto. Placar 22×20 a favor do Celtics.

Segundo quarto – As duas equipes soltam mais o jogo, mas entre erros e acertos o Celtics vai se mantendo a frente com as entradas de Smart, Olynyk e Zeller, pelo lado do Wizards Gortat e Dudley mantém o jogo equilibrado. Placar Celtics 31 x 29 Wizards.

Terceiro quarto – O Celtics volta mais firme do intervalo e consegue até certo ponto limitar o jogo forte de garrafão do Wizards, pelo lado ofensivo Thomas se destaca, com ajuda do Olynyk e do Turner, ao final do quarto uma boa vantagem. Celtics 31 x 21 Wizards.

Último quarto – Smart vem muito forte ajudando em tudo, seu impacto defensivo favorece aos contra ataques e o Wizards se perde na defesa, deixando Olynyk e Zeller pontuar a vontade, dando oportunidade da entrada de Rozier e Hunter ao fim da partida. Placar Celtics 32 x 21 Wizards.

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas – 23 pontos e 9 Assistências

Evan Turner – 18 pontos e 5 rebotes

Marcus Smart  – 13 pontos , 6 rebotes , 5 assistências e 2 roubos de bola

Kelly Olynyk – 13 pontos e 4 rebotes

Destaques do Wizards

Marcin Gortat – 10 pontos e 11 rebotes

Otto Porter Jr – 15 pontos e 6 rebotes

Jared Dudley – 15 pontos

Resumo:

O jogo pode ser dividido em antes e após o intervalo, antes do intervalo o jogo foi muito equilibrado onde o Celtics se manteve no jogo devido a defesa e as boas atuações de Thomas e Turner. Após o intervalo o jogo foi totalmente favorável ao Celtics onde todos os jogadores foram bem em especial Thomas, Smart e Olynyk. A chave do jogo foi a ótima marcação em cima do Wall que limitou e muito a ofensiva do Wizards, fora a lesão do Beal em lance com o Smart ainda antes do intervalo.

O Celtics volta a jogar na quarta feira às 22:30 contra o Nuggets no TD Garden.

https://youtu.be/0nQlUguUMyk

Author avatar
Renato Machado
Meu nome é Renato Gaspar Machado, formado em Direito, atuo na área de liquidação financeira do Banco do Brasil, tenho 35 anos, Casado com 1 filha de 4 anos. Sou torcedor fanático do Celtics, apaixonado pela NBA. Moro no Rio de Janeiro.

20 comentários

  1. Rodney

    Jogo muito equilibrado até 3/4, depois o Celtics jogou pra ganhar e massacrou Wizards…
    Achei Crowder e Bradley muito aquém do que costumam render.. I. Thomaz fez a diferença no jogo, o anão não erra um lance livre, aproveitamento impressionante, e o olinik aliviando com suas cestas de 3.
    Estou prevendo Celtics e Warriors num play offs como no último confronto, espero que seja na final..

  2. drakes

    Excelente resumo, sobre a primeira metade, Renato, eu achei que o Celtics bem a passagem de bola para encontrar um finalizador, mas os jogadores erraram muitos lances livre de marcação, o maior problema do Wizards foi acreditar que a sorte continuaria.

    Turner depois de uma longa estiagem jogou bem, o Celtics voltou a ter um banco. Outro detalhe, o Olynyk me parece com melhor condicionamento que quando começou a temporada.

  3. Gbrunus

    Uma coisa q vem me deixando muito feliz é a crescente melhora de no trabalho sujo e me arisco a dizer q talvez daqui a um tempo ele chegue a ser nosso pivô titular.

    Os stats dele nos ultimo jogos:

    Vs WHS 9 pts 3 rebotes 2 asts
    Vs Phila 6 pts 4 reb 7 minutos jogados
    Vs Chi 7 pts 4 reb 1 stls
    Vs Tor 4 pts 1 reb
    Vs DAL n jogou

    • Gbrunus

      Certo:

      Uma coisa q vem me deixando muito feliz é a crescente melhora do Zeller q vem ajudando muito na parte do trabalho sujo e me arisco a dizer q talvez daqui a um tempo ele chegue a ser nosso pivô titular.

      Os stats dele nos ultimo jogos:

      Vs WHS 9 pts 3 rebotes 2 asts
      Vs Phila 6 pts 4 reb 7 minutos jogados
      Vs Chi 7 pts 4 reb 1 stls
      Vs Tor 4 pts 1 reb
      Vs DAL n jogou

  4. Rodrigo Augusto Richter

    Só uma observação: no final da partida foi para o Rozier e o James Young jogarem, o impressionante fez 5 pontos em 2 minutos haha

    • Francisco Machado

      De certa forma todo o time foi bem, até o Young acertou de 3. Rozier tem uma boa visão de jogo e é um marcador implacável.
      Mas o destaque msm foi IT e o Turner, essa partoda realmente foi espetacular, jogão.

  5. Maurício Green

    Me pareceu que o jogo esteve sobre controle o tempo todo. Sempre que eles tinham um bom run devolvíamos com um melhor ainda. É bom ver o time tendo esse controle, sabendo se impor contra times mais fracos

    Com a volta de AB e Smart e as rotações mais definidas, com Lee indo para o banco de vez, o time cresceu muito ofensivamente. A segunda unidade voltou a encaixar, Smart, ET e Jerebko subiram de produção e KO teve jogos fantásticos (ainda oscila muito). O Brad esta ate conseguindo administrar os minutos do IT, Crowder e AB e também promovendo a recuperação do Zeller.

    Mas inda temos que resolver nosso frontcourt, mesmo com a rotação restrita a Amir, Sulli, KO e Zeller, vamos continuar sofrendo sempre que pegarmos um garrafão forte.

    .

  6. Bom e o DMC com 48 e 56 pontos já era mesmo. O Kings emplacou e entrou nos offs com Rondo voltando a velha forma.

    Os Warriors estão implacáveis (embora playoffs sejam um campeonato a parte).

    Nets ganharam do OKC e vão ainda surpreender alguns times. No melhor caso, 3a pior campanha para eles.

    O trabalho do Ainge vai ser muito mais difícil que o esperado….

  7. Lucas Oliveira

    Estou de acordo com o Mauricio quanto aos dois primeiros tempos. Embora tenham sido mais duros, a partida esteve o tempo todo sob controle.
    Ainda é cedo para dizer, mas isto pode demonstrar um crescimento na equipe também, que dava muito gás nos primeiros períodos e depois sofria nos últimos, muitas vezes perdendo partidas administráveis.

    Para mudar um pouco os comentários e do ótimo resumo vou destacar outros pontos:

    – Olynyk está crescendo e esteve muito consciente na defesa, inclusive escolhendo bons momentos para cometer faltas.
    – Sully voltou a fazer uma boa partida, pouco ainda para uma temporada de desapontamentos, mas 3 boas partidas em sequencia é um bom sinal.
    – Bradley voltando a forma na defesa.
    – Crowder teve uma queda de desempenho razoável nas ultimas 3 partidas, o que merece atenção, mas nada que seja tão gritante também.

    • Maurício Green

      Sobre a defesa não sei alguém reparou mas ultimamente o Celtics tem usado menos a defesa por zona. No inicio da temporada quando KO vinha p quadra era defesa por zona quase que automático. Ultimamente não tenho visto a zona ser usada tanto.

      Alguém reparou?

  8. Gbrunus

    Glr vi um post no CelticBlog falando de uma possível troca pelo Love, eu acharia muito valido se ele conseguir voltar com o nivel q ele jogava em minessota, ele tbm deve sair barato de lá talvez alguma trade envolvendo o Turner q tem um contrato expirante. O q vc acham??????????

    • David Pessoa

      Não acredito que sairia tão barato assim.A não ser que fosse turner e a pick do Nets.O cavs talvez queira troca-lo sim,mas acho que o Celtics não é o principal alvo.Acredito que o alvo principal seja o Kings,para obter o tao desejado DMC.

    • Furlani C's

      A sei lá mano, não sou admirador do basquete do Love, pra mim é jogador de estatísticas somente, não tem garra o suficiente pra jogar no Celtics, mas é somente minha opinião, vai saber.

    • Lucas Oliveira

      De fato o Love não tem perfil tão energético e nem de um franchise player, mas é um jogar de QI que contribuiria muito no crescimento dos jovens talentos (mesmo ele com 27, sendo jovem ainda), e resolveria nosso garrafão defensivo, dando mais espaço para jogadores como o Olynyk no ataque.
      O problema é quanto isto nos custaria… Entendo o ponto de alguns com relação a pick do Nets (que pode resultar em uma furada), mas ainda acho que podemos montar um grande time sem gastar, ou gastando melhor está pick.

      • Gbrunus

        Lucas o love n é um jogador defencivo e sim um jogador ofencivo, e deixar ele com o olinik no atck seria terrivel ele teria de ser acompanhado por um defensor de aro como o Noel

        • Lucas Oliveira

          Gbrunus, eu considero que o Love era ofensivo em um Minessota em que ele tinha que levar o time sozinho. No Cavs tendo de disputar espaço com o ego do Lebron já não é bem assim…
          E temos que lembrar que é um jogador com média de 11,7 rebotes por jogo… Mesmo que no Celtics ele voltasse a ser um jogador mais ofensivo, eu considero que teríamos uma defesa de garrafão melhor com ele melhor do que a que temos hoje.

          • David Pessoa

            A nossa defesa de garrafao não mudaria muita coisa com Love.Caso o Love fosse jogar no Celtics,a sua contribuiçao seria com os rebotes (seria nosso principal reboteiro) e provavelmente voltaria a jogar ofensivamente como jogava no Twolves,pois ele não teria que dividir tanto a bola,assim,seria a primeira opçao ofensiva do celtics.Ele e o Thomas no pick and roll seria bem bacana de se ver.

            O problema é que o Love não viria barato,podem ter certeza.Talvez pelo Johnson e a pick do Nets,no mínimo.

          • Gbrunus

            Por uma oferta assim acho q até valeria a pena com ele Boston mudaria de patamar, e bastaria apenas um protetor de aro para termos um garrafão forte.
            Para proxima temp no garrafão eu materia ele, KO, amir, traria o Jusuf, pegaria o Zhou Qi, um pia com altura 7’2 q da simples 3,5 blks por jogo, manteria o Zeller talvez, e o Mickey

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.