11

abril

2015

2

Comentários

Jo Jo White é eleito para o Hall da Fama do Basquete

Em anúncio realizado na última segunda-feira, 6 de abril, o Naismith Memorial Basketball Hall of Fame (Hall da Fama do Basquete em homenagem à James Naismith, o inventor do esporte) anunciou os 11 membros que compõem a classe de 2015 da honraria. A Cerimônia de Consagração destes que deram muito ao esporte, será realizada entre os dias 10 e 12 de Setembro deste ano na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts, onde fica sediado o grande memorial de tributo à história do basquete.

Além do lendário armador do Boston Celtics Jo Jo White, também fazem parte desta classe os notáveis Dikembe Mutombo, a máquina de tocos que esteve presente oito vezes no jogo das estrelas da NBA, Dick Bavetta, árbitro da NBA durante 39 anos, John Calipari, eleito por 3 vezes o melhor treinador do basquete universitário, Spencer Haywood, 4 vezes all-star da NBA, e Lisa Leslie, 3 vezes eleita MVP da WNBA.

Os 11 eleitos desta classe se juntam aos outros 5 membros indicados diretamente para o cerimonial deste ano, anunciados durante o último fim de semana das estrelas, em Fevereiro, por conta de suas ilustres contribuições na preservação de todas áreas do jogo de basquete. Entre estes membros, encontra-se o lendário jogador e técnico do Boston Celtics, Tom Heinsohn. Heinsohn foi eleito diretamente pelo Comitê de Veteranos e recebe o reconhecimento pelos serviços prestados como treinador. Veja mais detalhes sobre a honraria dedicada a Heinsohn no artigo publicado em fevereiro, à época do anúncio.

Jo Jo White foi um dos maiores símbolos da era pós-Russell. O lendário pivô do Boston Celtics, Bill Russell, que conquistou 11 títulos em suas 13 temporadas na liga, aposentou-se ao fim da temporada 1968-69. Coincidentemente, Jo Jo White foi selecionado no draft do ano de 1969 e estreou na equipe na temporada seguinte à retirada de Russell. White continuou no Boston Celtics até a temporada 1978-1979, dois anos antes de se aposentar pela equipe do Kansas City Kings.

White já era um jogador notável antes mesmo de profissionalizar-se. Seus 4 anos na universidade de Kansas foram muito destacáveis. Em seus dois últimos anos de faculdade, 1968 e 1969, foi eleito para o segundo time do basquete universitário americano. Além disso, fez parte dos elencos americanos medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg em 1967 e medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Cidade do México em 1968. Desta forma, chegou ao Boston Celtics pela 9ª escolha geral do draft de 1969 e com a responsabilidade de substituir Bill Russell e continuar com a dinastia da equipe de Boston na NBA.

E White não decepcionou. O grande armador camisa 10 foi campeão da NBA duas vezes, nos anos de 1974 e 1976, dirigido pelo grande técnico supracitado, Tom Heinsohn, e tendo como companheiros os também membros do Hall da Fama do Basquete o ala John Havlicek e o pivô Dave Cowens. White foi ainda eleito o MVP das finais do título de 1976.

White foi também eleito para o primeiro time dos calouros da NBA na temporada de 1969-70 e escolhido durante 7 vezes para o jogo das estrelas da NBA (todos os jogos entre as temporadas 1970-71 e 1978-79). Por conta de todo esse legado deixado na cidade de Boston, White teve a sua camisa número 10 retirada pelo Boston Celtics em cerimônia realizada no dia 9 de abril de 1982.

Por conta disso tudo e com um grande atraso, Jo Jo White foi incluído na classe de 2015 do Hall da Fama do Basquete e finalmente terá seu nome eternizado no maior memorial do esporte. Parabéns Jo Jo, és grande merecedor desta honraria!